Foram encontrados 288 resultados para "Maio 2017":

Capa do livro Histórias de Repórter
Capa do livro Histórias de RepórterFoto: Divulgação

O jornalista Magno Martins lança nesta segunda-feira (29) o livro “Histórias de Repórter” (Editora Bagaço) na Assembleia Legislativa de Pernambuco, às 19h. A obra é um resgate dos vários anos em que ele esteve mergulhado na política. Fatos históricos como os bastidores do impeachment de Fernando Collor de Melo, da Constituinte e o desejo do ex-governador Jarbas Vasconcelos de não disputar a reeleição ao governo são alguns dos pontos contados na publicação. "São histórias que vivenciei em Brasília e no Nordeste", antecipa.

Com mais de 100 narrativas, de episódios que vão desde o processo de redemocratização à época atual, Magno Martins também traz passagens inusitadas, como o banho de praia do governador Joaquim Francisco, em Boa Viagem, em 1991, em pleno auge do surto de cólera.

Natural de Afogados da Ingazeira, no Sertão, Magno Martins é formado em jornalismo com pós-graduação em ciência política. Ao longo dos anos, atuou como repórter do Correio Brasiliense, O Globo, Agência O Globo e Agência Meridional, entre outros. Hoje, comanda o Blog do Magno.

Padre Edwaldo
Padre EdwaldoFoto: Reprodução/Site Paróquia Casa Forte

Os 60 anos de vida sacerdotal do padre Edwaldo Gomes, da Paróquia de Casa Forte, na Zona Norte do Recife, serão lembrados em sessão solene na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A solenidade ocorre nesta terça-feira (30), às 18h, no plenário da Casa.

Padre Edwaldo Gomes é pernambucano de Barra de Guabiraba e atua como pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Casa Forte, há mais de 40 anos.

Seu trabalho no bairro de Casa Forte e comunidades vizinhas é reconhecido, principalmente, pelas creches, escolas e obras sociais que priorizam as crianças de baixa renda.

Humberto Costa, senador (PT-PE)
Humberto Costa, senador (PT-PE)Foto: Divulgação

Diante dos estragos provocados pelas chuvas no Estado, principalmente na Mata Sul, o senador Humberto Costa (PT) disse se solidarizar com as vítimas das chuvas e condenou o atraso nas obras das barragens na região.

De acordo com Humberto, desde 2010 foram autorizadas obras pelos governos Lula e Dilma para conter os efeitos da chuvas na região. Ele historiou que apenas a barragem de Serro Azul, em Palmares, está praticamente concluída.

Já as ações de contenção em Cupira, Lagoa dos Gatos, Barra de Guabiraba e São Benedito do Sul estão com as construções paradas, faltando mais de 50% para conclusão. A previsão incial para a entrega das obras era em 2014. No entanto, informações dão conta que os repasses federais foi descontinuado em 2014.

"Vamos cobrar uma resposta dos governos estadual e federal e recursos para os atendimentos das pessoas, que já passam de 30 mil. Não podemos mais ver cenas como essas se repetindo em Pernambuco, até porque obras para evitar esse problema já estavam em andamento", afirmou.

Sobre as vítimas das novas chuvas, o senador Humberto Costa destacou que o momento é de união.

"É um momento difícil para milhares de famílias pernambucanas que foram retiradas de casa, perderam tudo e permanecem necessitando de ajuda. Agora, é importante todos nos unirmos forças para ajudar essas pessoas, seja em forma de doação, seja cobrando as autoridades competentes soluções definitivas para esse problema. Várias dessas cidades já passaram por situação semelhante. O povo não aguenta mais tanto sofrimento", afirmou Humberto.

Alepe
AlepeFoto: Arquivo/Folha de Pernambuco

Por conta das notícias envolvendo mudanças de nome do plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a Superintendência de Comunicação Social da Alepe divulgou uma nota, nesta segunda, onde esclarece que a decisão é referente apenas ao novo equipamento, que será entregue no dia 30 de junho.

"O atual plenário não tem nome e está localizado no Museu Palácio Joaquim Nabuco, que manterá esta nomenclatura mesmo após a transferência das atividades parlamentares para o Edifício Miguel Arraes de Alencar. Esse último, que será inaugurado no próximo dia 30 de junho, abrigará o novo plenário da Assembleia, que, a depender da aprovação de projeto de lei da Mesa Diretora, ainda em tramitação, receberá o nome 'Governador Eduardo Campos'", afirma a nota.

A notícia da mudança de nome ficou conhecida na última semana e gerou questionamentos tanto da população quanto de parlamentares. O deputado estadual Edilson Silva (PSOL) propôs uma enquete para que os internautas sugiram alguns nomes para o local.

De acordo com a iniciativa do parlamentar, a sugestão mais mencionada vai constar de um projeto de resolução que deverá ser apresentado nesta segunda-feira (29).

Leia mais:
Edilson propõe enquete para nome de novo plenário da Alepe

Paulo Câmara reuniu integrantes do Gabinete de Crise
Paulo Câmara reuniu integrantes do Gabinete de CriseFoto: Divulgação/SEI

Reunido com integrantes do Gabinete de Crise, na manhã desta segunda-feira (29), o governador Paulo Câmara (PSB) definiu que encaminhará a sugestão de criação do "Cartão Reforma Emergencial" ao presidente Michel Temer (PMDB). A ideia é que medida sirva para atendimento da população vítima de enchentes como as que ocorreram em Pernambuco.

"Diferente de 2010, agora não houve a destruição de casas, por causa de todo o trabalho que fizemos com a Barragem de Serro Azul, a dragagem de rios e relocação de prédios públicos e residências. Mas houve a destruição do que estava dentro das casas, como móveis e eletrodomésticos. Será muito importante se a gente conseguir ajustar a legislação do Cartão Reforma para incluir também as vítimas de enchentes, como essa que atingiu o nosso Estado nas últimas 48 horas", disse o governador.

De acordo com o gestor, o cartão poderia permitir um "olhar diferente" para as pessoas que tiveram prejuízos com as chuvas, na comparação com o que ocorreu em anos anteriores. "Vou levar essa sugestão ao presidente Temer", informou.

A reunião ocorreu antes de o governador embarcar para um sobrevoo sobre municípios da Mata Sul do Estado. Paulo Câmara deve visitar Belém de Maria, Barreiros e Palmares.

Gabinete de crise
Durante a reunião, Paulo Câmara recebeu informações sobre as ações do Governo do Estado.

Prefeitura reuniu novos profissionais nesta segunda-feira (29)
Prefeitura reuniu novos profissionais nesta segunda-feira (29)Foto: Matheus Britto/PMJG

Novos profissionais passam a reforçar, a partir desta segunda-feira (29), a equipe de saúde de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. São mais dez médicos para as Unidades de Saúde da Família. Além disso, foram contratados seis psiquiatras para adultos e dois para pacientes infantis. Também passam a integrar o quadro 13 condutores de ambulâncias do Samu.

"Trabalhamos sempre em processo de colegiado e vocês vão construir junto conosco o avanço que planejamos para Jaboatão. Encontramos um sistema de saúde deficitário e agora estamos conseguindo recuperá-lo com investimentos na reestruturação", disse o secretário de Saúde do município, Alberto Lima, durante reunião realizada na Prefeitura.

Durante a reunião, Lima informou à equipe que o prefeito Anderson Ferreira (PR) autorizou a compra de mais duas ambulâncias do Samu com recursos do próprio município e que o Ministério da Saúde repassará mais cinco ainda este ano.

Deputado Hugo Leal (PSB-RJ)
Deputado Hugo Leal (PSB-RJ)Foto: Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado discutirá, nesta terça-feira (30), o projeto que altera a Lei Antiterrorismo (13.260/16). Entre outras mudanças propostas, para permitir a criminalização de movimentos sociais e manifestações políticas (PL 5065/16). A audiência pública será realizada no plenário 6, a partir das 16h30. As informações são da Agência Câmara.

A proposta já foi rejeitada pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. Agora, aguarda parecer do deputado Hugo Viana (PSB-RJ) na Comissão de Segurança Pública.

O socialista, que propôs a realização da audiência, afirma que o projeto faz importantes alterações na lei atual. Segundo ele, a legislação foi fruto de profundo debate no Congresso. "No entanto, consideramos que as propostas trazidas pelo autor necessitam passar por uma nova fase de discussões de forma a termos uma visão mais atualizada desse grave problema que afeta o mundo atualmente", disse.

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) afirmou, por sua vez, que "o assunto é delicado e ao mesmo tempo de extrema importância para a sociedade brasileira". Ele também é um dos autores do pedido para a realização do debate.

Foram convidados para participar da audiência pública o delegado de Polícia Federal Camilo Graziani Caetano Paes de Almeida; o diretor do Departamento de Contraterrorismo da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Saulo Moura da Cunha; o oficial de Gabinete do Comandante do Exército Brasileiro, tenente-coronel Leandro Noveli Espíndola; a procuradora federal dos Direitos do Cidadão Deborah Duprat; o presidente do Conselho Nacional de Direitos Humanos, Darci Frigo; o advogado do Instituto de Defensores de Direitos Humanos Lucas Sada; e a coordenadora do Centro de Referência Legal em Liberdade de Expressão e Acesso à Informação da Artigo 19, Camila Marques.

Prefeita de Caruaru esteve reunida no Palácio do Campo das Princesas
Prefeita de Caruaru esteve reunida no Palácio do Campo das PrincesasFoto: Allan Torres/Divulgação

Durante reunião com o governador Paulo Câmara (PSB) e o presidente Michel Temer (PMDB), na noite de domingo (28), no Palácio do Campo das Princesas, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), solicitou apoio estrutural para os equipamentos públicos do município, especialmente na área da saúde, de forma a reestabelecer a normalidade dos serviços oferecidos. Por causa das fortes chuvas, Câmara decretou estado de calamidade em 13 municípios da Mata Sul.

Além de falar dos projetos que vai apresentar aos governos, dos quais pretende receber deles os recursos necessários para fazer obras estruturadoras, Raquel também pediu para o Agreste a mesma atenção que teve a Zona da Mata.

"Decretamos situação de emergência, pedimos a validação do Estado de Pernambuco para que Caruaru e o Agreste pernambucano tenham a mesma atenção que teve a Zona da Mata. O intuito é fazer com que, dessa forma, possamos receber os recursos do governo federal para reconstruir as passagens molhadas, as vias, os asfaltos por onde circulam os ônibus que não estão conseguindo passar no nosso município", afirmou a prefeita.

Ao final do encontro, a tucana afirmou que os trabalhos continuam nas ruas da cidade nesta segunda-feira (29), a exemplo de como foi durante o domingo.

Bruno Araújo, ministro das Cidades
Bruno Araújo, ministro das CidadesFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Preocupado com a situação dos municípios pernambucanos atingidos pelas fortes chuvas que caem neste fim de semana no Estado, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, conversou com o também ministro Helder Barbalho (Integração Nacional) e com governador Paulo Câmara para traçar um plano de ação.

Com o companheiro de ministério, Bruno vem desde o último sábado (27) em contato direto. A pasta de Integração Nacional é responsável por ações de Defesa Civil. Barbalho já colocou toda a equipe à disposição do governo estadual para ações emergenciais.

Na conversa com Paulo Câmara, na manhã deste domingo (28), o ministro das Cidades definiu obras e ações emergenciais mais importantes nas áreas atingidas a serem executadas. “Num momento como esse é fundamental unir esforços para diminuir o sofrimento da população”, destacou o ministro.

Jorge Federal (PR) é o presidente da Câmara de Vereadores de Olinda
Jorge Federal (PR) é o presidente da Câmara de Vereadores de OlindaFoto: Nathália Bormann/Arquivo Folha

Após os episódios de violência na noite da sexta-feira (26), em Olinda, o presidente da Câmara de Vereadores do município, Jorge Federal (PR), convocou os integrantes da Casa legislativa para uma reunião, na próxima segunda-feira (29), às 9h, na sala da presidência, em busca de soluções para o problema. Em uma mensagem de áudio, o parlamentar afirma que quer produzir um documento em forma de apelo.

A ideia é construir “um requerimento, um documento em forma de apelo, ao governador e ao secretário de defesa social, bem como ao comandante do 1º Batalhão e a seccional da Polícia Civil que toma conta daqui do município de Olinda para que a gente possa pedir uma providência com relação aos arrastões que estão havendo na orla marítima de Olinda”, diz, na mensagem.

Ainda de acordo com o presidente da Casa, após reunir os vereadores e produzir um documento, o grupo vai buscar marcar uma audiência com o secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, no mesmo dia, no período da tarde.

Violência
Ainda no áudio, Jorge Federal diz aos vereadores que o episódio foi "uma situação generalizada, tanto na Beira-Mar como na Avenida Getúlio Vargas, e a população está amedrontada porque foi muita gente, muitos vândalos, e uma situação totalmente descontrolada, sem respeitar, inclusive, os carros de polícia que estavam no local".

assuntos

comece o dia bem informado: