Inaldo Sampaio
Inaldo SampaioFoto: Colunista

O brasileiro está ficando saturado da Operação Lava Jato, por mais que ela esteja contribuindo para passar o país a limpo em matéria de corrupção. Quase todo dia aparece uma novidade e não se sabe exatamente quem é culpado e quem é inocente, sequer quando as investigações chegarão ao seu final. O mensalão tramitou durante cinco anos no STF e só foi a julgamento devido ao pulso firme do então presidente Joaquim Barbosa. A Lava Jato é muito mais complexa por envolver políticos do governo e da oposição, sendo impossível prever quando chegará ao seu final porque o Supremo não tem estrutura nem expertise para fazer investigações no campo penal. É só ver o caso do senador Renan Calheiros. Foi acusado em 2007 de pagar pensão de uma filha com recursos de uma empreiteira, mas só virou réu no STF 9 anos depois. Imagine o Brasil ter que esperar uma década para saber o que ocorrerá com a lista Janot divulgada ontem!

A Lava Jato é mais complexa que o mensalão porque envolve políticos do governo e da oposição

Eleições suplementares
Além de Ipojuca (PE), haverá eleições suplementares em 2 d eabril nos seguintes municípios: Cafelândia (SP), São José da Boa Vista (SP), Mococa (SP), Foz do Iguaçu (PR), Nova Laranjeira (PR), Quatigá (PR), Guajará-Mirim (RO), Carmópolis (SE), Sangão (SC) e Bom Jardim da Serra (SC). Ipojuca e Carmópolis são a “jóia da coroa” devido à alta receita do ICMS.

Anistia > O STF forçou o Congresso a aprovar anistia para políticos envolvidos em “caixa dois” ao transformar em réu o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que recebeu, legalmente, 500 mil da pernambucana Queiroz Galvão para sua campanha de 2010 e declarou o fato à Justiça Eleitoral.
Da terra > É pernambucano do Recife o general de Exército Lúcio Mário Góes, que assumirá na próxima 5ª a vice-presidência do STM. No Estado natal, comandou a 7ª Região Militar antes de chegar ao topo da carreira (2010).
Posse > Será dia 28 a 2ª posse de José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira, na presidência da Amupe, data que coincidirá com os 50 anos da entidade, que defende os municípios pernambucanos.

Racha > Sem um líder nacional que a unifique, a bancada federal do PSB (34 deputados) irá rachada à votação da reforma previdenciária. Fernando Filho é a favor e Danilo Cabral/Tadeu Alencar, contra.
À luta > Luciana Santos, presidente nacional do PCdoB, foi a SP perguntar a Lula se ele pretende se candidatar em 2018 e a resposta foi “sim”. Por isso, o PCdoB não lançará candidato.

Receita > Era de 400 mil/mês, aproximadamente, a receita da Associação de Cabos e Soldados quando o desconto dos associados era feito em folha. Agora, cada associado deve comparecer à ACS para efetuar o pagamento.
Perfil > O ministro Herman Benjamin, relator no TSE do processo que pede a cassação do registro da chapa Dilma/Temer, é paraibano de Catolé do Rocha e cursou o ensino médio no Recife. Terminou Direito na UFRJ, fala espanhol, inglês, francês e alemão, e se assume como “gay”.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: