Base do Santa Cruz
Base do Santa CruzFoto: Cristiano Fukuyama/ Santa Cruz

O diretor das categorias de base do Santa Cruz, Rogério Guedes, comemorou a confirmação do presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, sobre o desejo da CBF e da própria FPF em realizar o Campeonato Pernambucano sub-20 neste ano. Em contato com a Folha de Pernambuco, o dirigente tratou a iniciativa com entusiasmo, destacando “cenário animador”, dias depois de Evandro ter levantado a possibilidade dos campeonatos das categorias inferiores serem cancelados no Estado.

“É um cenário animador, porque a categoria sub-20 é uma categoria que se for o último ano de alguns atletas eles ficam parados praticamente para o resto da vida, o sonho acaba. Temos o sub-23, mas nem todos os atletas que estouram a idade são aproveitados na categoria. Para eles (o Estadual) vai ser muito bom por conta dessa situação. A gente estava muito apreensivo sobre isso”, comentou.

O mandatário da entidade local revelou à reportagem na quinta que o conselho técnico para colocar o torneio em campo já foi feito, e que “está tudo pronto para começar” o Estadual da categoria, faltando apenas a autorização do Governo do Estado. É o que, de fato, espera a diretoria das categorias de base coral, sobretudo, porque a competição pode ser a porta chave para o clube se lançar ao mercado com novos garotos revelados no Tricolor.

“Temos vários meninos com potencial muito grande para a gente revelar esse ano ainda e se não tiver essa competição, automaticamente, vai prejudicar o trabalho. O sub-20 é a porta para o profissional e é a última chance, teoricamente, de o atleta virar jogador profissional”, pontuou.

Leia também:
Diretoria coral espera notificação para se mover sobre cancelamento de torneios de base
Precisando de sócios, Santa estuda novas campanhas para diminuir ‘buracos’
Ao citar ‘isonomia’, presidente do Santa destaca segurança como o mínimo a ser feito

O juvenil, por outro lado, sobrevive imerso em outra realidade. Caso confirmado o cancelamento da competição estadual para o sub-15 e o sub-17, possibilidade anteriormente levantada pela FPF, Guedes conta que o clube planeja realizar torneios, a fim de mitigar o prejuízo aos pratas da casa e, também, para que os atletas não passem o restante do ano sem atividades em campo.

O dirigente das categorias inferiores não destacou mudanças na cartilha de treinos seguida pelas jóias corais. As atividades de condicionamento físico, portanto, seguem as mesmas determinadas na semana de suspensão das atividades presenciais no Arruda - na segunda quinzena de março -, com monitoramento online dos trabalhos feitos em casa.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: