Salgueiro derruba o Náutico e se isola na liderança
Salgueiro derruba o Náutico e se isola na liderançaFoto: Divulgação/Náutico

Pela sétima rodada do Campeonato Pernambucano, Salgueiro e Náutico entraram em campo no Cornélio de Barros com a liderança em jogo. O Timbu acabou surpreendido pela boa atuação do time sertanejo e saiu derrotado pela primeira vez na era Milton Cruz pelo placar de 2x0. Caso o Sport vença o Belo Jardim amanhã (19), o time da Rosa e Silva pode acabar a rodada na quarta colocação do hexagonal.

Durante todo o primeiro tempo, o Carcará fez jus a melhor campanha do Hexagonal do Título, e pressionou o Náutico com uma maracação alta e posse de bola no campo ofensivo. Logo aos dois minutos, Valdeir teve a primeira chance de cabeça, após bom cruzamento de Rodolfo Potiguar, e mandou nas mãos de Tiago Cardoso.

Trabalhando bem na recuperação de bola, Toty teve uma segunda chance para o Carcará minutos depois, mas acabou mandando a esquerda da meta de Tiago Cardoso. Os donos da casa abusaram dos escanteios na primeira etapa, e explorando as laterais do Náutico acharam as melhores oportunidades.

E foi em um tiro esquinado que a surgiu a outra oportunidade. Após o cruzamento, Jean dominou a bola no segundo pau e bateu cruzado. Tiago Cardoso conseguiu uma defesa plástica, e no rebote a zaga alvirrubra mandou para longe.

Mesmo sem conseguir trabalhar a bola no ataque, o Náutico respondeu na bola parada. Dudu levantou na área de Mondragon e Ewerton Páscoa acertou o desvio para assustar o arqueiro sertanejo. Foi a melhor oportunidade do Timbu.

Já no apagar das luzes da primeira etapa, a superioridade do Carcará foi compensada. Depois de um erro de Manoel no lado esquerdo da defesa alvirrubra, setor mais explorado pelos Salgueiro, Toty roubou a bola e cruzou para Willian Lira, que subiu mais que David, e mandou para o fundo das redes, tirando o zero do placar. Festa no Cornélio de Barros.

Na etapa complementar, o Náutico assumiu outra postura. Começou a propor o jogo, ter mais posse no campo ofensivo, e o Salgueiro se viu encurralado. Dudu foi a peça mais ativa no meio, ditando o ritmo da equipe e presente nas jogadas ofensivas. Em duas oportunidades, o camisa 7 Timbu cruzou na grande área para Giovanni e João Ananias, que não souberam aproveitar.

A melhor chance dos comandados de Milton Cruz, no entanto, foi numa falta próxima ao círculo central. Alison assumiu a responsabilidade e mandou um tirambaço do meio da rua, acertando o travessão de Mondragon.

Mesmo vivendo um melhor momento, os vacilos na defesa por pouco custaram mais um gol. Ewerton Páscoa saiu mal, Valdeir adentrou a grande área e encobriu Tiago Cardoso, que precocemente saiu da meta. O mesmo Páscoa cortou em cima da linha.

A chance fez o Salgueiro crescer, e aos 37 da segunda etapa, Levi sacramentou o resultado para os donos da casa depois do cochilo da defesa Timbu, encobrindo com categoria o goleiro Tiago Cardoso. Com o apito final, o Salgueiro se isolou na liderança do Hexagonal com 16 pontos, e ficou mais próximo das semifinais.

FICHA DE JOGO

SALGUEIRO 2


Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luiz Eduardo (Vítor Caicó), Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty, Valdeir, Jean (Levi) e Willian Lira.

NÁUTICO 0

Tiago Cardoso; David, Nirley, Páscoa, Manoel (Cal Rodrigues); Darlan (Giva), João Ananias, Giovanni, Dudu; Alison e Érick (Jeferson Renan).

Local: Cornélio de Barros, Salgueiro
Árbitro: Gilberto Castro Júnior (FPF)
Assistentes: Aílton José e Cleberson Leite (Ambos da FPF)
Gols: Willian Lira (aos 42’ do 1ºT) e Levi (aos 37’ do 2ºT)
Cartões amarelos: Darlan Bispo e Ranieri
Renda: R$ 7.840,00
Público: 2.424 torcedores

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: