Foram encontrados 4 resultados para "Novembro 2019":

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Quais riscos corro ao investir em títulos de alto rendimento? - Maria José.

Os títulos de alto rendimento são aqueles que pagam juros superiores aqueles praticados pelo mercado, como os títulos do Tesouro Direto. Em tempos de baixa Selic, tais investimentos podem ser atrativos justamente pelo retorno.

Contudo, como sabemos a alta rentabilidade está associada a um alto risco. Os títulos são normalmente emitidos por empresas iniciantes, com altos índices de endividamento, ou que apresentam desempenho financeiro comprometidos.

Com isso, existe um risco de inadimplência bem superior aos investimentos tradicionais, além da própria volatilidade do retorno. Esses ativos são de difíceis negociação no mercado, o que pode comprometer a liquidez e sua negociação no mercado. Eles exigem uma grande atenção por parte do investidor, e a dica de diversificar é sempre válida.


Qual a melhor maneira de controlar o meu progresso financeiro? - João Carlos.

O controle financeiro sempre começa quando tomamos ciência das nossas receitas e gastos. É preciso conhecer e anotar as fontes de renda, como salários, alugueis, rendimentos de aplicações, entre outros.

Também, é importante fazer o registro de seus gastos, como alimentação, moradia, saúde, e identificar os gastos necessários e aqueles supérfluos, que podem ser cortados diante de uma necessidade. Há vários aplicativos que podem ajudar neste controle, que permitem registar e agrupar essas receitas e despesas.

E o mais importante, é que você faça o acompanhamento desses resultados. Para isso, é importante que você defina metas do quanto deseja poupar e investir mensalmente, alinhadas com os objetivos de curto e longo prazo. Isso te ajudará não só a reduzir os gastos, como também verificar se está indo no caminho certo.

Mealheiro
MealheiroFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o analista de investimentos da Finacap, Alexandre Brito. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141

Como eu investiria o valor de R$ 20 mil em rendimento acima da poupança com resgate de três em três meses? - José Luis.

Para um investimento em que você tenha uma maior previsibilidade do retorno sobre o seu investimento, deve-se recorrer à títulos de renda fixa. Entretanto, a maioria dos investimentos não têm uma boa liquidez e a alíquota de IR é definida na tabela regressiva. Sendo assim, em um prazo de 3 meses, estaria enquadrado na maior tributação. Caso seja imprescindível efetuar resgate periodicamente, recomendaria investimentos que se utilizam de pagamento de juros periódicos. Há, por exemplo, títulos do Tesouro que pagam juros semestralmente.

Gostaria muito de investir, mas não sei por onde começar, e não tenho muito dinheiro. O que devo fazer? - Leide Santos.

O primeiro passo para qualquer investidor iniciante deve ser efetuar um teste de perfil do investidor, oferecido por bancos e corretoras na abertura de conta. Com esse resultado, você saberá seu apetite a tomar riscos (se mais conservador ou agressivo) e assim conseguirá, de seu banco ou corretora, uma sugestão de alocação dos seus investimentos. Minha recomendação, para todos os perfis é: prezar pela sua reserva de emergência; diversificar seu patrimônio; e alinhar seus investimentos com cada objetivo, ou seja, para sonhos de longo prazo, buscar investimentos de longo prazo.

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o Consultor de finanças filiado à Unibra, Bruno Moura Tôp. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141


Como aplicar da financeira onde se tem cadastro para o banco onde se tem conta? – Betânia Rocha

Cada Banco e instituição financeira vai variar a forma como cadastrar uma aplicação financeira. Hoje em dia, pelos aplicativos de celular, já é possível solicitar uma aplicação financeira do valor que você dispõe em sua conta corrente ou poupança. Contudo, a forma mais segura e fácil de conseguir essas informações é conversando diretamente com o gerente de sua conta, da instituição em questão.


Qual é o melhor rendimento hoje Seguro para investir? Tem algum com entrada de 1% ao mês? – Bruno Ribeiro

Existem inúmeros rendimentos seguros hoje para investimento, dentre elas, destacam-se as LFT, CDB e fundos DI e de rendas fixa. Lembrando da máxima da economia de que: "quanto maior o lucro, maior o risco", se o rendimento almejado for alto, o risco tende a ser alto. Neste sentido, hoje, investimentos com rendimento de 1% ao mês apresentam um risco atrelado.

Como tivemos sucessivos recuos da Taxa Selic (Taxa base de juros da Economia) para "aquecer" a economia do país, os rendimentos considerados "seguros" tem apresentado (no curto prazo) rendimentos cada vez menores/ menos atrativos. Para se ter uma ideia, hoje a poupança no Brasil é de (aproximadamente) 0,28% ao mês. As CDB, LFT, fundos DI e de renda fixa apresentam uma taxa de juros um pouco maior, porém, por cobrar impostos e taxa de administração, a depender do prazo do investimento, podem apresentar um rendimento menor que a poupança.

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Greg/Arte/ Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é analista de investimentos da Finacap, Alexandre Brito. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.

Como e onde aplicar dinheiro em um fundo de reserva? (Rene Chaves)

É possível a aplicação da sua reserva de emergência tanto através de bancos quanto de corretoras. Acredito que a melhor opção são os fundos referenciados DI que possuam baixa taxa de administração (pelo menos 0,30% ao ano), não possuam alocação em crédito privado (ou seja que não corram risco de crédito) apenas em letras do Tesouro atreladas à Selic e, por fim, que historicamente entreguem um resultado próximo de 98 a 99% do CDI.

Como escolher os Fundos de Investimentos Imobiliários para montar uma boa carteira? (Túllio Pereira)

Os tipos de FIIs que você pode investir são: monoativos (um único imóvel, mais concentrado) e multiativos (maior variedade de imóveis, mais diversificado). Dentre os multiativos há os FIIs: logísticos e industriais; shoppings e varejo; hospitais; recebíveis (CRI/CRA); educacionais; e de desenvolvimento. Os pontos importantes a considerar são: a vacância, o yield (taxa de dividendo) e a relação preço da conta/valor patrimonial (idealmente próximo a um).

comece o dia bem informado: