33º Encontro de Bonecos Gigantes de Olinda
33º Encontro de Bonecos Gigantes de OlindaFoto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco

Ao som de muito frevo, o 33º Encontro de Bonecos Gigantes de Olinda percorreu, nesta terça-feira (25), as ladeiras da cidade acompanhado por uma multidão. Neste ano, o desfile homenageou as Troças Carnavalescas Mistas Cariri Olindense e John Travolta, e o carnavalesco Marcos Taramps. Ao todo, 80 gigantes saíram do Largo de Guadalupe, em frente à sede do Cariri Olindense. ‪O Homem da Meia-Noite e Mulher do Dia abriram o desfile para os outros 78 bonecos, todos confeccionados pelo olindense Silvio Botelho.

Enquanto os bonecos passavam, moradores da região acenavam, aplaudiam e jogavam confetes de janelas e varandas.‬ Quatro orquestras de frevo e uma ala de passistas também animavam os foliões. "Todos os anos fico na varanda de casa esperando o bonecos. Acho lindo quando eles desfilam e colorem as ruas", disse a dona de casa Carmem Oliveira, 56 anos.

Leia também:
Pinto da Madrugada leva Carnaval para a criançada nesta terça-feira
Bairro do Recife atrai multidão de todas as idades no domingo de Carnaval

Segundo Silvio Botelho, a inspiração dele para fazer os bonecos vem do povo. "Olinda é a pátria dos bonecos gigantes. É sempre uma honra todos os anos colocá-los nas ruas e animar os amantes do Carnaval", disse. Ele contou que ao longo da vida já fez 1.320 bonecos gigantes.

‪Para o vice-presidente da Cariri Olindense, Sérgio Roberto, a homenagem é uma honra. “Cariri existe há 99 anos e toda homenagem é gratificante", disse. A troça vai às ruas às 4h da madrugada do domingo de Carnaval, mas a apoteose acontece cerca de uma hora antes quando o Homem da Meia Noite chega e entrega a chave, simbolicamente, para Cariri abrir o Carnaval de Olinda.

Annye Kerollayne conta que sempre faz questão de participar do encontro. Desta vez ela estava acompanhada das fihas, Samily, 10, e Samara, 5. "Não podemos deixar de reconhecer que é uma importante tradição da nossa cultura. As meninas sempre gostam de ver os bonecos e ainda fazem questão de usarem fantasias para entrar no clima de Carnaval", falou.

O pequeno Davi Lucas, 7, gosta tanto dos bonecos gigantes que pediu para fazerem um para ele. O avô do menino, Amaro Oliveira, 60, contou que Davi ficava brincando com a cabeça na cabeça fingindo ser um boneco. "É bonito ver as crianças encantadas com uma tradição tão forte como o Carnaval. Não podemos deixar de incentivar essa ligação com nossas manifestações culturais", falou.

33º Encontro de Bonecos Gigantes de Olinda
33º Encontro de Bonecos Gigantes de OlindaFoto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco
33º Encontro de Bonecos Gigantes de Olinda
33º Encontro de Bonecos Gigantes de OlindaFoto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco
33º Encontro de Bonecos Gigantes de Olinda
33º Encontro de Bonecos Gigantes de OlindaFoto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco
33º Encontro de Bonecos Gigantes de Olinda
33º Encontro de Bonecos Gigantes de OlindaFoto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: