Inaldo Sampaio
Inaldo SampaioFoto: Arthur Mota

Em sua quarta passagem pela presidência do TCE-PE, o conselheiro Carlos Porto fez ontem uma proposta ousada a membros da bancada federal pernambucana. Iniciar uma articulação nacional em prol da extinção dos Fundos Próprios de Previdência Municipal. Ele disse, com base em levantamento feito pelo próprio TCE, que mais de 90% desses Fundos estão falidos, colocando em risco o futuro de servidores que por intermédio deles se aposentam. Conforme o próprio TCE, que tem sido rigoroso com prefeitos que não cumprem suas obrigações previdenciárias, muitos descontam a contribuição do servidor mas não a recolhe para o Fundo Próprio, depositam a parte patronal como bem entendem. E, pelo fato de tratar-se de dinheiro fácil, saca-o na primeira dificuldade, como muitos fizeram após as eleições. Por tudo isso, afirma o conselheiro, esses Fundos deveriam ser extintos, com a volta dos servidores ao Regime Geral.

Jovair sem apoio do próprio PTB
Líder do PTB na Câmara Federal, o deputado Jovair Arantes (GO) lançou ontem sua candidatura à sucessão do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). Cerca de 20 deputados do “baixo clero” prestigiaram o lançamento, mas nenhum deles da bancada pernambucana do PTB, que tem três representantes naquela Casa: Zeca Cavalcanti, Jorge Corte Real e Adalberto Cavalcanti.

Recondução > Por reconhecer que o prefeito reeleito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), deu uma nova dimensão à Amupe, a assembleia geral alterou o estatuto da entidade para permitir sua segunda reeleição. O pleito se realizará agora em fevereiro e Patriota deverá ser candidato único.

Adjetivo > “Caos” é pouco, diz o novo prefeito de Goiana, Osvaldo Rabelo Filho (PMDB), para definir como recebeu a prefeitura das mãos do seu antecessor, Fred da Caixa, eleito pelo PTB e hoje sem partido.

Ausência > A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), não participou ontem do IV seminário que o TCE promoveu para os novos prefeitos por ter sido acometida por uma virose na véspera do evento.

Militância > Antes de lançar-se candidato a prefeito de Ipojuca pelo PRB, o empresário Arlindo Capitani, conhecido como “Gaúcho”, cumpriu mandato de vereador na cidade de Matupá (MT) entre 1989 e 1992.

Permanência > Eduardo Tabosa (PSD) não é mais prefeito de Cumaru, mas permanecerá na secretaria-geral da poderosa CNM (Confederação Nacional dos Municípios) até maio de 2018, quando se encerrará o seu mandato. Isso lhe dará o direito de ir a Brasília pelo menos 1 vez a cada 15 dias.

Final > Não foi propriamente um “final feliz” o encerramento do mandato dos ex-prefeitos de Itaíba e Inajá, os primos Juliano e Leonardo Martins, respectivamente, ambos do PSDB. Os seus sucessores Adilson Timóteo (PR) e Regina da Saúde (PTB) os acusam de terem abandonado o povo após a derrota.

Sem nome? > Falando como candidato à Câmara Federal em 2018, o jovem engenheiro João Campos, chefe de gabinete do governador Paulo Câmara, defende que o PSB lance candidato próprio a presidente da República, sem contudo falar “em nomes” e sim em “programa de governo”. A tese pode até ser simpática. Mas nem o PSB tem esse candidato, nem programa de governo se sustenta se o partido não tiver um líder nacional para encampá-lo.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: