Pesquisadores chineses na busca de medicamento contra a Covid-19
Pesquisadores chineses na busca de medicamento contra a Covid-19Foto: NICOLAS ASFOURI / AFP

Pernambuco ultrapassou, nesta sexta-feira (22), a marca de duas mil mortes em decorrência da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Foram notificados, de acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), mais 132 óbitos, subindo o número de vítimas fatais no Estado para 2.057.

Além disso, foram registrados ainda 1.849 novos casos de infecção, sendo 432 enquadrados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 1.417 como leves. Agora, Pernambuco totaliza 25.760 casos já confirmados de pessoas expostas ao Sars-CoV-2, dos quais 11.845 são graves e 13.915, leves.

O boletim desta sexta registra ainda mais 185 pacientes recuperados do novo coronavírus em Pernambuco, totalizando 4.361 pessoas curadas. Desse total, 3.230 foram pacientes que manifestaram formas graves da doença, enquanto outros 946 tiveram sintomas brandos.

Graves

Em relação aos casos notificados como graves, 1.980 pacientes evoluíram bem, receberam alta hospitalar e concluem tratamento em isolamento domiciliar. Outros 4.458 estão internados, sendo 236 em terapia intensiva (UTI) e 4.222 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada. Até agora, os casos graves com confirmação laboratorial da doença estão distribuídos por 159 municípios pernambucanos, além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência em pacientes de outros estados e países.

Óbitos
Os 132 óbitos notificados nesta sexta ocorreram entre os dias 1º de maio e 21 de maio, sendo 72 homens e 60 mulheres. Essas pessoas residiam nos municípios de Recife (58), Jaboatão dos Guararapes (10), Camaragibe (7), Olinda (5), Paulista (5), Igarassu (3), Abreu e Lima (2), Aliança (2), Cabo de Santo Agostinho (2), Escada (2), Gravatá (2), São Lourenço da Mata (2), São Vicente Ferrer (2), Água Preta (1), Águas Belas (1), Arcoverde (1), Barreiros (1), Bonito (1), Brejo da Madre de Deus (1), Canhontinho (1), Carpina (1), Caruaru (1), Condado (1), Ferreiros (1), Garanhuns (1), Ipojuca (1), Itapissuma (1), Itaquitinga (1), Jataúba (1), João Alfredo (1), Machados (1), Maraial (1), Moreno (1), Nazaré da Mata (1), Ribeirão (1), Salgueiro (1), São Bento do Una (1), São José da Coroa Grande (1), Sirinhaém (1), Vertente do Lério (1), Vitória de Santo Antão (1), além de pacientes de outros estados (2).

Os pacientes tinham idades entre oito e 93 anos - 0 a 9 (1), 10 a 19 (1), 20 a 29 (4), 30 a 39 (5), 40 a 49 (8), 50 a 59 (19), 60 a 69 (35), 70 a 79 (30), 80 ou mais (29). Das 132 vítimas, 53 apresentavam comorbidades confirmadas: hipertensão (33), diabetes (26), doença cardiovascular (9), obesidade (8), doença de Alzheimer (5), doença renal (5), histórico de AVC (3), asma (2), histórico de tabagismo (2), pneumopatia (2), etilismo (2), epilepsia (2), tuberculose (2), pneumonia (1), histórico de infecção do trato respiratório (1), síndrome da imunodeficiência adquirida (1), doença pulmonar obstrutiva crônica (1), demência não especificada (1), poliartralgia (1) e pancreatite aguda (1) - o mesmo paciente pode ter mais de uma comorbidade. Sete não tinham comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Pernambuco tem, até esta sexta-feira, um total de 3.166 mortes por Srag, das quais 2.057 têm o Sars-CoV-2 como causa principal. Outros 14 óbitos tiveram o Influenza A como causa, enquanto sete estão relacionados ao Influenza A (H1N1). Há ainda nove mortes por Influenza B e um por Influenza A e B. Já 174 casos testaram negativo tanto para o novo coronavírus quanto para os vírus Influenza. Outros 517 tiveram resultado negativo para o novo coronavírus e ainda aguardam resultado para Influenza. Há ainda 268 amostras biológicas de pacientes que foram a óbito em processo de investigação e 119 óbitos têm Srag não especificada.

Leitos
O Estado encerra esta semana com um acréscimo de 89 leitos na rede pública de Saúde, mas com uma taxa média de ocupação maior. Na segunda-feira (18), eram 1.249 leitos exclusivos para pacientes com quadros suspeitos ou confirmados da Covid-19, sendo 557 UTIs e 692 enfermarias. A ocupação média era de 88% - 96% nas UTIs e 84% nas enfermarias. Nesta sexta, o número de leitos em operação da rede pública é de 1.338, sendo 600 UTIs e 738 enfermarias. A ocupação média, contudo, é de 90% - 97% nas UTIs e 86% nas enfermarias.

As unidades hospitalares que abriram leitos mais recentemente foram o Hospital Mestre Vitalino (HMV), em Caruaru, que disponibilizou 10 vagas de UTI para tratamento da Covid-19, totalizando 40 leitos deste tipo na unidade apenas para pacientes com a doença; o Hospital Regional do Agreste (HRA), também no Agreste pernambucano, que tem 18 leitos de UTI; além do Real Hospital Português (RHP), no Recife, com a abertura de mais 10 leitos de UTI - a unidade conta com 30 leitos de UTI conveniados ao SUS.

Profissionais
Pernambuco tem, até o momento, 5.689 casos confirmados de infecção entre profissionais que atuam nos serviços ligados à Saúde, nos setores público e privado. Já foram notificadas e submetidas a testes 10.734 pessoas que trabalham no setor e manifestaram sintomas de síndromes gripais, com 4.623 obtendo resultado negativo para o novo coronavírus e outras 170 com resultado inconclusivo, devendo passar por novo protocolo. Há ainda 252 amostras biológicas aguardando processamento laboratorial.

Leia também:
Coronavírus mata mais jovens no Brasil do que em outros países
A cada dez dias, coronavírus chega a mais 630 municípios brasileiros  

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

veja também

comentários

comece o dia bem informado: