Aves serão devolvidas à natureza
Aves serão devolvidas à naturezaFoto: Lu Rocha/Semas-PE

No maior repatriamento de sua história, o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara) recebeu, na tarde dessa quinta-feira (11), 235 pássaros silvestres de diversas espécies. Grande parte foi resgatada em ações de combate ao tráfico no Sudeste.

Os pássaros, que vieram para o Recife em um voo com origem do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, estão agora em grandes viveiros no Cetas, onde ficarão por pelo menos um mês. Depois, voltarão à natureza em soltura a ser feita no Sertão pernambucano.

Leia também:
Aves são devolvidas à natureza no Sertão pernambucano


Todas as aves são da Caatinga e estavam sendo acompanhadas nos centros de triagem paulistas. Segundo a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). mais de 90% das aves têm origem em ações de combate ao tráfico em São Paulo. O restante chegou por entrega voluntária a órgãos ambientais. Apesar da viagem cansativa, com variações de temperatura de 9ºC na capital paulista a 27ºC no Recife, a maioria das aves apresenta boa disposição.

Estão no grupo 119 galos-de-campina (Paroaria dominica, espécie bastante visada pelo tráfico), 68 papa-capins (Sporophila nigricollis), 25 concrizes (Icterus jamacaii), 21 patativas (Sporophila albogularis), 4 cancões (Cyanocorax cyanopogon), 3 cravinas (Coryphospingus pileatus), 3 sabiás-da-mata (Turdus fumigatus), dois periquitos-da-caatinga (Eupsittula cactorum) e um pintasilva-do-nordeste (Spinus yarrellii), esta uma ave ameaçada de extinção.

Este foi o segundo repatriamento realizado pelo Cetas Tangara este ano. Em março, a unidade recebeu 186 animais encaminhados pelo Centro de Recuperação de Animais Silvestres, do Governo de São Paulo.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: