Começaram nesta segunda-feira (10) as inscrições para o processo seletivo simplificado que vai contratar 1.038 pessoas para trabalhar no Censo Agropecuário 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A seleção chegou a ser anunciada em janeiro do ano passado, mas foi cancelada devido ao corte orçamentário sofrido pelo órgão em 2016. O concurso está sob responsabilidade da FGV e a inscrição vai até o dia 5 de maio.

São 171 vagas para nível superior, distribuídas em 17 áreas de conhecimento, com retribuição mensal de R$ 4 mil e taxa de inscrição de R$ 78. Para o nível médio, foram abertas 867 vagas, distribuídas entre as funções de agente censitário administrativo, regional e de informática. As retribuições mensais vão de R$ 1.500 a R$ 2.500, com taxa de inscrição de R$ 27 a R$ 42,50. O contratado também receberá auxílios alimentação e transporte, além de férias e 13º salário proporcionais. Os contratos são de 7 a 13 meses e as vagas estão distribuídas por todo o país.

Segundo a gerente da seleção, Rossana Franco, o resultado final será divulgado no dia 10 de agosto e o início do trabalho é imediato. “As informações começam a ser coletadas em 1º de outubro, mas tem o treinamento antes, a capacitação para o desenvolvimento dessa atividade. O início é imediato, nós temos pressa. Nesse primeiro edital, as pessoas já começam a trabalhar em agosto mesmo.”

Outra seleção:
Mais um processo seletivo está previsto para ser aberto no dia 24 de abril para contratação de 25 mil trabalhadores temporários em mais de 4 mil municípios. Rossana explica que o segundo edital será para as funções de agentes censitários municipal e supervisor, ambos de nível médio, e de recenseador, que exige ensino fundamental completo.

“Para recenseador tem um número maior de vagas, esse é o profissional que vai ser responsável pela coleta de informações nos estabelecimentos agropecuários de todo o país. Serão quase 19 mil vagas e a remuneração é variada por produção e de acordo com as características do local onde vai trabalhar. Para agente censitário municipal são 1.250 vagas e para agente censitário supervisor são quase 5 mil vagas.”

Esta será a 11ª edição do levantamento que é feito a cada dez anos. Segundo o IBGE, a coleta de dados começa em 1º de outubro e deve durar 5 meses. Os recenseadores vão visitar 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, para coletar informações sobre produção, características dos trabalhadores do setor, o uso de irrigação e de agrotóxicos, além do papel da agricultura familiar na produção, entre outras questões.

No Brasil, o primeiro Censo Agropecuário foi feito em 1920, ano em que o país fez um Recenseamento Geral. Nas décadas de 70 e 80 foram feitos dois levantamentos, com intervalos de cinco anos. Na década de 90 o trabalho só foi realizado em 1996.

Reitoria da Universidade de Pernambuco (UPE)
Reitoria da Universidade de Pernambuco (UPE)Foto: Peu Ricardo/Arquivo Folha

A Universidade de Pernambuco (UPE) anuncia a abertura de concurso público para preencher 270 vagas em diversas unidades da instituição no Estado. As vagas são para servidores técnicos administrativos, de nível médio e superior. O edital ainda não tem data de divulgação.

De acordo com as informações preliminares divulgadas pela UPE, a seleção terá 128 vagas para Analista em Gestão Universitária (nível superior), com salário base no valor de R$ 2.605,45. Outras 142 oportunidades serão para o cargo de Assistente em Gestão (nível médio), com salário base no valor de R$ 1.157,98.

Para o nível superior, as oportunidades são para os seguintes profissionais: administrador, advogado, analista de sistemas, assistente social, bibliotecário, biomédico, contador, biólogo, engenheiro, fisioterapeuta, pedagogo, psicólogo, secretária executiva, terapeuta ocupacional e tradutor.

Já o nível médio abarcará as funções de assistente administrativo, técnico administrativo, técnico em contabilidade, técnico em arquivo, técnico em informática, técnico em saúde bucal, técnico de laboratório, técnico em secretariado, técnico de enfermagem, técnico em edificações, técnico em radiologia e atendente de clínica odontológica.

O último concurso para servidores da UPE aconteceu em 2012 e disponibilizou apenas 50 vagas, todas para o Interior de Pernambuco.

Confira a distribuição das vagas:

Escola Superior de Educação Física (Recife): 6 vagas para nível superior e 5 para nível médio;

Faculdade de Ciências da Administração (Recife): 4 vagas para nível superior e 6 para o nível médio;

Faculdade de Ciências Médicas (Recife): 4 vagas para nível superior e 7 para o nível médio;

Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (Recife): 6 vagas para nível superior e 7 para o nível médio;

Instituto de Ciências Biológicas (Recife): 3 vagas para nível superior e 5 para o nível médio;

Escola Politécnica de Pernambuco - Poli (Recife): 10 vagas para nível superior e 15 para o nível médio;

Faculdade de Odontologia - FOP (Camaragibe): 4 vagas para nível superior e 16 para o nível médio;

Reitoria (Recife): 50 vagas para nível superior e 38 para o nível médio;

Petrolina: 8 vagas para nível superior e 8 para o nível médio;

Mata Norte: 8 vagas para nível superior e 5 para o nível médio;

Mata Sul: 3 vagas para nível superior e 5 para o nível médio;

Garanhuns: 11 vagas para nível superior e 11 para o nível médio;

Arcoverde: 4 vagas para nível superior e 4 para o nível médio;

Caruaru: 4 vagas para o nível médio;

Salgueiro: 2 vagas para nível superior e 3 para o nível médio;

Serra Talhada: 5 vagas para nível superior e 3 para o nível médio.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autorizou, nesta sexta (7), a contratação de brigadistas temporários para prevenção e combate aos incêndios florestais em vários municípios e estados do país. A medida visa a preparar as localidades para os períodos de queimadas, considerando a seleção de áreas críticas do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) e do calendário de emergência ambiental contra queimadas do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Para seleção das áreas, o Prevfogo adota critérios técnicos como as detecções de focos de calor registrados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) no período de 2011 a 2016, a presença de unidades de conservação federais, de terras indígenas e de projetos de assentamento rurais e cobertura de remanescentes florestais.

Em janeiro deste ano, o MMA declarou estado de emergência ambiental nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, de Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rondônia, Roraima, Tocantins e da Bahia.

O Prevfogo será o responsável pela seleção, contratação, administração e gerenciamento das atividades das brigadas. As localidades e o número de brigadistas a serem contratados por município podem ser vistas em portaria do Ibama publicada no Diário Oficial da União.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fará o Censo Agropecuário 2017 no início de outubro. Para isso, serão abertas 26.010 vagas temporárias, das quais, 171 serão para profissionais de nível superior em 18 diferentes áreas de conhecimento. As vagas restantes serão para nível médio. Na segunda-feira (10) sairá um certame com 1.071 postos, enquanto no final do mês serão publicadas as outras 24.939 ofertas.

O cargo de recenseador terá inicial de R$ 3 mil. O agente censitário regional receberá R$ 3.458, já o agente censitário administrativo ficará com um salário de R$ 2.018. Para agente censitário municipal, supervisor e de informática, inicial de R$ 2 mil. Já para analista censitário, o subsídio corresponderá a R$ 7.624.

Ao longo de cinco meses, os recenseadores vão visitar 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em mais de 4 mil municípios no País, levantando informações sobre produção, características dos trabalhadores do setor, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. O papel da agricultura familiar na produção agropecuária também será pesquisado.

O orçamento total do censo será R$ 770 milhões em 2017 e 2018. Para este ano, os recursos serão de aproximadamente R$ 500 milhões. A coleta dos dados que vai durar cinco meses. Os resultados do Censo devem começar a ser divulgados em meados de 2018. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) fará a banca organizadora.

Cerca de trinta pessoas aprovadas em concursos para a Polícia Civil e Científica ocupam a sessão da Alepe nesta terça-feira (4); eles querem apoio parlamentar para pressionar o Estado a realizar suas nomeações
Cerca de trinta pessoas aprovadas em concursos para a Polícia Civil e Científica ocupam a sessão da Alepe nesta terça-feira (4); eles querem apoio parlamentar para pressionar o Estado a realizar suas nomeaçõesFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Cerca de trinta pessoas aprovadas nos concursos da Polícia Civil e da Policia Científica de Pernambuco ocupam as galerias da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) na tarde desta terça-feira (4). Eles buscam apoio dos deputados para que pressionar o Governo do Estado a definir um cronograma de atividades obrigatórias para que eles sejam nomeados para os cargos.

A sessão começou por volta das 14h40 e os aprovados aguardavam em silêncio que algum parlamentar cite o caso no plenário. De acordo com a apuração da Rádio Folha de Pernambuco, eles não consideram a manifestação um protesto, mas uma ação em busca de apoio dos deputados. No meio da sessão, o grupo abriu uma faixa que cobrava as nomeações. "Segurança Pública e transparência, não é favor, mas dever do Estado", dizia o texto. 

No dia 3 de março, o Ministério Público de Pernambuco recomendou à Secretaria de Defesa Social (SDS) e ao Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) a anulação da prova de avaliação psicológica. Os candidatos teriam que refazer o exame psicotécnico porque houve denúncias de rasuras nos cadernos de respostas. A reformulação da etapa irá atrasar o prazo de nomeações dos aprovados. O teste psicotécnico foi realizado no dia 23 de outubro de 2016, e o concurso aprovou 2.208 pessoas

Para Thiago Magalhães, um dos representantes do grupo que realizou o ato, não há materialidade que comprove irregularidades no concurso. "Rabisco no caderno de perguntas não é problema para o concurso andar". Segundo ele, os aprovados estão apenas aguardando que o Governo do Estado divulgue o cronograma com a data de início do curso de formação para que todos estejam na rua, assumindo a função, já no mês de setembro. "A sociedade precisa da gente nas ruas, nós queremos reavivar o Pacto Pela Vida."

Na plenária, o deputado estadual Joel da Harpa (PTN-PE), que foi policial militar, defendeu os aprovados. "Os concursados estão buscando uma transparência maior em todo esse processo", explicou o deputado, que considera a ação do Ministério Público "desnecessária". Para ele, bastaria procurar as pessoas que estavam nas salas onde foram identificados cartões com irregularidades, ao invés de penalizar a todos. "Nós esperamos que haja, por parte do Governo do Estado, rapidez nesse processo, até porque a insegurança está ai em Pernambuco. Há um déficit muito grande de policiais civis em Pernambuco. Hoje nós temos pouco menos de cinco mil policiais, quando deveríamos ter mais de 10 mil, enquanto essas duas mil pessoas estão aptas para irem para o curso e assim estarem prestando serviço para a população pernambucana na área de segurança, que é o grande mal, neste momento, no nosso estado."

Em abril, começam as inscrições dos dois processos simplificados para os temporários que atuarão no censo. Serão abertas 26.010 vagas, das quais 171 para profissionais de nível superior em 18 diferentes áreas de conhecimento. As vagas restantes serão para nível médio. Os editais dos dois processos seletivos estão previstos para serem publicados nos dias 10 e 24 deste mês.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou nesta segunda-feira (3) que o Censo Agropecuário 2017 terá início em 1º de outubro. Ao longo de cinco meses, os recenseadores vão visitar 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre produção, características dos trabalhadores do setor, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. O papel da agricultura familiar na produção agropecuária também será pesquisado. Os resultados do Censo devem começar a ser divulgados em meados de 2018.

O orçamento total do censo será R$ 770 milhões em 2017 e 2018. Para este ano, os recursos serão de aproximadamente R$ 500 milhões. Serão contratados cerca de 26 mil trabalhadores temporários em mais de 4 mil municípios para a coleta dos dados que vai durar cinco meses.

Segundo o IBGE, a redução do orçamento para o Censo Agropecuário tornou necessária a simplificação do questionário inicialmente elaborado com a diminuição do tempo médio de entrevista de 90 para 40 minutos. O objetivo foi dar agilidade à coleta de dados, permitindo que, em média, três estabelecimentos agropecuários sejam visitados pelos recenseadores por dia.

A Prefeitura de Fortaleza, Ceará, abriu inscrições para processo seletivopara contratação de 33 profissionais de nível superior e médio/técnico de escolaridade, que serão lotados na Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente - SEUMA.

As vagas são para os cargos: Advogado, Analista de Projeto, Analista de Sistema, Analista Técnico, Arquiteto e Urbanista, Biólogo, Coordenador de Projeto, Desenhista / Cadista, Economista, Engenheiro de Pesca, Engenheiro Florestal, Geógrafo, Geólogo, Sociólogo, Técnico de Geoprocessamento e Técnico em Permacultura.

Os ordenados variam de R$ 2.238,36 a R$ 9.417,80, em 40 horas semanais. As regras estão no edital nº 22/2017. As inscrições vão até o dia 16 de abril pelo site www.concursos.fortaleza.ce.gov.br. O valor de inscrição varia de R$ 90,00 a R$ 100,00.

Encerra-se na próxima quinta-feira (6) o prazo para inscrições para concurso para o Conselho Regional de Odontologia de Alagoas (CRO - AL). As vagas a serem preenchidas correspondem às funções de Auxiliar Administrativo (1), Auxiliar Técnico de Procuradoria (1) Fiscal Nível Médio (1) e Recepcionista.

A jornada de trabalho é de 30 horas semanais, com vencimentos iniciais que variam entre R$ 937,00 e R$ 2.163,23. AS inscrições dever ser feitas pela internet através do site www.idecan.org.br. A taxa de inscrição é de R$ 52,00. A prova objetiva está prevista para o dia 28 de maio.

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal (CAS) vai encaminhar, para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), um pedido de autorização para o preenchimento de 697 vagas, por meio de concurso público para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O anúncio foi feito nesta quarta-feira (20 de março).

A última seleção da agência ocorreu em 2013, quando foram oferecidas 314 vagas. A distribuição das oportunidades pelos respectivos cargos depende da autorização do MPOG.

Seleção oferece 1.300 vagas para curso de 17 semanas
Seleção oferece 1.300 vagas para curso de 17 semanasFoto: Marinha/Divulgação

Quem ainda não finalizou a inscrição do concurso da Marinha para admissão ao Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais (C-FSD-FN) para as turmas I e II de 2018 precisa correr. O prazo de inscrição termina nesta quinta-feira (30).

A seleção oferece 1.300 vagas destinadas a homens com idade entre 18 e 21 anos (em 1º de janeiro de 2018) com ensino médio completo. De acordo com o edital do concurso da Marinha para fuzileiro naval, as chances no CIAMPA são destinadas, preferencialmente, a concorrentes das regiões Sul e Sudeste, enquanto as do CIAB para candidatos do Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Curso terá duração de 17 semanas e será ministrado no Rio de Janeiro e em Brasília.

Corra que ainda há tempo. Acesse o link: https://www.inscricao.marinha.mil.br/marinhafn/form_inscricao.jsp?id_processo=53


comece o dia bem informado: