Carismática, pentatleta pernambucana vai usar sua técnica no hipismo, saltando na série extra (1m), no Caxanga Golf & Country Club
Carismática, pentatleta pernambucana vai usar sua técnica no hipismo, saltando na série extra (1m), no Caxanga Golf & Country ClubFoto: Arthur de Souza

De hoje até o próximo domingo, o Recife será a sede do Hipismo no Nordeste. Durante esses três dias, o Caxangá Golf & Country Club receberá a 11ª Copa Cidade do Recife, competição válida pela II Etapa do Circuito Guabi Norte/Nordeste de Hipismo. Os cavaleiros e amazonas terão seis categorias para saltar, sendo elas: Escola (60cm, 80cm e 90cm), Extra (1m), Preliminar (1,10m), Intermediária (1,20m), Especial (1,30m) e Principal (1,40m).

A expectativa da FEP é que mais de 200 conjuntos de toda a região Nordeste participem da competição. Vale destacar que Pernambuco deve ser representado por, pelo menos, 100 conjuntos. O Estado, que teve um bom aproveitamento na primeira etapa da competição, já possui uma tradição no esporte.

Yane Marques é uma das atrações do evento. A pentatleta recebeu o convite da Federação Equestre de Pernambuco e já confirmou que vai competir. Esta será a primeira vez da sertaneja no Norte/Nordeste da modalidade, onde irá saltar na série Extra (1m), na categoria Aberta. O Circuito Nordeste é dividido em seis etapas. A primeira foi reali­za­da na Bahia, no último mês. Pas­sada a fase pernambucana, o Norte/Nordeste segue para Ceará, Natal, retorna para a Bahia e será encerrado em Pernambuco, em dezembro.

Sul-Americano

Além da disputa do Regional, a competição - nas categorias Mirim (1,20m), Pré-Júnior (1,30m), Júnior (1,40m) e Young Riders (1,45m) - também servirá como seletiva para o Campeonato Sul-Americano de Hipismo, marcado entre os dias 2 e 8 de outubro, na Argentina.

No total, quatro seletivas são reali­zadas. Destas, os cavaleiros e amazo­nas devem participar de, no míni­mo, duas, além do Campeonato Bra­sileiro. De acordo com os resulta­dos obtidos nas cinco competições, a CBH elege os oito conjuntos que formarão as duas equipes brasileiras para a disputa do Sul-Americano.

Na categoria Mirim, a expectativa é que Pernambuco repita o bom desempenho do último ano, quando seus cavaleiros Henrique Maranhão, João Felipe Gomes, João Marce­lo Santos e João Pedro Chaves foram vice-campeões brasileiros por equipe.
Os bons resultados não pararam por aí. Henrique Maranhão ainda conquistou o Sul-Americano de Hipismo na categoria Mirim. O pernambucano é hoje o principal nome do esporte no Estado.

O evento é uma realização da Federação Equestre de Pernambuco (FEP) em parceria com a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) e a Prefeitura do Recife.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: