Professor Charles Peterson: “Peço aos alunos que estabeleçam um prazo para dominar o conteúdo programático de seu estudo, bem como um prazo para passarem na prova”
Professor Charles Peterson: “Peço aos alunos que estabeleçam um prazo para dominar o conteúdo programático de seu estudo, bem como um prazo para passarem na prova”Foto: Divulgação

Estudar com prazos, ou seguir uma frequência de estudos mais relaxada e sem pressão? Constantemente enfrentamos desafios e assim é colocada a teste nossa motivação e dedicação ao objetivo. Seja para uma prova, ou concurso, independente da razão, sua motivação precisa estar toda focada no seu objetivo.
Um jogo fácil é sem graça. Nós, seres humanos, somos movidos por desafios, somos inspirados pela vontade de vencer. Isso é o que afirma o Professor de Técnicas de Estudo e especialista em concursos públicos Charles Peterson, ressaltando que adoramos descobrir novos horizontes, conhecer novos lugares e conquistar vitórias. E isso tem totalmente ligação com a motivação para os estudos.
É mais comum do que parece, estudantes terem bastante tempo para estudar e não o fazerem. Devido à falta de prazo ou edital publicado o desafio desaparece. Sem uma meta a ser alcançada, o estudo fica muito tedioso e sem motivação. “Estudar com prazo bem definido gera engajamento, o que torna o dia a dia de estudo muito mais dinâmico, pois, com um prazo estabelecido, não há tempo a perder. Quanto mais envolvido com o projeto você estiver, mais motivado ficará”, explica o especialista.
E como conseguir essa motivação? Como seguir os prazos? O especialista ajuda. Charles Peterson conta que todos somos motivados por desafios e para ajudar, ele costuma aconselhar seus alunos: “Peço a eles que estabeleçam um prazo para dominar o conteúdo programático de seu estudo, bem como um prazo para passarem na prova. Dessa forma, o estudo fica muito mais motivante porque o prazo gera uma pressão positiva para estudar”, ressalta o professor.
É de suma importância colocar no papel suas metas, fazer um planejamento do que você pretende conseguir em quanto tempo, sendo meses ou anos. Impondo uma meta, traçando um objetivo, você terá a motivação e o prazo para cumpri-lo. No meio desse tempo você pode fazer outras provas, ou tentar outros concursos, mas se aferre ao objetivo final e no prazo estipulado anteriormente.
Para não se perder, o especialista conta alguns passos importantes para estudar com esses prazos, lidando com os desafios.
1- Estabeleça o prazo para você dominar determinado conteúdo.
2- Crie desafios inspiradores como por exemplo: fazer um simulado por mês; uma revisão semanal de todos os tópicos já estudados; além do cronograma do dia, fazer 2 exercícios de português todos os dias; a cada semana, aumentar o número de exercícios diários de português; elaborar questões de leis que possuem poucos exercícios; fazer atividade física diariamente; privar-se de redes sociais em caso de não cumprir o cronograma de estudo; recompensar-se com programas agradáveis por ter cumprido a meta semanal; inserir sua preparação para concursos em uma visão mais ampla e inspiradora.
3- Estabeleça quantos concursos/provas irá fazer como número máximo para você passar. Charles Peterson ressalta que objetivo aqui é fazer você estudar com empenho, já que tem prazo para passar. Não quer dizer necessariamente que você irá desistir, caso não passe dentro deste prazo.
4- Tenha metas semanais de estudo. Antes da semana começar é muito bom que o aluno já tenha definido, pelo menos quantas horas vai estudar na semana; quais tópicos vai estudar e quantos exercícios vai fazer.
5- Queira passar nos primeiros lugares! Estabeleça uma meta desafiadora que irá exigir toda sua capacidade, foco e motivação!

Correios
CorreiosFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Os Correios vão realizar concurso público para preenchimento de vagas em todo o Brasil, com exceção do Mato Grosso. Os postos são nas áreas de segurança e medicina do trabalho e o edital deve ser publicado este mês. A seleção tem como objetivo repor o quadro de profissionais técnico-especializados da instituição e foi lançada em plena greve de funcionários da instituição.

De acordo com a direção dos Correios, as inscrições poderão ser abertas ainda este mês e a banca responsável pelas provas e seleção é a Iades. Os cargos oferecidos são de auxiliar de enfermagem do trabalho, técnico de segurança do trabalho, enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho. “Esta norma estabelece, dentre outros critérios, a exigência legal mínima de um quantitativo de cargos para compor o Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho da empresa”, afirmaram os Correios, em nota.

Para o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos de Pernambuco ( Sintect), Rinaldo Nascimento, essa nova seleção não vai beneficiar áreas carentes dos Correios. “Atualmente, áreas operacionais são as mais deficitárias e não foram contempladas. Carteiro, operador de triagem e transporte e atendente comerciário são os cargos que precisam ser recrutados”, ponderou.
A categoria que está em greve desde 26 de abril e reclama das condições de trabalho. Na ultima terça-feira, houve uma reunião em Brasília com a presidência dos Correios e o sindicato que representa os funcionários da empresa, mas as partes não chegaram a um acordo. “As propostas são inegociáveis, não beneficiam os trabalhadores. Então, vamos continuar parados”, afirmou Nascimento.

Entre as exigências feitas pelos trabalhadores estão a rejeição da privatização, demissões e fechamento das agências. Segundo Rinaldo Nascimento, no Brasil já foram fechadas 250 agências. Em Pernambuco, foram encerradas duas em Jaboatão dos Guararapes, uma no Cabo de Santo Agostinho e Recife. “É um absurdo fechar postos de trabalho. É inaceitável esse desmando das classes dirigentes dos Correios”, disse ele. Com a greve, os centros de Distribuição Domiciliar (CBD) e Encomendas (CEE) estão com suas atividades suspensas. Nenhuma carta ou encomenda vai ser distribuída para a população.

O Superior Tribunal Militar (STM) vai realizar um novo concurso público para provimento de cargos de analistas e técnicos judiciários da Justiça Militar da União. A novidade foi divulgada no “Diário Oficial da União” da última terça-feira com os nomes dos integrantes da comissão organizadora da seleção. A próxima etapa será a escolha da banca organizadora.

São 28 cargos vagos em Brasília e auditorias sediadas em todo o País, mas o número pode sofrer alterações até a publicação do edital por causa de aposentadorias. As vagas serão para provimento imediato e para cadastro reserva.

O novo concurso a ser realizado pelo STM foi anunciado no mês passado e a expectativa é que o edital seja publicado no segundo semestre deste ano.

Agência dos Correios
Agência dos CorreiosFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

As inscrições para o concurso público nacional dos Correios estão prevista para começarem neste mês de maio. A seleção abrange o preenchimento de vagas para todas as unidades da federação, com exceção do Mato Grosso, e tem como o objetivo repor o quadro de profissionais técnico-especializados dos Correios na área de Segurança e Medicina no Trabalho.

As vagas são para os seguintes cargos: Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, Técnico de Segurança do Trabalho, Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Médico do Trabalho. Inscrições serão realizadas somente pela internet, no site da organizadora do concurso. Os candidatos aprovados em todas as fases da seleção serão chamados a assinar contrato individual de trabalho com os Correios, de acordo com a classificação obtida, a localidade selecionada e as necessidades da empresa.

Edital será publicado em breve no Diário Oficial da União e no site dos Correios.

1) Considere a afirmação: Se os impostos sobem, então o consumo cai e a inadimplência aumenta. Uma afirmação que corresponde à negação lógica dessa afirmação é: 

A) Se o consumo não cai ou a inadimplência não aumenta, então os impostos não sobem.
B) Os impostos sobem e o consumo não cai ou a inadimplência não aumenta.
C) Se os impostos não sobem, então o consumo aumenta e a inadimplência cai.
D) Os impostos não sobem e o consumo não cai e a inadimplência não aumenta.
E) Se os impostos não sobem, então o consumo não cai e a inadimplência não aumenta.

Comentário: Alternativa B. A negação do condicional é uma conjunção em que deixa o antecedente como está e nega-se apenas o consequente. Agora, como o consequente é uma conjunção, sua negação será uma disjunção com a negação das proposições que a compõem, logo, simbolicamente fica: ~[S→(C?A)] = S?~Cv~A = os impostos sobem e o consumo não cai ou a inadimplência não aumenta.

2) Observe a afirmação a seguir, feita pelo prefeito de uma grande capital.
Se a inflação não cair ou o preço do óleo diesel aumentar, então o preço das passagens de ônibus será reajustado.
Uma maneira logicamente equivalente de fazer esta afirmação é:


A) Se a inflação cair e o preço do óleo diesel não aumentar, então o preço das passagens de ônibus não será reajustado.
B) Se a inflação cair ou o preço do óleo diesel aumentar, então o preço das passagens de ônibus não será reajustado.
C) Se o preço das passagens de ônibus for reajustado, então a inflação não terá caído ou o preço do óleo diesel terá aumentado.
D) Se o preço das passagens de ônibus não for reajustado, então a inflação terá caído ou o preço do óleo diesel terá aumentado.
E) Se o preço das passagens de ônibus não for reajustado, então a inflação terá caído e o preço do óleo diesel não terá aumentado.

Comentário: Alternativa E. Uma das equivalências do condicional é com o próprio condicional em que troca-se o antecedente e consequente de lugares e nega-os, e como o antecedente é uma disjunção sua negação será uma conjunção com a negação das proposições que a constituem. Simbolicamente, tem-se: (~CvA)→R = ~R→C?~A = se o preço da passagem de ônibus não foi reajustado, então a inflação caiu e o preço do óleo diesel não aumentou.

3) Paulo, Ricardo e Sérgio fizeram as seguintes afirmações:
Paulo: eu sou advogado.
Ricardo: Paulo não é advogado.
Sérgio: A afirmação de Ricardo é falsa.
A respeito das afirmações ditas por eles, certamente,

A) As três são verdadeiras.
B) Duas são verdadeiras.
C) Duas são falsas.
D) Menos do que três são falsas.
E) Menos do que duas são verdadeiras.

Comentário: Alternativa D. Considerando que a afirmação de Paulo é verdadeira, a de Ricardo será falsa e a de Sérgio verdadeira; já se a afirmação de Paulo for falsa, a de Ricardo será verdadeira e a de Sérgio falsa. Como não sabemos qual das duas opções é a correta, temos que trabalhar com as duas possibilidades e, com isso, a única certeza, dentre as alternativas, é que: menos do que três (duas ou uma) afirmações são falsas (todas as outras alternativas estarão certas em uma das possibilidades e erradas na outra).

Devemo-nos lembrar que os prediletos das organizadoras são os verbos irregulares. Em princípio trataremos do modo INDICATIVO que exprime certeza na realização de suas ações. Quando digo: “Eu fiz, eu faço ou eu farei”, por exemplo, você não tem dúvida de que essas atitudes têm potencialidade de terem acontecido indubitavelmente. Dentro deste contexto, podem aparecer seis formas verbais: uma de presente, três de passado e duas de futuro.

Presente do indicativo
Denota, inicialmente, que uma ação ou estado está acontecendo no momento da enunciação. “Eu trabalho duramente para alcançar meus objetivos.”

Pretérito ou passado perfeito
Dá-nos ideia de que uma ação aconteceu (passado) e se extinguiu completamente. “Passaremos neste concurso!”

Pretérito ou passado imperfeito
É um verbo que traz noção de passado, porém tem-se a sensação de que a realização verbal não se acabou. “Eu cantava na Igreja”.

Pretérito ou passado mais que perfeito (passado do passado)
É usado quando se faz referência, em um mesmo enunciado, a mais de uma ação verbal passada que ocorreu em épocas diferentes. A ação que for realizada num tempo mais antigo será representada pelo pretérito mais que perfeito. “Fiz uma prova ontem semelhante à que fizera em 2006”.

Futuro do presente
Indica um fato que potencialmente ocorrerá sem que haja a necessidade de um enunciado condicional subsequente. “Você não me encontrará em casa”.

Futuro do pretérito
Pode expressar um fato futuro em relação a um fato passado (passado do subjuntivo), este surge no período sob a forma de condição(1). “Eu chamaria o amigo para sair se tivesse como me comunicar com ele(1)”. A ação só se realiza se houver a confirmação do elemento condicional.

O que não podemos dizer é que os verbos no presente não podem desempenhar função passada ou futura. Vejamos a frase: “Faz dias que não a vejo.” O verbo fazer denota tempo decorrido, tempo passado, mesmo que a forma “Faz” seja de presente. No enunciado: “Passo na tua casa dentro de 10 minutos!” A forma verbal “passo” tem valor de futuro, mesmo se apresentando sob a forma de presente. Logo, teremos que analisar o valor específico de ca­da forma verbal.

*Li­cen­cia­da em Língua Portuguesa e Espanhola pela UFPE, especialista em Gramática Normativa e professora de Português do Nuce.

Interessados devem ficar atentos à divulgação do edital, que deve ocorrer até o mês de junho
Interessados devem ficar atentos à divulgação do edital, que deve ocorrer até o mês de junhoFoto: EBC/Arquivo

Segundo publicação desta quarta-feira (03) no Diário Oficial da União, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) já definiu a banca organizadora da sua próxima seleção na área de Segurança do Trabalho. O Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) vai coordenar o concurso, que terá vagas em carreiras de nível médio/técnico e superior. Os interessados devem ficar atentos à divulgação do edital do concurso, que deve ocorrer até o mês de junho.

O objetivo é o preenchimento de cargos de auxiliar de enfermagem do trabalho, técnico de segurança do trabalho, enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho. Ainda não há definição do número de vagas ou se o certame será apenas para formação de cadastro reserva.

Entre os benefícios oferecidos pelos Correios estão plano de carreira, vale-alimentação/refeição, vale-transporte, auxílio-creche ou Auxílio Babá, auxílio para filhos dependentes portadores de deficiência, assistência médica e odontológica e plano de previdência complementar.

A carreira de auxiliar de enfermagem do trabalho, que exige ensino médio e certificado de conclusão de curso de Auxiliar de Enfermagem tem remuneração inicial de R$ 1.876,43 por 44h semanais de trabalho. O cargo de técnico em segurança do trabalho, que exige nível médio com curso de Técnico em Segurança do Trabalho, tem salário inicial é de R$ 2.534,14 também por jornada de 44 horas semanais.

Enfermeiros do trabalho, com curso de graduação de nível superior em Enfermagem e especialização em Enfermagem do Trabalho, têm salário de R$ 4.903,05 por 44 horas semanais. Já os interessados no cargo de Engenheiro de segurança do trabalho devem ter formação de nível superior em Engenharia, com especialização em Engenharia de Segurança do Trabalh. A remuneração também é de R$ 4.903,05. Médicos do trabalho, graduados em Medicina com especialização em Medicina do Trabalho, têm remuneração também é de R$ 4.903,05.

Prefeitura do Paulista deve divulgar novo concurso para professores da rede municipal em breve
Prefeitura do Paulista deve divulgar novo concurso para professores da rede municipal em breveFoto: Reprodução

Após o Ministério Público de Pernambuco ter cancelado o concurso realizado em 2016, a Secretaria de Educação do Paulista afirmou nesta quarta-feira (3) que está “trabalhando para dar continuidade ao processo” e deve divulgar um novo certame para o cargo de professor em breve.

De acordo com o órgão, novas datas para a realização do novo concurso já foram apresentadas ao MPPE no início do mês de abril, mas a prefeitura não foi notificada sobre a marcação de uma audiência. O pedido deve ser reiterado até esta sexta-feira (5).

A Secretaria de Educação afirma que, como houve erro da empresa realizadora do concurso na prova para professores, apenas este resultado será cancelado. No entanto, quem já se inscreveu para esse concurso poderá fazer as novas provas para esse cargo. Já quem passou nas funções de intérprete de Libras e nutricionistas devem aguardar a divulgação do resultado final de aprovação.

Prefeitura de Jaboatão
Prefeitura de JaboatãoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco/arquivo

A prefeitura de Jaboatão dos Guararapes iniciou a convocação de 944 concursados para atuar em oito secretarias do município, nas mais diversas áreas. O anúncio foi feito nesta terça-feira (02). As cartas de convocação começarão a ser emitidas esta semana e devem ser recebidas por todos os aprovados ainda este mês, de acordo com a administração pública.

Os novos profissionais vão reforçar atendimentos à população em áreas como segurança, saúde e educação. Eles foram aprovados em concorrências realizadas a partir de 2015, que estariam vencendo este ano, mas podem ser prorrogados até 2019. "Esse reforço só foi possível graças às medidas de austeridade que temos adotado nesses quase quatro meses de gestão", ressaltou o prefeito Anderson Ferreira.

Os prazos de convocação variam de acordo com o cargo. Para os guardas municipais, o limite será o dia 21 deste mês. Agentes de trânsito serão convocados até 21 de agosto e as demais categorias, incluindo professores e médicos, até 28 de julho.

Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone 993893019 ou pelo e-mail concurso@jaboatao.pe.gov.br.

Segundo especialista, prática frequente da escrita e da leitura são o segredo para a elaboração de uma boa redação
Segundo especialista, prática frequente da escrita e da leitura são o segredo para a elaboração de uma boa redaçãoFoto: Reprodução/Internet

Passar horas estudando em casa ou em cursinhos preparatórios, fazer diversos exercícios e provas diariamente, abdicar de programas de lazer. Esse é o dia a dia da grande maioria dos concurseiros que, independente do órgão público estimado, possuem o mesmo objetivo: a estabilidade e a segurança financeira. Apenas em 2017, diversos concursos foram abertos, tais como o do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Tribunal de Justiça de Pernambuco, cujo edital está previsto para ser divulgado em maio. Apesar de cada um possuir o seu conteúdo, todos têm a redação como ponto em comum e de caráter eliminatório.

Devido ao seu peso e importância para elevar a classificação do candidato, a produção do texto dissertativo ainda é uma das maiores dores de cabeça dos estudantes que, apesar de alcançarem notas altas nas questões múltipla escolha, acabam perdendo a vaga por conta dessa etapa. Para a especialista em educação, Adelaide Sampaio, da Tutores Educação Multidisciplinar, o uso correto da gramática, a distribuição do tempo entre a redação e as demais avaliações e o desenvolvimento do tema solicitado estão entre os maiores desafios à vista do candidato.

“A prática frequente da escrita e da leitura são o segredo para a elaboração de uma boa redação. Outros pontos importantes estão na organização das ideias e no conhecimento diante dos assuntos atuais e mais comentados pela mídia”, comenta Sampaio. Veja, a seguir, mais dicas para alcançar uma composição textual nota dez:

1- Escrever um texto pelo menos uma vez por semana.

2- A produção deve ser feita da seguinte forma: introdução, desenvolvimento e conclusão. Na primeira parte, deve-se evitar fazer rodeios, pois é recomendável que a tese – posicionamento do autor sobre o tema - seja direta e indique o raciocínio e o ponto de vista defendido. É o momento reservado para apresentar as ideias que deverão ser desenvolvidas nas demais linhas.

3- O meio da redação, também conhecido como desenvolvimento, é reservado para os argumentos positivo e negativo, citados anteriormente. Geralmente é dividido em dois parágrafos. E, finalmente, a conclusão. Esse é o momento que o candidato deve propor saídas para o que foi apresentado anteriormente, além de voltar à tese.

4- E, finalmente, evitar a fuga ao tema proposto pela banca. Para isso, é indicado utilizar o papel rascunho. Esse, deverá conter pontos como a ideia central do texto, os argumentos principais e secundários, assim como a conclusão pretendida.

comece o dia bem informado: