Camila já havia prestado queixas contra o companheiro por violência doméstica
Camila já havia prestado queixas contra o companheiro por violência domésticaFoto: Reprodução/Facebook

O corpo de uma mulher brasileira identificada como Camila da Silva Mendes, de 30 anos, foi encontrado dentro de uma mala na vila de Arruda dos Vinhos, distrito de Lisboa, em Portugal, na última quarta-feira (2). Agora, a família, que mora em Ipatinga/MG, tenta arrecadar o dinheiro necessário para trazer o corpo para o Brasil.

Segundo uma publicação feita por um irmão da vítima em uma rede social, o transporte do corpo tem um prazo e o custo é de R$ 30 mil. "Estamos lutando contra o tempo", disse ele. As informações são do R7

Leia também:
Jovem é esfaqueada e carbonizada por seu companheiro em Santo Amaro
Corpos de casal são encontrados carbonizados em Jaboatão

Segundo a polícia portuguesa, ela foi assassinada a facadas pelo namorado Robson Mandela, que também é seu primo de primeiro grau. Ele confessou o crime e foi preso. Os dois se relacionavam há cerca de cinco meses e há um mês foram morar em Portugal, pois Robson trabalha no setor de construção civil. Camila já havia prestado queixas contra o companheiro por violência doméstica. 

De acordo com o jornal português Público, o corpo de Camila foi descoberto por um morador de Arruda dos Vinhos. A mala estava com várias fitas em volta, o que chamou a atenção dos moradores da região. Um deles, ao se dar conta de que se tratava de um corpo, ligou para a Guarda Nacional Republicana, que confirmou que o cadáver era de uma mulher, entre 30 e 40 anos.

Carlos Martins, um dos moradores da região informou ao Público que o corpo estava em "posição fetal e enrolado em um lençol". Martins também afirmou que o puxador da mala estava quebrado e que "provavelmente o indivíduo pretenderia levá-la para outro lado, mas abandonou-a ali."

veja também

comentários

comece o dia bem informado: