Renata Bezerra de Melo
Renata Bezerra de MeloFoto: Colunista

Menos de uma semana após a Procuradoria Geral da República instaurar procedimento administrativo para apurar a situação do sistema penitenciário de Pernambuco, novo vídeo exibiu festa regada a drogas e álcool na colônia Penal Feminina. O uso de celulares foi mais uma vez sublinhado nas imagens, como já ocorreu em outras ocasiões. Diferente de outrora, quando relatou já até ter dado seu número de celular aos presos, o secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado, Pedro Eurico, em entrevista, tachou de irregular o uso dos aparelhos pelas detentas, desta vez. A despeito da postura mais cautelosa, partiu para enfrentamento no caso, anterior, da PGR e não o fez sem o respaldo do Governo do Estado. A despeito de as imagens virem apontando o que soa como perda do controle da gestão sobre o sistema carcerário, uma graduada fonte palaciana grifa o "esforço do governo Paulo Câmara em ampliar de 12 mil para 18 mil o número de vagas em presídios, quando o estado brasileiro encontra-se em situação de completa falência". A mesma fonte prossegue: "Conseguimos viabilizar, assim mesmo, investimentos para isso. Querer mais do que isso é alienação". E a situação nos presídios, que se repete sem controle? "Estamos numa tentativa de administrar caos. Não há orçamento suficiente", devolve. O secretário de Justiça e Direitos Humanos encontra suporte quando combate uma intervenção porque a mesma seria lida como uma forma de "declarar a incompetência de quem está na gestão" e não de dividir responsabilidades com o Governo Federal.

Marcação cerrada

Depois de Rogério Rosso, como a coluna registrara, ter sugerido a Michel Temer, no domingo, a criação do Ministério da Segurança Pública, Rodrigo Maia, na segunda-feira, passou a defender a ideia de criação da pasta, alegando não ser esta uma bandeira de campanha. Ambos concorrem à presidência da Câmara Federal.Antenas > As punições aplicáveis aos prefeitos, especialmente a nova forma integrada de trabalho entre TCE, MPPE, GCU, TCU, MPF e Polícia Federal, foram o mote da palestra do procurador Cristiano Pimentel, do MPCO, no 4º Seminário Tribunal de Contas do Estado e Novos Gestores Municipais. O assunto prendeu a atenção dos novos gestores.

Intenções > Pimentel assegurou que esta forma de trabalho vai continuar. Apesar dos casos de ex-prefeitos presos ou afastados nos mandatos passados, o procurador disse acreditar que a maioria tem boas intenções. "É uma minoria que pensa em enriquecer com o erário, acredito", disse Cristiano.

Guarda-sol > Na sexta-feira, quando Rodrigo Maia reuniu a bancada pernambucana, no Recife, um grupo de políticos batia um papo na casa do vice-governador, Raul Henry, em Serrambi. A deputada Luciana Santos, que prestigiou o presidente da Câmara Federal, foi uma das que seguiu para o encontro na praia.

Água fresca > Além de Paulo Câmara, o líder do governo, Waldemar Borges, integrava a roda, assim como o secretário de Articulação, André Campos, com a esposa, Virgínia, do padre Luciano e de Marta Lima. Com a composição eclética, o grupo jura que tratou, predominantemente, de amenidades.

Rodízio > No domingo, quem chegou por lá, por voltas das 12h, e saiu, já perto das 20h, foi a jornalista da Globo News, Cristiana Lôbo, que circulava por Pernambuco. Paulo Câmara ainda estava lá.

No páreo > O deputado Ossesio Silva tem acompanhado de perto a crise política em Ipojuca e vê o momento como “delicado”, em função da interinidade do prefeito. O PRB decidiu lançar candidato à prefeitura local.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: