Sport x Santa Cruz, pela Copa do Nordeste
Sport x Santa Cruz, pela Copa do NordesteFoto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Diante do avanço da pandemia da Covid-19, o futebol brasileiro permanece suspenso e sem perspectiva de volta. Paradas como essa normalmente são vistas nos anos de Copa do Mundo, Copa América e quando ocorria Copa das Confederações. Com isso, a Folha de Pernambuco coletou os números das primeiras partidas do Trio de Ferro após as paralisações nos campeonatos.

Conhecido por voltar mal após o longo intervalo sem jogos, o Leão teve que lidar com essa situação por seis vezes nos últimos 14 anos, tendo obtido um aproveitamento de 47,7% nessas ocasiões. Considerando os primeiros cinco jogos, o melhor aproveitamento foi após a Copa das Confederações de 2013, com quatro vitórias e uma derrota. Na ocasião, o Sport disputava o Campeonato Brasileiro da Série B e, ao final da competição, conseguiu o acesso à primeira divisão.

O pior aproveitamento de tiro curto após uma parada foi em 2018. Então comandado por Claudinei Oliveira, o Leão foi para a parada da Copa do Mundo na sexta posição. No entanto, o estilo de jogo defensivo do treinador sucumbiu, o Rubro-Negro foi rebaixado para a segunda divisão e quebrou a sequência de cinco anos na Série A.

O Náutico e o Santa Cruz pararam apenas em três oportunidades cada. Uma situação curiosa aconteceu em 2006, quando o Tricolor voltou da parada da Copa do Mundo com quatro vitórias consecutivas na Série A. Essa sequência representou um julho perfeito, com triunfos em todas as partidas disputadas no mês. Após isso, no entanto, o time só atingiu mais três vitórias em toda a competição e terminou rebaixado para a Série B, na última posição do Brasileirão.

No mesmo ano, o Timbu disputava a segunda divisão do Nacional e apresentava uma campanha sólida de cinco vitórias, dois empates e três derrotas até a parada. Amargando a Série B desde 1994, o Náutico ainda se recuperava da trágica Batalha dos Aflitos, disputada um ano antes, quando deixou escapar o acesso à elite diante do Grêmio, em casa. Sendo disputada pela primeira vez no formato de pontos corridos, a segunda divisão de 2006 foi predominantemente nordestina e alçou o próprio Náutico, o Sport e o América/RN à Série A. A volta da parada da Copa do Mundo, no entanto, foi fundamental para sacramentar a força dos alvirrubros na competição. Com vitórias sobre os outros dois clubes do Nordeste que sacramentariam o acesso, o time de Rosa e Silva mostrou que não estava para brincadeira no ano.

Essas paralisações duraram cerca de um mês. Dessa vez, porém, não se sabe quanto tempo o futebol brasileiro ficará estagnado sem competições. O que se viu em seis oportunidades nos últimos 14 anos em virtude de campeonatos de seleções, hoje se mostra como uma medida de saúde urgente. Portanto, fica a expectativa para um novo horizonte na saúde e no futebol brasileiro.

Leia também:
De olho nas receitas, Sport lança aplicativo de loja oficial
Santa Cruz anuncia adiamento do retorno do Departamento de Futebol
Quarentena redobra trabalhos no Centro de Inteligência do Náutico


Confira os números:

Sport
2019: 5 jogos, 4 empates e 1 vitória. (Paralisação da Copa América - 27 dias).
2018: 5 jogos, 4 derrotas e um empate. (Paralisação da Copa do Mundo - 35 dias).
2014: 5 jogos, 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota. (Paralisação da Copa do Mundo - 42 dias).
2013: 5 jogos, 4 vitórias e 1 derrota. (Paralisação da Copa das Confederações -  25 dias).
2010: 5 jogos, 2 empates, 2 derrotas e 1 vitória. (Paralisação da Copa do Mundo - 38 dias).
2006: 5 jogos, 2 empates, 2 derrotas e 1 vitória. (Paralisação da Copa do Mundo - 39 dias).

Santa Cruz
2006: 5 jogos, 4 vitórias e 1 empate (Paralisação da Copa do Mundo - 39 dias).
2013: 5 jogos, 3 vitórias 1 empate e 1 derrota (Paralisação da Copa das Confederações - 28 dias).
2014: 5 jogos, 3 derrotas e 2 vitórias (Paralisação da Copa do Mundo - 42 dias).

Náutico
2006: 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota (Paralisação para a Copa do Mundo - 38 dias).
2013: 4 derrotas e 1 vitória (Paralisação para a Copa das Confederações - 27 dias).
2014: 5 jogos, 3 derrotas e 2 vitórias (Paralisação para a Copa do Mundo - 42 dias).

veja também

comentários

comece o dia bem informado: