O cirurgião Rui Ferreira, um dos médicos participantes do evento
O cirurgião Rui Ferreira, um dos médicos participantes do eventoFoto: Divulgação

Crianças de até 17 anos com sequelas de paralisia do ombro poderão ser atendidas de forma gratuita por equipes de cirurgiões voluntários, através do projeto Missão Humanitária do Instituto SOS Mão Criança. As triagens dos pacientes serão realizadas nos dias 12 e 19 de dezembro, das 8h às 10h, na sede do Instituto, no bairro da Ilha do Leite, no Recife.

As cirurgias ocorrem nos dias 21 e 22 no Hospital SOS Mão, também na Ilha do Leite, na rua Minas Gerais, 147. A intenção do projeto é operar cerca de 20 crianças. Essa é a 38° edição do projeto.

Os cirurgiões que participam da ação são os médicos Rui Ferreira, do Hospital SOS Mão, cirurgiões franceses J.D. Werthel e Jean Kany, e o brasileiro Samuel Ribak, chefe do grupo de mão e microcirurgia na PUC -Campinas. A iniciativa conta ainda com a participação de anestesistas, residentes e auxiliares, todos voluntários da equipe do Hospital SOS Mão.

Leia também:
Enfermeiros e técnicos decidem retomar atividades em dois de três blocos do HGV
Cirurgia plástica também atua na recuperação da autoestima

O cirurgião Rui Ferreira explicou sobre o procedimento. “Operamos os pacientes com tecnologia de ponta e técnicas atuais que são referência em todo o mundo. Vamos utilizar o que há de mais moderno em equipamento para artroscopia de ombro, a VIMS Systems, um aparelho com imagem 7k.”

Uma empresa francesa fará as filmagens das cirurgias sem nenhum custo para a instituição.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: