Inaldo Sampaio
Inaldo SampaioFoto: Colunista

O PSB reunirá sua executiva na próxima semana para decidir como posicionar-se na votação das reformas trabalhista e previdenciária. A bancada na Câmara Federal, composta por 34 parlamentares, está dividida em relação aos dois temas. A representação de Pernambuco, em que pese ter emplacado Fernando Filho no Ministério de Minas e Energia, é a mais rebelde em relação aos dois projetos. Considera-os “excessivamente liberais”. Já a líder Tereza Cristina (MS) é mais identificada com o governo Michel Temer e tende a trabalhar internamente pela aprovação das duas reformas. No entanto, antes de fechar questão a favor ou contra, ela terá que ter a chancela da executiva nacional. Isso é mais uma prova da fragilidade do nosso modelo de governança. O partido formalmente faz parte do governo, mas só vota a favor daquilo que for do seu interesse. Ou seja, é possível em nosso país ser governo e oposição ao mesmo tempo.

A líder do PSB Tereza Cristina é mais identificada com o governo Temer que a bancada de Pernambuco

A assombrosa rejeição a Lula
Está provado pelo Ibope porque Lula é, ao mesmo tempo, o candidato mais forte e também o mais fraco à sucessão de Michel Temer. É que 30% dos eleitores dizem que votariam nele “com certeza”, mas 51% também afirmam que não votariam nele “de jeito nenhum”. Ou seja, dos 146 milhões de eleitores aptos a votarem em 2018, metade excluem por antecipação o líder petista.
Ausência > Pernambuco não tem ninguém no STF e o único ministro que tinha no TSE (Luciana Lossio) será substituído no próximo dia 6 por Tarcísio Vieira de Carvalho Neto.
Patrocínio > A decisão da Globo Nordeste de transmitir ao vivo o festival “Viva Dominguinhos” que teve inicio ontem em Garanhuns deixou o prefeito Izaías Régis (PTB) de peito lavado, já que ele se queixa do Governo do Estado por não ter dado um tostão para o evento.
Atraso > Por não ser militar, o ministro Raul Jungmann (Defesa) chegou com uma hora de atraso no Comando Militar do Exército, anteontem à tarde, para as comemorações da Semana do Exército. Se vestisse farda, imediatamente teria levado uma reprimenda.

Demissão > Amiga e colega de partido dos ministros Roberto Freire (Cultura) e Raul Jungmann (Defesa), a vereadora Soninha Francine (PPS) não é mais secretária de Assistência e Desenvolvimento Social do prefeito João Dória (SP). Foi demitida ao vivo pelas redes sociais.

Adutora > Do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Édson Vieira (PSDB), de passagem ontem pelo Recife: “Nunca, em tempo alguns, choveu tão pouco em nosso município e única saída para resolver o problema do abastecimento d’água é a Adutora do Agreste”.
Inocente > Quando se sua última vinda ao Recife para submeter-se a uma cirurgia de coluna, o ex-deputado Pedro Corrêa deixou escapar numa roda de conversa que o ex-ministro Antonio Palocci, que foi ouvido ontem pelo juiz Sérgio Moro, “está preso injustamente”.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: