Diego Souza
Diego SouzaFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

SÃO PAULO - Sem clubes na Série A 2019, Pernambuco não teve representantes no Troféu Bola de Prata ESPN. Contudo, o Estado já contou com nomes na lista de ganhadores, seja de nascidos em solo pernambucano ou de atletas que tiveram passagens importantes vestindo a camisa do Trio de Ferro da Capital.

Em 1989, o atacante Bizu, do Náutico, ganhou o prêmio de melhor atacante, ao lado de Túlio, do Goiás. Neste mesmo ano, o pernambucano Ricardo Rocha, na época vestindo a camisa do São Paulo, venceu a Bola de Ouro. O defensor também entrou na seleção Bola de Prata em 1991 e 1993.

Na década de 90, o Sport esteve bem representado. Em 1992, o goleiro Gilberto foi eleito o melhor da posição. Em 1998, foi a vez de Jackson ganhar o troféu no meio-campo. Em 2007, o uruguaio Acosta, do Náutico, integrou a lista dos 11 melhores da competição.

O pernambucano Hernanes foi Bola de Prata em 2007, 2008 e 2017, todas pelo São Paulo. Seu conterrâneo, o atacante Walter, ganhou em 2017, no Goiás. Em 2016, Diego Souza, ex-Sport, dividiu o prêmio de artilheiro do Brasileirão com Willian Pottker (Ponte Preta) e Fred (Atlético/MG), todos com 14 gols.

Leia também:
Flamengo domina seleção Bola de Prata 2019

*O repórter viajou a convite da ESPN

veja também

comentários

comece o dia bem informado: