Murilo Guimarães
Murilo GuimarãesFoto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

 

Eventos para degustação de vinhos ocorrem frequentemente. Sempre (ou quase sempre) agradáveis e com coisas boas para se provar. Faço relato deles aqui, com uma recorrente ressalva: muitos vinhos, para pouco tempo. Ou não se conhece quase nada, ou se entra em coma alcoólico! Esse foi o primeiro mérito da Variedade Feira de Vinhos, que ocorreu duas semanas atrás no Shopping RioMar e transcorreu durante três dias. Aí sim, leitor, tem tempo pra tudo. Cada dia você visita um trecho da feira e degusta alguns vinhos. Sem coma!

A Variedade não foi feita apenas de vinhos. A Bodega Premium, nova loja de cervejas do RioMar, bateu continência no evento. Lá estavam o Campo da Serra, com seus saborosos queijos e a Prime, nos apresentando linhas de louças Vista Alegre e utensílios de cozinha Staub e Zwilling. Além do stand da MeetChef, onde se revezavam aclamados chefes de cozinha nos servindo receitas deliciosas. Entre eles, Thiago Rangel, com uma casquinha de camarão maravilhosa. Ainda nesse clima de diversificação e inovação, uma sala destinada a palestras sobre diversos temas ligados a enologia, onde tive a oportunidade de falar sobre “Vinho e saúde”. Ocasião em que mostrei dados científicos de fontes confiáveis atestando os benefícios que esta bebida de Baco, desde que bebida moderadamente, pode trazer ao nosso corpo. Bom, porque ao espírito, não precisa de ciência, né, amigo? A gente sabe, porque sente!

Mas penso que você quer saber mesmo é dos vinhos expostos nesta feira. Montaram stands praticamente todas as lojas e importadoras do mercado recifense, colocando à prova do público uma seleção de seus estoques. Vou falar não apenas do que degustei, mas do que ouvi de outros enófilos lá presentes. Xi, já não lembro de vários. Tenho que dar um jeito pra não esquecer de tirar foto com essa modernidade a tiracolo, o smartphone. Mas a maior parte de minha vida tinha isso não, amigo. E aí estou naquele estágio intermediário: nem uso mais agenda de bolso para anotar, nem me lembro do celular! Bem, pedindo perdão pelas omissões, lá vão os destaques. O rosé Quinta Maria Izabel recebeu bastante elogio. Tal qual o branco desta vinícola portuguesa. Gosto muito de ambos. A Lacomex serviu um Bourgogne blanc da Cave d’Aze que agradou a fãs da Chardonnay. Ah, lembro que provei um agradável Côtes du Rhône nesse stand, mas o nome do produtor... Quer saber? Ligue pra lá e pergunte ao Marco Antonio! A LD tinha uma garrafa “escondida” do Vadio tinto 2007 que estava no ponto perfeito para beber.

Pode ir atrás que eles ainda tem estoque, leitor. Tá bom, né? Já falei muito. Mas não posso fechar a coluna sem mencionar a mais grata surpresa desta mostra. Degustei a safra 2012 do Miolo Lote 43. Excelente. Bem, você dirá, sempre foi bom. É fato, mas esse estava num nível que me impressionou. E melhor, o preço hoje, diferente do passado, não é tão mais alto que os concorrentes estrangeiros. Só falta parabenizar os organizadores, Artur, Luanda, Helton e Fabiana, pelo grande sucesso da iniciativa. A eles, tim, tim, brinde à vida.
Em destaque >
De gole em gole
Nunca mais tinha escrito o DESTAQUE com esse título. Gosto dele. Então vamos aos goles.
- Enoclass. O sommelier Mauricio Dias vai ministrar mais um Curso de Iniciação ao Vinho, sempre elogiado pelos que frequentam. Será na Casa dos Frios, nos dias 19, 20, 26 e 27 deste mês. Informações 99815.7777.
- Quinta do Monte Xisto. Esse vinho top de linha será lançado no próximo dia 13/10, harmonizado com jantar especial, no restaurante Rui Paula. Estará presente o aclamado enólogo português, João Nicolau de Almeida. Imperdível! Informações 9 98012912.
- Casa Valduga mais uma vez ganhou destaque na Avaliação Nacional de Vinhos deste ano, com seus espuman­­tes Ponto Nero e seu tinto Identidade Marselan, que ainda está macerando nas barricas. Vamos aguardá-lo para comprovar.
- A Bierland Vienna, de nome estrangeiro, mas elaborada no Brasil, foi eleita a melhor Vienna Lager do mundo, pelo World Beer Awards. Olhe aí, cervejeiros!
Adega >
Il Brecciolino IGT 2009
Preço: R$ 330
Onde: Dom Vinho, 9919.29252
Produto da Fattoria Castelvecchio, na Toscana, esse supertoscano (grupo seleto de vinhos tintos desta região), um corte de Sangiovese, Merlot e Petit Verdot, é muito bem pontuado. Inclusive com o cobiçado Tre Bicchieri (máximo) do Gambero Rosso, para a safra 2011. Provei-o recentemente e gostei muito. Vale o preço.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: