Rua do Amparo
Rua do AmparoFoto: Google Maps

Um denúncia de homofobia contra um casal formado por duas mulheres foi registrada pelas vítimas na Delegacia do Varadouro, em Olinda. A produtora audiovisual Daniela Cano, 28, e a namorada, que preferiu não se identificar, andavam de mãos dadas pela Rua do Amparo, Sítio Histórico de Olinda, por volta das 23h30 desse domingo (19) quando foram surpreendidas por oito homens que iniciaram as agressões físicas contra o casal.

As duas mulheres ficaram com vários ferimentos pelo corpo. Daniela possui lesões nos olhos e na cabeça, e a companheira teve quebrado um dedo da mão e está com ferimentos na cabeça, no tórax e na coxa.

Daniela e a namorada aproveitavam as prévias do Carnaval de Olinda junto com os amigos e já estavam voltando para casa quando foram surpreendidas por um grupo de homens, que cercou o casal e começou a espancá-las. De acordo com Daniela, a agressão aconteceu de forma muito repentina e sem nenhum precedente, de forma “gratuita” e injustificável.

Leia também:
Domingo de prévia lotada em Olinda tem policiamento ostensivo
Turistas denunciam caso de homofobia no Recife

Para Daniela, está claro que se trata de um caso de homofobia. “Infelizmente ainda vivemos essa brutalidade, mas a gente tem que ir atrás de quem fez isso porque homofobia é crime. Nós vamos atrás de todos os nossos direitos”, afirmou a produtora audiovisual.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso foi registrado na Delegacia do Varadouro, que tem a frente o delegado Vinicius Notari. A reportagem entrou em contato por telefone com o investigador para saber mais detalhes sobre o caso e as investigações, mas as ligações não foram atendidas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: