Leusa Santos
Leusa SantosFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Isadora acordou especialmente animada naquela manhã de segunda-feira. Antes mesmo de levantar da cama, inspecionou o celular para ver o horóscopo do dia. Leu as

previsões para Touro e impressionou-se com a última frase. Repetiu-a várias vezes enquanto se arrumava para ir ao aeroporto. Tinha voo dentro de três horas:

- Sua necessidade de ação está em alta! Sua necessidade de ação está em alta! Sua necessidade de ação está em alta! Sua necessidade de ação está em alta! Aiiiiii! É

hoje! É hoje! Acho que ele vai estar lá no avião! Vai estar lá no avião!!!!! Vai sim!!!

Isadora repetiu tanto isso que foi no táxi falando sozinha. Bem baixinho. Ela estava solteira havia três meses e desde então consultava horóscopo, leitura das mãos,

inscreveu-se em sites de previsões on-line. Tudo para saber se estava prestes a ganhar um novo amor. Ansiosa.

A questão é que Isadora chegou ao aeroporto tarde demais. A porta do avião já havia fechado. Agitada, ela correu até o funcionário que operava a passarela de embarque:

- Moço, por favor! Dá tempo de passar? Coloca esse negócio junto da porta de novo, pelo amor de Deus!

- Desculpe. Não pode mais, o avião já está manobrando.

- Olha, o senhor pode não acreditar, mas o amor da minha vida está naquele avião!

- Seu namorado?

- Futuro namorado!

- Futuro?

- É! Vai ser. Ele não sabe ainda. Eu nem conheço, mas tenho certeza que o meu novo amor está naquela aeronave. Os astros me disseram!

O homem olhou desconfiado para Isadora e entendeu tudo. Tratava-se de uma desequilibrada, pensou ele. Sem acordo, Isadora saiu frustrada dali e foi para a praça de

alimentação do aeroporto tomar um café e aliviar a cabeça confusa.

- A senhorita vai pedir agora? – perguntou-lhe o garçom.

Isadora ficou parada olhando para aquele rapaz, alto, olhos castanhos, sorriso largo...

veja também

comentários

comece o dia bem informado: