William foi formado nas divisões de base do Timbu
William foi formado nas divisões de base do TimbuFoto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

O primeiro setor do Náutico a ser reforçado para 2017 foi o ataque. Sem artilheiros nas últimas temporadas, a diretoria alvirrubra investiu em atletas ofensivos como Anselmo, Juninho, Alison, Giva e Willian Silva. Este último é o menos conhecido do torcedor, tem apenas 22 anos, mas é o que tem tido o melhor rendimento nos treinos da pré-temporada. E na disputa pela vaga na equipe, o jogador é considerado uma espécie de azarão.

Mesmo com a pouca idade, Willian Silva tem rodagem no futebol. Começou a carreira no próprio Náutico, nas divisões de base, foi campeão pernambucano em 2012 e 2013 no Sub-20, mas teve problemas particulares e deixou o clube. Na sequência, atuou pelo Central, se destacou e chamou a atenção do Santos. Por lá trabalhou no time Sub-23, porém, não conseguiu ganhar espaço no profissional e foi emprestado à Portuguesa Santista. Foi o artilheiro da Série A2 do Paulista com 16 gols em 17 jogos e abriu os olhos da diretoria do Timbu para o retorno.

Tímido e de poucas palavras, o atacante prefere mostrar em campo ao torcedor como pode contribuir com o time e comprovar nos jogos o que está fazendo nos treinos. Porém, em sua primeira entrevista coletiva, ele explicou um pouco das suas características.

“Sou um jogador rápido, atuo pelo lado dos campos e também pelo meio. Faço a função de falso 9 como aconteceu na Portuguesa Santista. Até por isso fiz muitos gols lá porque jogava centralizado. Tenho boa finalização e habilidade. Essas são minhas características. Mas vai ficar à critério de Dado Cavalcanti onde ele vai me colocar. O que quero é buscar meu espaço no time”, afirmou.

Por conhecer bem o clube desde as divisões de base, Willian Silva já mostrou se sentir em casa no Timbu e espera retribuir o apoio dado antes e agora. “Quando tive proposta do Náutico não pensei duas vezes. É um clube que gosto muito. Espero conseguir meu espaço e brigar por títulos com esta camisa, que pretendo honrar. O Náutico é grande, tem uma estrutura muito boa e tem de estar na Série A”, resumiu.

Copa São Paulo de Futebol Júnior

O torcedor do Náutico ainda não pôde acompanhar nenhuma partida da equipe Sub-20 na Copinha porque não houve transmissão pelas TVs detentoras dos direitos. Contudo, o jogo de hoje contra o Mirassol/SP, às 15h (do Recife), será transmitido pelo Facebook do clube em parceria com a Federação Paulista de Futebol. O duelo será realizado na cidade de Votuporanga.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: