Marco Antônio é um dos remanescentes da temporada 2016
Marco Antônio é um dos remanescentes da temporada 2016Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

Todo jogador contratado pelo Náutico chega ao clube pressionado por títulos. A última conquista do Timbu foi o Campeonato Pernambucano de 2004. Naquele grupo estava o meia Marco Antônio, ainda iniciando a carreira e emprestado pelo São Paulo. Hoje, o camisa 10 é um dos mais experientes do atual elenco e uma referência na equipe com a missão de conduzir o Alvirrubro de volta ao caminho dos troféus. Essa responsabilidade ele assume, porém, evita jogar mais pressão sobre os novos jogadores.

“Já se falou muito isso desde que cheguei. Mas quem tem essa responsabilidade é quem passou pelo clube de lá para cá. E alguém terá de chegar aqui para quebrar esse tabu. Cada ano que se inicia é uma nova oportunidade de levantar títulos pelo Náutico. Sabemos da concorrência, mas o Timbu precisa ser campeão, precisamos dar essa alegria ao torcedor. Não fomos responsáveis pelos 12 anos, mas somos responsáveis por tirar da fila. Temos de mudar a história”, garantiu o meio-campista alvirrubro.

Para Marco Antônio, uma possível conquista do Náutico começará a ser construída ainda na pré-temporada. Por isso, o atleta valoriza o período de atividades antes de iniciar as competições de 2017. A estreia do Timbu na Copa do Nordeste será contra o Uniclinic/CE, na Arena de Pernambuco, no dia 24 de janeiro. Já no dia 29 o adversário será o Santa Cruz, no primeiro jogo do Campeonato Pernambucano.

“A cada ano que se inicia todos chegam com esse pensamento. Se vai acontecer ou não só o tempo vai dizer. Mas estamos trabalhando com a cabeça focada para isso. O título marca nossas vidas e carreiras. Temos a oportunidade a cada dia de construir a conquista. Não será por acaso ou de uma hora para outra. Por isso, a base da pré-temporada precisa ser boa para chegar às conquistas”, pontuou Marco Antônio.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: