A postura de reivindicação dos atletas do Santa Cruz, insatisfeitos pelos atrasos salariais, protagonizada na última segunda-feira, surtiu certo efeito. As premiações referentes às passagens de fase da equipe no Campeonato Pernambucano e na Copa do Nordeste foram pagas. Ontem, inclusive, o presidente do clube, Alírio Moraes, esteve no estádio do Arruda para conversar com a imprensa sobre a dificuldade financeira que o clube segue vivendo. Segundo o mandatário coral, o salário de março, vencido no última dia 15, ainda não foi pago. Mas, houve uma conversa com os jogadores, com o intuído de tudo voltar a normalidade.

“Apesar de todos os problemas financeiros que enfrentamos, conseguimos pagar janeiro e fevereiro nas datas acertadas. Aqui no clube, ela acontece sempre no dia 15 do mês seguinte. É uma prática costumeira. No último dia 15 eu vi que não teria recurso e me antecipei. Conversei com Constantino Júnior (vice-presidente de futebol) e com o técnico Vinícius Eutrópio. Ficou apalavrado com os jogadores que vamos pagar, como venho fazendo desde o ano passado”, disse o presidente tricolor.

Na última segunda-feira, os atrasos salariais do Santa Cruz foi levantado durante a entrevista coletiva do lateral-esquerdo Tiago Costa. O jogador confirmou que, em 2017, o salário de março não havia sido pago. “Temos um mês de salário atrasado. Mas o presidente (Alírio Moraes) passou para a gente que vai acertar tudo essa semana”, falou o jogador, na oportunidade. Antes e depois dos treinamentos, inclusive, foram recheados de reuniões entre a diretoria e o elenco. 

O problema salarial não tem atingido apenas os atletas do Santa Cruz. O presidente Alírio Moraes também explicou a situação dos funcionários do clube, que estão com alguns salários atrasados. “Nosso planejamento gira em torno de um parcelamento de 2016 que vai ser pago em abril. Provavelmente, pelo tamanho da dívida, a gente deve dividir em 12 vezes. Se forem realizadas algumas receitas, podemos antecipar. O ideal seria zerar esse processo”, informou o presidente.

Esta situação no Arruda não é de hoje. Durante a reta final da Série A, no ano passado, o clube chegou a dever salários aos atletas. O clube chegou a ser denunciado pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf). Uma condenação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) faria o time entrar na Série B do Campeonato Brasileiro, este ano, com três pontos a menos na competição. No julgamento, no entanto, houve empate na votação, e este fato favoreceu o denunciado.

Além dos salários deste ano, As folhas de 2016 ainda estão em aberto, e jogadores remanescentes da campanha na Série A permanecem sem recebê-las. Apesar desses problemas para administrar o clube, o presidente tricolor se demostrou bastante confiante com relação ao futuro Tricolor neste primeiro semestre. Alírio Moraes até prometeu as conquistas do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste deste ano. “Estou animado. Vou levantar troféu esse ano. Vamos levantar troféus com muito orgulho porque tivemos uma avalanche de problemas no final do ano passado. Se neguinho bobear, a gente levanta dois troféus agora", falou.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: