Coletiva de imprensa com a médica Fátima Buarque, chefe da UTI de adultos do HR, sobre o caso Mayara
Coletiva de imprensa com a médica Fátima Buarque, chefe da UTI de adultos do HR, sobre o caso MayaraFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A médica responsável pelos cuidados de Mayara Estefany Araújo, 19, atingida, na última quarta-feira (4), por substância corrosiva, no bairro de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, detalhou a atual situação da vítima. A chefe da UTI adulta do Hospital da Restauração (HR), Fátima Buarque, afirmou que a jovem permanece sedada e está reagindo bem aos cuidados. 

“Mayara permanece entubada, porém, durante os últimos dias, a gente vem testando como ela reage sem os aparelhos de respiração. Não há pioras, percebemos a regeneração dos tecidos dela, mas também não podemos dizer que ela está tendo alguma melhora muito pontual”, afirmou a profissional durante coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (11), no HR.

Leia também:
Suspeito de atacar ex com soda cáustica afirma em depoimento que queria 'dar um susto'
Secretaria de Saúde pede afastamento de suspeito de jogar soda cáustica na ex

“A gente nota que a infecção inicial, através de exames de sangue, ela se mostra favorável. Demonstrando que o esquema de antibióticos que escolhemos está sendo interessante”, ressaltou a médica. Segundo Fátima Buarque, a jovem não está sofrendo de insuficiência renal e respiratória. A profissional acredita que, embora tenha sofrido a lesão de córnea, essa seja a menor possível. “Um oftalmologista está vindo, diariamente, acompanhar o caso e estamos notando uma resposta positiva dela”, declarou.

Ainda não se sabe qual substância foi jogada na vítima pelo ex-companheiro, William César dos Santos, que se entregou à polícia na tarde da última segunda-feira (8). De acordo com a médica, especialistas do Instituto de Medicina Legal (IML) estiveram, na manhã dessa quarta-feira (10), no HR e realizaram a testagem para saber qual o material.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: