Foram encontrados 176 resultados para "Dezembro 2017":

O município de Caruaru, no Agreste, receberá o segundo Laboratório de Análises Têxteis do País. A estrutura vai atender as regiões Norte e Nordeste do Brasil, especialmente o Polo Têxtil da região pernambucana. A instalação será possível devido a uma doação de uma área no Polo de Desenvolvimento Sustentável do Agreste (PDSA) ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), pela Prefeitura de Caruaru. O primeiro laboratório do tipo tem sede no Paraná.

A unidade regional sediada em Caruaru será administrada pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Pernambuco (Ipem/PE), órgão delegado pelo Inmetro. Esta será a segunda unidade regional do Interior do Estado e a primeira com sede própria.

Para que aconteça a instalação do equipamento, foi realizada uma visita técnica por parte da Prefeitura ao laboratório do órgão situado em Londrina, no Paraná, onde são realizadas as análises dos produtos têxteis de todo o País.

A implantação desta unidade irá gerar 40 empregos diretos, aumentando, assim, a empregabilidade na região. “O laboratório vem para aprimorar a produção local, garantindo uma competitividade nacional com o produto feito aqui na região”, destacou o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa (SEDEEC), João Melo.

Reunião com o ministro para tratar da liberação dos recursos foi realizada nesta quarta-feira (23)
Reunião com o ministro para tratar da liberação dos recursos foi realizada nesta quarta-feira (23)Foto: Humberto Pradera/Divulgação

A liberação de recursos para obras da Adutora do Agreste voltou a se transformar em mote da disputa política em torno da eleição do ano que vem. Ontem, o anúncio do Ministério da Integração Nacional do pagamento de R$ 58 milhões para a obra em emendas ganhou dois tons distintos. O governador Paulo Câmara (PSB) atribuiu a conquista aos seus encontros com o titular da pasta Hélder Barbalho e o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), que integra o bloco de oposição no estado, garante que o pedido pelos recursos foi encaminhado por ele.

Ao tratar da liberação, o governador enalteceu suas articulações com a bancada pernambucana para tentar destinar recursos para a obra. “Conversei ontem (26/12), por telefone, com o ministro Hélder e mostrei a extrema a importância de entrar em 2018 com obras aceleradas, para que o Agreste pernambucano receba as águas da Transposição do Rio São Francisco até o final de março”, disse Paulo.

Já Fernando Bezerra Coelho fez questão de relatar que o ministro o informou pessoalmente sobre a liberação. "Já conseguimos garantir os recursos necessários para esta obra que é estratégica para todos os pernambucanos e pernambucanas. Precisamos avançar, concretizar os ramais e levar água para mais gente", afirmou Fernando.

A disputa entre as lideranças políticas revela a importância estratégica da obra. Executada pelo Governo do Estado, a Adutora do Agreste vai garantir água para mais de três milhões de pessoas e terá extensão total de 571 quilômetros de extensão. A benfeitoria inclui a construção de reservatórios, estação de tratamento e outras estruturas de engenharia que vão permitir o fornecimento de água à população de cidades que têm convivido com a seca.

Júlio Lóssio
Júlio LóssioFoto: Divulgação

Cotado para disputar o Governo do Estado em 2018, o ex-prefeito de Petrolina, no Sertão, Júlio Lóssio aproveitou o fim do recesso do Natal para ganhar a estrada com o 'Pernambuco pode mais'. De acordo com um vídeo divulgado em rede social, na programação de Lóssio constam visitas a municípios do Interior, começando por Lagoa Grande, Santa Cruz e Santa Filomena. As viagens da semana devem terminar na próxima sexta-feira (30).



"A semana será movimentada e eu quero encontrar com cada um de vocês dessas oito cidades que visitaremos! Vamos debater Pernambuco e construir alternativas para melhorar a vida do nosso povo! Vem com a gente!", escreveu o ex-prefeito de Petrolina.

Júlio Lóssio perdeu espaço com o ingresso do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) no partido - que pode comandar a sigla - e está em busca de outra legenda. Com a caravana, busca consolidar seu nome para 2018.

Senador Humberto Costa
Senador Humberto CostaFoto: Arthur de Souza

Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, o senador Humberto Costa (PT) fez uma avaliação da política local. De acordo com o petista, o PSB, partido que pode caminhar junto nas eleições de 2018, fez uma inflexão na sua posição e, hoje, se coloca contrário ao presidente Michel Temer (PMDB). Apesar disso, o parlamentar avaliou que uma aproximação no próximo ano vai depender ainda de outros fatores.

"Acho que, naturalmente, o PSB fez uma inflexão na sua posição. Ele hoje tem posição contrária ao Governo Temer. Não sei se é o suficiente para ter algum tipo de aproximação. Tem que passar pela discussão da nacional, se houver ou não algum tipo de apoio a Lula, tem que passar também pela questão para analisarmos se politicamente é bom na aproximação ou não. Tudo vai se resolver acredito que até abril. Por enquanto, tudo é especulação", afirmou.

O senador declarou que até o presente momento não há nada acertado e nenhuma discussão encaminhada sobre possibilidade de aliança. "Nem para um lado nem para o outro", disse. "Eu espero que possamos fazer aliança para que o partido possa retomar os espaços na Câmara Federal. Mas no presente momento não há avanço nessa questão. O importante é que aqui em Pernambuco como no Brasil inteiro temos a prioridade da eleição do presidente Lula. A partir daí vamos discutir a situação de todos os estados e vamos tomar a posição que sejam boas para o Estado e para o Brasil", completou.

De acordo com Humberto Costa, o PT estabeleceu algumas prioridades, sendo a principal delas a eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - até para garantir a governabilidade. Outra prioridade é aumentar o número de parlamentares no Congresso. "A segunda prioridade é deputado, senadores e depois governadores. O partido vai investir nos candidatos que têm condições de ganhar", afirmou.

Adutora do Agreste
Adutora do AgresteFoto: Divulgação/Compesa

No penúltimo dia de expediente bancário de 2017, o Ministério da Integração Nacional, comandado por Hélder Barbalho (PMDB), liberou o restante dos recursos da Emenda da bancada de Pernambuco destinada às obras da Adutora do Agreste, no valor de R$ 58 milhões. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (27) pelo Governo do Estado.

“Conversei ontem (26), por telefone, com o ministro Hélder e mostrei a extrema a importância de entrar em 2018 com obras aceleradas, para que o Agreste pernambucano receba as águas da Transposição do Rio São Francisco até o final de março”, disse o governador Paulo Câmara (PSB).

O socialista também adicionou que, no final de 2016, o Governo do Estado tomou a decisão de solicitar à bancada que a emenda obrigatória fosse integralmente utilizada para dar andamento à Adutora do Agreste. “A Adutora, como já disse antes, não pode parar. Essa liberação é fundamental para que a Compesa acelere a obra, que é uma das mais importantes para o Agreste pernambucano", acrescentou o governador.

Com esse repasse, 100% da emenda de bancada (no valor total de R$ 126 milhões) foi liberado dentro desse exercício.

Armando e Raquel Lyra
Armando e Raquel LyraFoto: Janaína Pepeu/divulgação

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, o vice-prefeito Rodrigo Pinheiro, o secretário de Governo, Rubens Júnior e o ex-governador João Lyra Neto receberam, na manhã desta quarta-feira (27), a visita do senador Armando Monteiro Neto na sede da Prefeitura Municipal de Caruaru. O senador veio acompanhado do deputado estadual Augusto César e do suplente Douglas Cintra. Também participaram da reunião os secretários municipais de Planejamento e da Fazenda, Rubén Pecchio e Diogo Bezerra - respectivamente.

Dentre os assuntos, um balanço das ações de 2017 e orçamento e planejamento para 2018. “Com muita satisfação, viemos a Caruaru reafirmar o nosso compromisso, que vem desde o início da gestão de Raquel Lyra e, também, reafirmar a nossa confiança, trazer nossa disposição e ampliar essa parceria para viabilização de importantes projetos em curso, desenvolvidos e que serão implantados”, destacou Armando.

Raquel falou da importância de uma parceria como essa para o município. “Armando continua com um compromisso muito forte com Caruaru e está trabalhando por nós, lá em Brasília, nos ajudando a destravar contratos, convênios, projetos pelo crescimento da nossa cidade. Quero agradecer sua parceria com nossa gente. Ano que vem, o Senhor vai estar aqui conosco, acompanhando uma boa colheita, com muitas obras que vão atender o interesse da nossa gente”, pontuou a prefeita.

Fernando Bezerra Coelho
Fernando Bezerra CoelhoFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Em briga interna com o vice-governador Raul Henry pelo controle do PMDB, o que será decisivo para suas pretensões majoritárias, o senador Fernando Bezerra Coelho afirmou, ontem, que até abril a oposição terá um palanque mais claro. Em visita à Folha de Pernambuco, onde foi recebido pelo diretor-executivo do grupo EQM, Paulo Pugliesi, pelo diretor operacional, José Américo Lopes Góis e pela editora-chefe, Patrícia Raposo, Bezerra disse que o bloco realizará, pelos menos, dois atos no Estado (Petrolina e Caruaru) e que após os eventos será realizada uma reunião para definir estratégias.

"Em abril, após definição da janela partidária, vamos sentar e ver a melhor estratégia. Se será melhor uma candidatura ou duas. Estamos fazendo esforço para que seja só uma", admitiu o parlamentar que também demonstrou mais uma vez confiança de que até o começo do ano a situação judicial estará equalizada internamente no MDB.

Leia também
FBC exalta amizade com Uchoa e anuncia verba para Itamaracá
“Sou candidato a governador e vou ganhar a eleição”, diz FBC
FBC vence 1º round contra Jarbas


Bezerra, por sinal, creditou na Justiça de Pernambuco o apito final sobre o imbróglio travado com o Henry e disse esperar que o julgamento saia o mais rápido possível.
"Temos que aguardar os prazos da Justiça. Mantenho a minha expectativa positiva de que tudo vai caminhar bem na esfera judicial até meados de fevereiro", disse o parlamentar que já contabiliza o apoio político da executiva nacional e só espera o desfecho na justiça comum de primeira instância para assumir o comando do MDB.

No judiciário estadual existe uma liminar impedindo a dissolução do atual diretório estadual que se baseia no desempenho eleitoral, o que é questionado pelo grupo de Henry e o Jarbas Vasconcelos.

Porém, com a aprovação do novo estatuto do PMDB foi colocado que a executiva tem o poder de dissolução. O comunicado já foi repassado à Justiça do Estado, que precisa se manifestar. Entre aliados de FBC, há o entendimento de que não existe motivo para o Judiciário protelar o assunto e que esticar o prazo não seria razoável.

O sertanejo também falou sobre as eleições de 2018. Questionado se o recente encontro com os prefeitos Lula Cabral (PSB/Cabo), Lupércio (SD/Olinda) e Anderson Ferreira (PR/Jaboatão) seria o começo de uma aliança, uma vez que o bloco de oposição precisa de um bom cabo eleitoral na Região Metropolitana do Recife (RMR), FBC tergiversou. Afirmou que se tratou de um gesto de retribuição ao esforço que vem fazendo em Brasília para atrair recursos para as cidades.

FBC também condenou a pecha que setores da base do governo estadual tentam colocar na oposição que seria palanque de Temer para influenciar a população. Segundo ele, à medida que a economia for dando sinais - em vem dando na sua avaliação - os eleitores irão escolher o projeto político que manterá o avanço.

Aos antigos aliados, inclusive, FBC não poupou críticas ao falar sobre os três anos de gestão. "Existe um forte sentimento de decepção e frustração com os resultados que estão sendo entregues pela atual administração ao governador Paulo Câmara".

Segundo o emedebista, o Estado perdeu a liderança no Nordeste no que se refere a investimentos públicos nos últimos três anos, é lento para tomar decisão e não tem projetos. "Nós temos a informação que foi encaminhada ao Congresso, no início de outubro, que dormia no BNDES algo em torno de R$ 125 milhões para o Complexo de Suape. Isso no momento que dizia que o governo federal estava retaliando Pernambuco", lembra o parlamentar demonstrando otimismo quanto as eleições em 2018.

"Eu acredito que os pernambucanos buscam em 2018 que surjam alternativa, um caminho alternativo que possa dar a Pernambuco o maior protagonismo político e econômico no sentido de a voltar a liderar os investimentos sobretudo no Nordeste".

FBC foi ao encontro de Uchoa na Alepe
FBC foi ao encontro de Uchoa na AlepeFoto: Divulgação

O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) visitou o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) Guilherme Uchoa (PDT), na manhã nesta quarta-feira (27). No encontro, o senador fez questão de ressaltar sua amizade com o deputado, que pretende lançar seu filho para deputado federal, na eleição do ano que vem. O peemedebista aproveitou a ocasião para anunciar a liberação de um convênio no valor de R$ 3 milhões, via Ministério do Turismo, para a construção da estrada do Sossego, na Ilha de Itamaracá, reduto eleitoral do pedetista.

“Guilherme é um amigo que tenho há muitos anos e um batalhador pelas causas do parlamento e do Estado. Fez um importante trabalho à frente desta casa e merece todo o nosso respeito e admiração”, afirmou Fernando Bezerra, que foi ao gabinete do presidente da Alepe acompanhado de seu filho, o empresário Guilherme Uchoa Filho.

Leia também
Oposição só vai bater o martelo em abril
Oposição procura Guilherme Uchoa para falar sobre 2018
Paulo Câmara cobra mais ação e menos crítica da oposição
Oposição entra na briga para 2018

FBC já vinha tentando viabilizar a visita há cerca de um mês, assim como o senador Armando Monteiro (PTB), que também integra o bloco de oposição no estado. Durante a confraternização de fim de ano, realizada no último dia 14, Uchoa chegou a dizer que Bezerra Coelho havia telefonado para ele algumas vezes, para viabilizar a reunião. Porém, o deputado fez questão de colocar que se mantém na base de apoio ao governador Paulo Câmara (PSB).

“Eles podem forçar dois palanques para provocar um segundo turno. Mas quem vai pra forca? Eles vão ter que escolher. Não é uma eleição fácil. Agora, qual foi o ano que Pernambuco teve mais ministros do que agora? Estamos terminando o ano e todo esse povo é ministro. Qual foi o ano em que o estado recebeu menos dinheiro do governo federal para melhorar a saúde, a segurança? Isso é um a política raivosa”, pontuou, na ocasião.

Nova sede da OAB-PE
Nova sede da OAB-PEFoto: JorgeGregório/Divulgação

A partir desta quinta-feira (28), a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco (OAB-PE) instala sua nova sede – a Casa da Cidadania, no bairro de Santo Antônio, no Recife. Para marcar o momento, haverá uma cerimônia, às 17h, que contará com o presidente da Ordem, Ronnie Preuss Duarte, da diretoria da instituição, autoridades, advogados e advogadas, estudantes de Direito, além do presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia.

O prédio onde a OAB-PE funcionará oficialmente a partir desta quinta fica na Rua do Imperador Pedro II, no número 346. O local já foi o endereço do Jornal do Commercio, do Diário da Noite e da Rádio Jornal.

Ocupando uma área de aproximadamente 5,6 mil metros quadrados, ela foi doada pelo Governo do Estado e passou por reforma para melhor atender às necessidades da OAB-PE. O projeto de requalificação manteve as características arquitetônicas preservadas ao mesmo tempo em que considerou o futuro crescimento das atribuições e dos quadros da entidade.

O edifício receberá o nome de Joaquim Correia de Carvalho Júnior, em homenagem ao professor universitário, ex-procurador geral do Estado e advogado militante que estava à frente da OAB-PE quando da inauguração da agora antiga sede, que fica na mesma rua. Ele presidiu a Ordem em Pernambuco por duas vezes, no período da ditadura militar, e em 1985, integrou a Comissão de Reforma do Código de Processo Civil do Ministério da Justiça.

De acordo com a OAB-PE, a nova sede centralizará os serviços e órgãos da Ordem no Estado, como o Tribunal de Ética e Disciplina (TED), a Ouvidoria, a Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem e, em breve, a Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE) e a Caixa de Assistência dos Advogados de Pernambuco (Caape).

Rhayann Vasconcelos, presidente da JSB Recife
Rhayann Vasconcelos, presidente da JSB RecifeFoto: Divulgação

A Juventude do PSB Recife vai reunir lideranças do partido em um evento na última semana de 2017. O encontro está marcado para a próxima quinta-feira (28), a partir das 19h, no espaço de lazer do Sport Clube do Recife. Entre os que já confirmaram presença, deputados, secretários e vereadores. Durante a confraternização do segmento partidário, os integrantes aproveitarão para encorajar a militância visando os desafios que se avizinham em 2018.

Na avaliação de Rhayann Vasconcelos, presidente da JSB Recife, os resultados em 2017 foram expressivos. "Tivemos grandes e expressivos resultados em 2017. Para conquistarmos, foi preciso a ajuda de muitos. Agora, chegou a hora de celebrar", disse.

assuntos

comece o dia bem informado: