Foram encontrados 314 resultados para "Novembro 2016":

Os governadores do Nordeste estão reunidos no Palácio do Campo das Princesas, nesta sexta-feira (25). Em pauta, está a discussão sobre as condições impostas pelo Governo Federal para a arrecadação da chamada repatriação para os municípios. Para os gestores do Ceará, Camilo Santana (PT), e da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), os recursos são de direito aos entes federativos.

“A multa de repatriação é de direito de estados e municípios. Não tem que ter trocas em relação a isso. (...) A gente não vai resolver os problemas do Brasil só cortando gastos. É importante também retomar investimentos, abrir créditos a Estados que tem direito, gerar emprego”, explicou Santana.

“É preciso compreender que deve existir uma limitação nas relações de uma federação. Os estados tem autonomia. Não vamos aceitar me abrir mão de prerrogativas nossas para que a instância federal diga o que vamos cortar, o que vamos subir”, afirmou Coutinho.

A reunião entre os governadores deve terminar só no final da noite desta sexta. O encontro estava marcado às 16h, mas até às 18h, quatro gestores ainda não estavam presentes no local.

Leia também:
Em compromisso com ajuste fiscal, Governadores do Nordeste irão divulgar carta

Com informações de Marcelo Montanini, da Folha de Pernambuco

Anderson teve um encontro informal com os vereadores eleitos
Anderson teve um encontro informal com os vereadores eleitosFoto: Divulgação

A pouco mais de um mês de assumir o comando de Jaboatão dos Guararapes, o prefeito eleito Anderson Ferreira (PR) se reuniu com os 27 vereadores eleitos no município para garantir que o Executivo municipal trabalhará em parceria com o Legislativo.

Diante de um segundo turno extremamente acirrado, Anderson acrescentou que “a eleição passou e agora a ideia é uma só: unir um time do bem, com compromisso ético”.

“Quero somar forças para trabalhar por Jaboatão, escolhendo e dando atenção às prioridades de cada comunidade. Garanto a vocês que não haverá vaidade pessoal na minha gestão. Todos os vereadores serão tratados de forma igual nessa construção e vamos juntos dividir os méritos. Nossa relação será aberta e franca. E é necessário estarmos juntos com o único objetivo de transformar a vida das pessoas”, conclamou o prefeito eleito.

Silvio Costa disse que o atual governo é 'velho' e 'terminal'
Silvio Costa disse que o atual governo é 'velho' e 'terminal'Foto: Divulgação

O deputado federal Silvio Costa (PTdoB) voltou a defender a saída do presidente Michel Temer (PMDB). Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta sexta-feira (25), o parlamentar comentou que o episódio da saída do agora ex-secretário de Governo, Geddel Vieira Lima, escancara que a atual gestão é uma confraria de amigos. No entanto, segundo ele, a Oposição no Congresso ainda não tem números suficientes para afastar o majoritário. A bancada do Psol promete que vai pedir o impeachment do peemedebista por crime de responsabilidade.

“Lamentavelmente hoje só temos 100 votos para tirar Temer. Esta faltando mobilização nas ruas. Acho que em algum momento as ruas vão reagir. Não pode o presidente Michel Temer ficar lá pra fazer negócio, ele virou corretor imobiliário e isso não pode acontecer. Hoje não tem número de tirar Michel, mas Collor lá atrás em 89 tinha maioria também, mas quando começou o movimento ele acabou caindo”, comentou Silvio Costa.

“Já foram vários escândalos no Governo Michel Temer. Proporcionalmente é o governo que teve mais escândalos na história do Brasil. Vamos observar o que vai acontecer com Geddel, com Henrique Alves. O governo Michel Temer é refém da sua confraria”, completou.

Silvio Costa relatou que o PSDB deve trabalhar para desidratar o governo de Temer. A disputa na Mesa Diretora da Câmara Federal, que ocorrerá em fevereiro, pode ser um dos motivos para um afastamento dos tucanos do atual governo. O atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), está tentando permanecer no cargo, apesar do acordo de realizar um mandato tampão após a destituição de Eduardo Cunha.

“É impossível esse projeto na Câmara não ter efeito colateral no governo de Michel Temer”, disse.

“Está começando a cair a ficha do PSDB. Estão vendo que o governo de Michel Temer é um governo velho, um governo terminal. Tenho certeza que quanto mais esse governo sangrar, melhor para o PSDB”, relatou Costa.

Márcio Didier

Editor do Blog da Folha

A justificativa oficial não poderia ser outra, a de que o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Thiago Norões, deixará o Governo para cuidar do seu escritório de advocacia. No entanto, entre motivo e fato para a saída há uma distância que vai bem além da Ponte Buarque de Macedo, que liga o Palácio do Campo das Princesas à sede da pasta.

Divergências internas acabaram por precipitar o anúncio da saída do auxiliar do governador Paulo Câmara pouco mais de um mês de a reforma da equipe ser anunciada, em janeiro.

A saída de Norões não foi de rompante. Vinha sendo estudada há algumas semanas, e foi a soma de uma série de fatos que levaram à decisão, após 10 anos de trabalho no Governo, período interrompido apenas durante o Governo João Lyra, quando foi afastado pelo então secretário da Casa Civil, Luciano Vasquez.

De todos os problemas, o mais grave foi o de convivência com integrantes do Governo. Dono de uma pasta com muita capilaridade, a secretaria de Norões era talvez a única a produzir uma agenda positiva para o Governo Paulo Câmara.

Com a Compesa, Suape, AD Diper, entre outras, sob o comando da sua pasta, o secretário demissionário vinha sendo visto de viés nos corredores do Palácio do Campo das Princesas. Os atritos não custaram a aparecer. E a frequência desses embates também.

Nos bastidores, atores políticos lembram de uma série de coisinhas fora da esfera administrativa que foram minando a relação do secretário é a cúpula palaciana. Citam o aniversário de Norões, em abril, que não contou com a presença do governador Paulo Câmara, do prefeito Geraldo Julio e do secretário da Casa Civil, Antônio Figueira. Tudo bem que eles foram à festa de São João feita pelo secretário demissionário. Mas a passagem foi relatada por um dos presentes como "rápida e protocolar".

Há também o episódio da demissão de Luciano Vasquez da direção do Porto de Suape, que foi apontada como uma retaliação do Governo pelo fato de o diretor ter criticado o PSB por não ter apoiado Raquel Lyra (PSDB) em Caruaru. O Palácio nega essa versão.

A esposa de Norões, Sandra, chamou a atenção por apoiar Vasquez, curtindo nas redes sociais as mensagens de apoio a ele, após a demissão.

A interlocutores, Thiago Norões afirmava que tinha dado a si mesmo o prazo de até o final deste mês de novembro para tomar a decisão. E tomou.

Betinho Gomes é deputado federal pelo PSDB
Betinho Gomes é deputado federal pelo PSDBFoto: Clemilson Campos/Folha de Pernambuco

Após o pedido de demissão de Geddel Vieira Lima (PMDB) do cargo da Secretaria de Governo, o vice-líder do PSDB na Câmara Federal, deputado Betinho Gomes (PSDB), sugeriu que o presidente Michel Temer "oxigene" a articulação política entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, nomeando alguém que represente uma "renovação" nesta função.

"É necessário que o cargo seja ocupado por alguém com certa experiência política, mas que não leve para a Presidência da República vícios e mazelas que, de alguma forma, prejudiquem o andamento do governo. No próprio PMDB, há nomes que podem representar o 'novo' para o Executivo Federal", disse o parlamentar.

Para Betinho, a idoneidade é fundamental para ocupar uma função tão vital para o Governo Federal.

"O Brasil de hoje exige do ocupante de cargo público alguém que não tenha problemas legais. Além disso, o presidente da República poderia ousar e escolher alguém da nova geração do seu partido para a Secretaria de Governo", acrescentou.

Jarbas acredita que o desgaste sofrido pelo presidente Temer em função do caso é fruto da “falta de ações corretas"
Jarbas acredita que o desgaste sofrido pelo presidente Temer em função do caso é fruto da “falta de ações corretas"Foto: Folhape

O deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) afirmou, nesta sexta-feira (25), que a saída de Geddel Vieira Lima deve servir de lição para o Governo Federal. Segundo o parlamentar, a União “vacilou ao não afastar de imediato” o agora ex-ministro.

"Não é que o Governo tenha que afastar seus membros ao sinal de qualquer denúncia, mas o que pesou contra Geddel, que já não tem um histórico bom, foi um fato gravíssimo. Uma denúncia robusta com começo, meio e fim. Sua saída deveria ter acontecido semana passada quando as informações sobre o episódio do edifício em Salvador foram reveladas. De forma que o Governo deve tomar como lição o que ocorreu", afirmou.

Para Jarbas, o desgaste sofrido pelo presidente Temer em função do caso é fruto da “falta de ações corretas e transparentes que o caso merecia”.

"O Governo pecou e agora paga um tributo muito caro e muito contundente com esse desgaste todo", acrescentou.

Para Jarbas, o que a base de apoio ao Governo deve fazer agora é continuar trabalhando para fortalecer as ações e as reformas que precisam ser colocadas em prática no País.

"Eu vou fazer o meu papel e continuar trabalhando pra tirar o Brasil da situação que está. Nesses seis meses do novo governo já tivemos algum avanço. Pouco mais tivemos. Vamos em busca de mais", completou.

Ex-secretário do Governo do Estado, Thiago Norões
Ex-secretário do Governo do Estado, Thiago NorõesFoto: Divulgação/Governo do Estado

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Thiago Norões, se reuniu com o governador Paulo Câmara para acertar a sua saída da pasta na manhã desta sexta-feira (25). Segundo o Governo do Estado, o afastamento ocorre por motivos pessoais. O secretário fica na pasta até o fim do ano.

“Encerro este ano um ciclo de dez anos de participação no Governo do Estado, período que me trouxe desafios, muitas alegrias e o sentimento do dever cumprido. A partir de janeiro de 2017, volto a me dedicar às atividades jurídicas, onde não deixarei de trabalhar em busca do desenvolvimento de nosso Estado, com o mesmo empenho e dedicação que busquei dar como Secretário de Estado”, disse Norões

Conforme a gestão estadual, o substituto para a função ainda não foi definido pelo governador, contudo a transição na Secretaria de Desenvolvimento será feita ao longo das próximas semanas.

“Thiago é um colaborador importante do Governo de Pernambuco. Ao longo desses últimos anos, ele ocupou posições de destaque e esteve à frente de projetos fundamentais para o nosso desenvolvimento. Thiago sai por razões pessoais, mas vai continuar nos ajudando”, comentou Paulo Câmara.

 

A coluna eletrônica No Cafezinho traz, nesta semana, uma conversa com o deputado estadual e prefeito eleito de Olinda, Professor Lupércio (SD). No encontro, o parlamentar fala sobre a gestão de Renildo Calheiros (PCdoB), a disputa eleitoral com Antonio Campos (PSB) e ainda sobre as surpresas do Carnaval 2017.

A conversa é com o editor do Blog da Folha, Márcio Didier, e a colunista do Folha Política, Renata Bezerra de Melo. Confira:

Após o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, enviar, na manhã desta sexta-feira (25), por e-mail, uma carta de demissão ao presidente Michel Temer, o senador Humberto Costa (PT) se pronunciou sobre a saída do agora ex-ministro.

Em um vídeo, transmitido ao vivo pelo Facebook, o petista afirmou que a notícia da saída de Geddel já era esperada e que com isso, Michel Temer “perde todas as condições de continuar governando o País”. 

Confira, na íntegra, o depoimento de Humberto Costa.  

“Acaba de ser dada a notícia que todos nós tínhamos certeza, que mais cedo ou mais tarde, iria acontecer. O ministro Geddel Vieira Lima acaba de pedir demissão. E esse pedido de demissão, em primeiro lugar, é um reconhecimento claro de que é uma situação extremamente grave e que é um reconhecimento de culpa por parte dele. A presidenta Dilma foi afastada sob o argumento de ter cometido crime de responsabilidade que jamais foi provado. Mas nesse caso, é uma caracterização muito clara disso e por essa razão, o PT e a nossa bancada vai tomar iniciativas, conversar com os movimentos sociais e buscarmos uma saída em conjunto para esse problema. Mas fica absolutamente claro que há um cometimento de crime de responsabilidade por parte de Michel Temer. Há uma tentativa de que com essa saída, tentaram estancar essa sangria, essa crise que já invadiu o gabinete do Presidente da República pela sua participação direta numa ação de tráfico e influência e de advocacia administrativa. Creio que Temer perde todas as condições de continuar governando até porque a serem verdades essas afirmações, inclusive fala-se claramente da existência de gravações com o Presidente da República. Portanto, por serem verdades há uma articulação de uma organização criminosa que pode se colocar a serviço de interesses privados em muitos momentos. Isso significa claramente para nós que o Presidente da República cometeu um crime de responsabilidade".

 

 

“É muito importante garantir a segurança das pessoas que vão brincar o Carnaval 2017", afirmou Lupércio
“É muito importante garantir a segurança das pessoas que vão brincar o Carnaval 2017", afirmou LupércioFoto: Divulgação

Com o objetivo de ampliar a segurança aos foliões e turistas que participarão das festividades do Carnaval 2017, o prefeito eleito de Olinda, Professor Lupércio (SD), se encontrou com representantes da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE).

O encontro, que aconteceu na sede da prefeitura do município nessa quinta-feira, contou com a presença de dirigentes da atual administração da cidade. No encontro, Lupércio solicitou o reforço nas ações de segurança durante a festividade.

“É muito importante garantir a segurança das pessoas que vão brincar o Carnaval 2017. Queremos que os foliões e os turistas se sintam seguros e possam se divertir com paz”, afirmou.

Para reforçar o pleito, Lupércio se reuniu na última semana com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Carlos D'Albuquerque.

O gestor eleito também conversará com membros da Companhia Independente de Apoio ao Turista (CiaTur). O encontro acontecerá na próxima terça-feira, às 8h30, na unidade do órgão em Olinda.

assuntos

comece o dia bem informado: