O projeto foi idealizado pelo professor Paulo Cunha
O projeto foi idealizado pelo professor Paulo CunhaFoto: Divulgação

Com o objetivo de oferecer uma programação de alto padrão à comunidade acadêmica e à população em geral, o Cinema da UFPE será inaugurado nesta quarta-feira (9), às 18h. O espaço fica no bloco B do Centro de Convenções da instituição e conta com 178 poltronas, incluindo lugares para cadeirantes e obesos. Oferecerá uma projeção DCP 4K, com som Dolby 5 X 1. A sala está preparada para exibir filmes em 2D e em 3D. Estão previstas ainda sessões acessíveis com filmes nacionais em Libras, LSE e audiodescrição, em parceria com o projeto Alumiar, do Cinema da Fundação. Assim como as Sessões Cinemateca, com filmes antigos, em parceria com a Cinemateca Pernambucana.

O projeto foi idealizado pelo professor Paulo Cunha, em 2012, no início da primeira gestão do Reitor Anísio Brasileiro, e passou sete anos para sair do papel, com custo aproximado de R$ 3,5 milhões, bancados com recursos próprios da universidade.

Leia também:
Pesquisadores da UFPE participam de expedição na Antártica
Martin Scorsese diz que filmes da Marvel 'não são cinema'

A abertura ao público, no entanto, só acontece no dia 7 de novembro. Inicialmente, serão duas sessões diárias, de terça a sábado, mas a intenção é passar para três sessões até o fim do ano. A grade de programação só será definida dias antes da abertura. O cinema será administrado em parceria com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE. O desafio da sala é ser autossustentável e para isso serão cobrados ingressos de R$ 14,00 (inteira), R$ 7,00 (meia) e R$ 6,00 (ingresso subvencionado para estudantes, professores e técnicos da UFPE). As sessões de acessibilidade comunicacional e as de formação de plateia serão gratuitas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: