Crime ocorreu em setembro de 2016, em São Paulo
Crime ocorreu em setembro de 2016, em São PauloFoto: R7

O consultor financeiro Chateaubriand Bandeira Diniz Filho, de 51 anos, foi condenado a 30 anos de prisão por matar a esposa, Mariana Marcondes, à época com 43 anos, com 19 facadas. O feminicídio ocorreu em setembro de 2016 em Belém, na Zona Oeste de São Paulo, e o julgamento - que durou seis horas - ocorreu no Fórum Criminal da Barra Funda, na capital paulista, na noite dessa quarta-feira (10). O economista matou a esposa na frente dos filhos.

A decisão da juíza Marcela Raia de Sant'Anna, do 1º Tribunal do Júri, considerou que o crime foi cometido com motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, além do fato de a vítima ser uma mulher.

Leia também:
Feminicídio em Pernambuco tem queda de 50% em relação a maio de 2018
Frio pode ter provocado três mortes em São Paulo

Depois de matar a esposa, Chateaubriand viajou com os filhos para o Rio de Janeiro. Ele já estava preso preventivamente e havia sido condenado pela lei Maria da Penha por agredir a esposa.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: