Hercilia_Nova
Hercilia_NovaFoto: Divulgação

Ataques hackers, espiões russos, bastidores violados... Parece resumo de um filme de 007, mas falamos mesmo é das eleições americanas, onde os desdobramentos não param de surpreender. Entre a quantidade de decisões e pronunciamentos polêmicos do vencedor Donald Trump, que ocupará definitivamente o cargo de uma das maiores potências mundiais no próximo dia 20, as dúvidas sobre a legitimidade do processo eleitoral ganham corpo. Primeiro, Barack Obama, com informações validadas pelo FBI e pela CIA, anunciou uma série de sanções aos russos após a conclusão de que hackers patrocinados pelo governo de Vladimir Putin realizaram ataques para favorecer o então candidato republicano. Agora, um documento divulgado por Edward Snowden prova que a Agência Nacional de Segurança (NSA) teria total capacidade de provar quem foram os autores do ataque. Trump diz que “nenhum computador do mundo está seguro” e ainda polemiza: “Se você tiver alguma coisa muito importante para comunicar, escreva à mão”. Provavelmente nada acontecerá depois da mudança no comando da Casa Branca, mas o cenário enfraquece ainda mais o já abalado perfil do novo líder.

Nem o Google escapou
Pode até faltar acesso aos endereços salvos na lista de favoritos do seu navegador, mas quando isso acontece com o Google, a enxurrada de reclamações não passa despercebida. Ontem pela manhã, usuários brasileiros reclamaram de falhas no carregamento da página e que viam uma animação japonesa seguida da mensagem “esse é um ótimo momento para morrer”, acompanhado de uma assinatura: Kuroi’SH. Segundo o maior site de buscas do mundo, servidores de DNS usados para a manutenção do seu domínio no Brasil foram afetados, mas o banco de dados não sofreu um ‘arranhão’ sequer.

CNH COM QRCODE > A partir de maio, quem tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) contará com um novo modelo. O maior diferencial estará na impressão de um QRCode no documento. O código bidimensional vai conectar a CNH ao Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach), sem a necessidade de se digitar informações. A ideia é dificultar falsificações. Alguns motoristas se preocupam com os dados que serão disponibilizados, mas a ideia é a permissão do acesso aos códigos apenas por um aplicativo específico e não pelos leitores comuns como os baixados gratuitamente nos smartphones.

BOMBA ANTI-HIV > Um implante que injeta, em intervalos de seis e 12 meses, medicamentos anti-HIV. O projeto, já em fase de testes, é aposta da fundação de Bill Gates, que investiu US$ 140 milhões nele.

PIRATAS > Site listando “os dez filmes mais pirateados da semana” mostra bem que esse mercado só se fortalece no País.

WHATSAPP > O aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do País, usado por mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo, vai parar de funcionar em muitos sistemas antigos este ano. Segundo comunicado, ele vai se adaptar apenas às plataformas mais usadas. Pode-se entender isso como “recentes”. Android 2.1, Android 2.2, iPhone 3GS/iOS 6 e Windows Phone 7 foram as primeiras “banidas” em 2017.

CES > Contagem regressiva para o Consumer Electronic Show, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, que começa amanhã e vai até domingo, em Las Vegas. É lá que as maiores marcas e principais fabricantes apresentam seus novos produtos e onde se conhece as tendências para o ano que se inicia. O CES acontece há 50 anos. Imaginar um evento desse cinco décadas atrás nos leva ao tempo do lançamento de tecnologias que mudaram a forma de se ver e pensar tecnologia. Entre elas, a chegada do videocassete, em 1970; do CD, em 1981; do Blu-ray, em 2004, entre tantos aparatos revolucionários. As apostas em 2017 incluem soluções para os carros inteligentes, ultra TVs e drones.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: