Foram encontrados 311 resultados para "Julho 2019":

Marcelo Santa Cruz
Marcelo Santa CruzFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Após as reações de repúdio de entidades e personalidades do mundo político e jurídico a respeito das declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre Fernando Santa Cruz, morto e desaparecido durante o regime militar, um dos irmãos de Fernando, Marcelo Santa Cruz, concederá entrevista coletiva, nesta terça-feira (30), às 15h, no auditório do Centro Dom Helder Câmara de Estudos e Ação Social (Cendhec), na Rua Galvão Raposo, 295, Madalena. Na coletiva, ele comentará sobre as declarações de Jair Bolsonaro.

"É de uma indignidade a toda prova. Fernando era um jovem de 26 anos quando foi preso. Fernando tinha uma militância política, era da Ação Popular, mas tinha vida legal, não era clandestino. A versão que a gente tem oficial que foi levantada pela comissão da verdade com documentos oficiais da aeronáutica. Fernando estava sendo monitorado inclusive com quem ele tinha relação em Recife", afirmou Marcelo.

"Vamos interpelar o presidente da república no STF. Queremos reabir o caso Fenando, é preciso que a OEA retome o caso Fernando e faça justiça", avisou O Coordenador da Cátedra Dom Helder Camara, Manoel Moraes. "Na época, o Brasil tinha membros do estado na OEA que sabotavam. Acreditamos que com esses fatos novos e com a narrativa do presidente da república ele ataca as famílias. Constranger a família, é constranger o Estado de Direito", completou.

"Eu e outros companheiros militamos com Fernando. Fernando foi militante na resistência à Ditadura Militar. Foi torturado, morto, resistiu e não entregou seus companheiros de luta. É um herói do povo brasileiro. Esta declaração estapafúrdia do capitão Bolsonaro é absurda. É dizer algo mentiroso sobre um militante que continua na memória de todos nós", disse o vice-prefeito Luciano Siqueira.

Até o final da tarde desta quarta-feira (31), a ação contra o presidente da República será interpelada pelo advogado César Brito, representando Felipe Santa Cruz, presidente da OAB. Depois de interpelada ação, o STF deverá distribuir para um relator, para serem feitas as providências regimentais e  tomar em juízo um depoimento do presidente.

Também estavam presentes na coletiva o deputado estadual João Paulo (PcdoB), as codeputadas Juntas (PSOL), Sileno Guedes, familiares e militantes de movimentos sociais.

Entenda o caso - Ao questionar a atuação da OAB na investigação do caso de Adélio Bispo, autor do atentado à faca do qual foi alvo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que poderia explicar ao presidente do órgão, Felipe Santa Cruz, como o pai dele desapareceu durante a ditadura militar.

"Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele.", disse Jair Bolsonaro.

marcelo

Crédito: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Marcelo Santa Cruz

Crédito: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco


*Com informações de João Vitor Pascoal, da editoria de Política.

Vereador do Recife Eduardo Chera agora é do PSB
Vereador do Recife Eduardo Chera agora é do PSBFoto: Divulgação

O vereador do Recife, Eduardo Chera (PSB), eleito em 2018 pelo PSC mudou de partido. Na noite desta segunda-feira (29) ele assinou ficha de filiação ao PSB, em ato realizado na sede da legenda. O evento contou com a participação do presidente estadual Sileno Guedes, do prefeito do Recife, Geraldo Júlio, do secretário de governo da cidade João Guilherme e o de relações institucionais da prefeitura Henrique Leite, além de autoridades do estado.

“A gente vem para fazer parte de um projeto político importante para nossa cidade, nossa região metropolitana. O prefeito Geraldo é do PSB, nosso governador Paulo Camara é do Partido. Mais do que agremiação partidária, é o projeto para nossa região do Pina, Arreinha, Bode e Brasilia Teimosa, que precisa de uma atenção especial da gestão municipal ", disse Eduardo Chera.

Durante o ato, o prefeito Geraldo Júlio falou da importância do PSB fortalecer seus quadros em um momento tão diferente no país. “A gente precisa mostrar às pessoas com menos acesso à informação o que está acontecendo no Brasil porque essas escolhas são feitas por decisão. Precisamos fazer esse debate político de maneira séria. Eduardo entra num momento quando a discussão é a favor dos mais carentes. E tudo isso é muito valioso para fortalecer nosso partido”, ressaltou Geraldo.

Jorge Waquim é filósofo pela Universidade Paris Nanterre e tradutor.
Jorge Waquim é filósofo pela Universidade Paris Nanterre e tradutor.Foto: Divulgação

A democracia brasileira, flor frágil e largada aos ventos, flerta com o abismo. E no nosso abismo moram os regimes autoritários, com os quais já perdemos preciosos anos da nossa história.

A democracia, mas uma vez é preciso dizer isso, não se resume a eleições. Houve entre nós ditaduras com eleições, manietadas e limitadas é certo, e nem por isso podem receber outro nome, pois uma democracia exige outros elementos.

Um deles é a imprensa. E não, como querem alguns, uma imprensa que apenas divulgue fatos e acontecimentos, mas imprensa investigativa sobre os atos dos ocupantes dos diversos postos do Estado. Vejam só, com este tipo de imprensa nós no Brasil não estamos ainda acostumados, e os ocupantes que ora estão no poder recusam o que consideram ser intromissão em seus atos públicos por parte de uma certa imprensa mais ativa. A nossa democracia é imperfeita e por isso caminha na fina lâmina que nos separa do abismo.

Para demonstrar essa imperfeição, basta verificar que, entre nós, a seguinte pergunta procede: o que pretende um órgão de imprensa, como o Intercept, ao divulgar atos impróprios do então juiz que hoje se senta na cadeira de ministro da justiça? E ela não se origina apenas nas bocas do ministro e do presidente da República, mas ecoa em muitos órgãos de imprensa, que acusam o Intercept de divulgar mensagens ilegais obtidas de forma criminosa. Em países com democracias estáveis, não caberia esse tipo de argumento, pois nelas o papel da imprensa investigativa não é apenas indiscutível, mas é também essencial. Não é o nosso caso, entre nós ainda há vozes poderosas que contra ela se insurgem.

Voz do Presidente, que falou em “cana” para Glenn Greenwald, o diretor do Intercept; voz do próprio ministro da justiça, que não para de acusar o crime das mensagens divulgadas pelo Intercept. E aí está outro elemento que compõe as democracias modernas: a separação dos poderes. O executivo não se mete na justiça, a justiça não se mete na política. Não parece ser o nosso caso.

Em uma democracia acabada, um presidente da República não poderia estar dizendo nem a metade do que diz todos os dias, contrariando dados científicos do INPE, do IBGE, abrindo fogo contra a Academia, contra artistas, contra o cinema brasileiro, contra a comunidade LGBT, contra o NE do país, e querendo debelar de vez o que considera ser a erva daninha da esquerda, que chama de comunista.

Nesta segunda-feira, 29 de julho, ele acaba de lançar petardos contra a OAB, que defendia o advogado de Adélio Bispo contra intromissões do Estado – em uma democracia, as comunicações de um advogado são invioláveis, está aí outro elemento das democracias; e se há espaço para o Presidente se imiscuir nesse tipo de assunto, sem que a totalidade da imprensa e dos políticos condene, é porque ainda não chegamos ao patamar de uma democracia em pleno funcionamento.

Mais grave do que isso, o Presidente nessa coletiva falou em nome dos porões da ditadura, que desapareceram o pai do presidente da OAB.

Uma democracia é construída sobre o fundamento da pluralidade das vozes, mas parece que o Presidente e outros componentes de seu governo querem que apenas uma voz e uma verdade sejam ouvidas.

Ou será que todas essas declarações antirrepublicanas são apenas bombas que ele lança à democracia brasileira para sentir os espaços que esta dá, enquanto planeja atos mais nefastos? Da resposta a essa pergunta e da reação da democracia em não se lançar em abismos depende o nosso futuro.

Jorge Waquim
Filósofo por Paris Nanterre e Tradutor.
@jwaq

Programa Chegando Junto
Programa Chegando JuntoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Habitação, iniciará na próxima terça-feira (30) as atividades do Pertencer - Espaço de Convivência, que faz parte das ações do Programa Chegando Junto, projeto que abarca uma série de iniciativas de amparo à população, além de apoio e fomento à geração de renda. Com o objetivo de despertar o convívio harmonioso, o respeito mútuo, a preservação do patrimônio coletivo, o espaço de convivência foi totalmente reformado para que as mães moradoras desses prédios possam deixar suas crianças em segurança e tranquilidade para trabalhar.
  
No total, a ação irá beneficiar famílias de 25 crianças entre seis meses e seis anos de idade, que ficarão sob os cuidados de 12 moradoras-colaboradoras do próprio habitacional. As colaboradoras, por sua vez, estão devidamente matriculadas na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) com o curso profissionalizantes de Brinquedista - curso com 360 h/aula distribuídas em três módulos ao longo de 18 meses - e que irão auxiliar nas atividades de recreação sob a inspeção de uma arte-educadora (coordenadora).

No espaço, as crianças serão orientadas a brincar com qualidade através recursos como brinquedos e jogos lúdicos para o melhor desenvolvimento da primeira infância. Além do salão, onde serão desenvolvidas as atividades, o projeto conta com um contêiner que funcionará como uma cozinha que servirá de apoio para a manipulação dos alimentos que serão servidos às crianças, e com uma quadra poliesportiva.

Para participar da ação, as crianças acima de quatro anos deve estar regularmente matriculada em rede de ensino público ou privada, devendo seus representantes legais apresentarem, no ato da inscrição, declaração da instituição de ensino que ateste a matrícula e frequência escolar. O Pertencer - Espaço de Convivência funcionará de segunda a sexta, das 08h às 16h.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a participação do trabalho das mulheres ainda é cerca de 30 pontos percentuais menor que a dos homens. E o acesso ao cuidado infantil pode ter um impacto positivo significativo nas taxas de emprego e no número de horas que as mulheres trabalham. As estatísticas também apontam que as mulheres mais pobres são diretamente impactadas por não terem com quem deixar os filhos.

COLORINDO O RECIFE Levando cores e provocando a ocupação dos espaços públicos, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife realiza o projeto Colorindo o Recife. Lançado pela Prefeitura do Recife em 2013 com o objetivo de criar galerias a céu aberto, as ações promovem o embelezando a cidade. O projeto cresceu e virou, em 2017, política pública de fomento à arte urbana, sendo aberto um edital de cadastro de novos artistas do grafitti. Vários painéis já se transformaram em atrativos turísticos da cidade, como o muro do Cemitério de Santo Amaro, feito por Galo de Souza, o painel de Luiz Gonzaga no edifício da Prefeitura do Recife, por Kobra, o Espaço R.U.A., na Avenida Barbosa Lima, no Bairro do Recife, entre outros.

PADRE MIGUEL - O Conjunto Habitacional Padre Miguel, localizado no bairro de Afogados, foi inaugurado em abril de 2009 . O habitacional, com prédios de pavimentos triplos, possui quadra de esporte, salão comunitário e contempla cerca de 128 famílias oriundas de áreas alagadas da capital pernambucana.

CHEGANDO JUNTO - O programa vai abarcar uma série de projetos, com ações divididas entre as áreas de assistência à população e apoio à geração de renda. Serão construídos três restaurantes populares e um abrigo noturno; o projeto Gera Cidadania vai oferecer oficinas pedagógicas e artísticas para crianças, adolescentes e jovens no contra turno escolar; haverá Frentes de Trabalho, que contratarão moradores dos bairros para fazer pequenos reparos de manutenção em escolas e unidades de saúde; mutirões de saúde, auxílio e assistência técnica aos moradores para reformar e construir suas casas, são outras ações do Chegando Junto.

Renovação de programas feitos em parceria com o governo federal ajudará catadores de material reciclável e empreendimentos solidários
Renovação de programas feitos em parceria com o governo federal ajudará catadores de material reciclável e empreendimentos solidáriosFoto: Divulgação

Dois programas de distribuição de renda e combate à pobreza promovidos pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco serão prorrogados até o ano de 2020. O primeiro deles é o Rescate, que visa qualificar 1.796 catadores e catadoras de material reciclável da Região Metropolitana do Recife e da Mata Norte, para que eles tenham uma rotina menos insalubre e com mais segurança, bem como capacidade de gerar renda de forma organizada, em cooperativas.

O segundo é o Integra, responsável pela Promoção de Ações Integradas de Economia Solidária em Pernambuco no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife, e na microrregião da Mata Norte (Tracunhaém, Carpina, Lagoa do Carro,Feira Nova, Chã de Alegria, Paudalho, Lagoa de Itaenga e Gloria do Goitá).

Os termos aditivos foram firmados pela Seteq nesta segunda-feira por intermédio do Departamento de Economia Solidária da Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva Urbana, do Ministério da Cidadania. A iniciativa foi acompanhada em Brasília pela secretaria executiva de Micro e Pequena Empresa e Fomento ao Empreendedorismo, Adriana Queiroz.

Segundo Adriana Queiroz, a prorrogação do Rescate terá algumas vantagens. A expectativa inicial é de que 600 catadores e catadoras possam ser ter direito às novas etapas. A eles, serão oferecidas 12 oficinas (seis na RMR e 6 na Mata Norte) para 50 participantes cada. Nessas ocasiões, o objetivo é divulgar o mapeamento, a formação e formalização de redes de cooperação, cadeias produtivas de materiais recicláveis do Estado.Outros 150 profissionais desta área serão beneficiados com a troca de experiências. Os catadores de rua terão intercâmbio com cooperativas e os catadores de cooperativas farão intercâmbio com empresas que recebem material reciclável.

O público-alvo do Rescate receberá a entrega de equipamentos como prensa, mesa, empilhadeira, matéria de escritório, entre outros pontos.

De acordo Viviane Souza, técnica em economia solidária da Seteq, os intercâmbios objetivam a disseminação de boas práticas para a inclusão produtiva e o desenvolvimento dos empreendimentos solidários, grupos informais e de catadores isolados, de forma a contribuir no combate à pobreza. “A ideia é que o catador não trabalhe de forma individual e, sim, em cooperação”. “O calendário das atividades será divulgado posteriormente”, avisou.

Já o Integra, que também foi renovado, vai ajudar empreendimentos da economia solidária com capacitações na área de agricultura familiar e artesanato. O Integra concluirá mais duas etapas: uma de assistência técnica em agricultura familiar, que vai beneficiar 12 empreendimentos solidários, e outra que fará a incubação de quatro empreendimentos.

A economia solidária consiste em uma forma alternativa de economia onde prevalece o preço justo, o associativismo, as trocas e a sustentabilidade.

Vereador João da Costa (PT), ex-prefeito do Recife
Vereador João da Costa (PT), ex-prefeito do RecifeFoto: Divulgação

O vereador do Recife, João da Costa (PT), gravou um vídeo em repúdio às declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre ele ter dito que tem informações a respeito do desaparecimento do servidor público Fernando Santa Cruz, ocorrido no Rio em 1974. Ele morreu aos 26 anos de idade, e pai do atual presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz.

Assista:

Presidente da OAB-PE, Bruno Baptista
Presidente da OAB-PE, Bruno BaptistaFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, reagiu com perplexidade e indignação às declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, em relação ao desparecimento em 1974 de Fernando Santa Cruz, pai do presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz. “Ao atacar a memória de alguém e desprezar a dor de uma família sob a justificativa de estar insatisfeito com o desfecho judicial do caso Adélio Bispo dos Santos, o presidente abandona qualquer liturgia mínima do cargo que ocupa”, declarou.

Para Bruno Baptista, a declaração de Bolsonaro é “desumana” e traz um ataque “injustificado” ao presidente nacional da OAB, pelo fato do presidente da República não ter ficado satisfeito com uma decisão judicial sobre Adélio Bispo dos Santos. “Lamento que se trate com desumanidade, desprezo e até com deboche um fato que marcou a vida política do país e por atingir o que existe de mais íntimo e precioso nos brasileiros, que é o sentimento familiar”.

O presidente da OAB-PE prestou irrestrita solidariedade a Felipe Santa Cruz, a toda a família Santa Cruz e às famílias que foram vítimas de violência durante o regime militar. Também declarou que é papel da OAB manter-se firme na defesa de valores como o Estado Democrático de Direito, da Constituição e da Advocacia “perante este ou qualquer outro governo”.

A declaração de Bolsonaro foi dada no início desta segunda-feira (29). Ao comentar a decisão que considerou Adélio Bispo dos Santos inimputável no atentado contra ele, ainda na campanha eleitoral, por problemas mentais, o presidente disse que “se um dia o presidente da OAB quiser saber como o pai dele desapareceu no período militar, eu conto a ele”.

O comentário veio logo após ele criticar a atuação da Ordem no caso de Adélio. A OAB atuou para garantir o sigilo na relação do advogado com seu cliente, mas não se opôs a nenhum termo da investigação. A entidade também soltou uma nota de repúdio às declarações do presidente.

Prefeito do Recife, Geraldo Júlio
Prefeito do Recife, Geraldo JúlioFoto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

Mesmo quando nos colocamos frontalmente contrários a ideias e projetos políticos, devemos nos lembrar do que nos faz humanos. Hoje, o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, teve a memória de seu pai, o pernambucano Fernando Santa Cruz, atacada e a dor da sua família profundamente desrespeitada por uma colocação desumana do Presidente da República. É preciso que se cobre o exemplo e a postura que o cargo impõe. O desaparecimento por motivos políticos é uma mancha na história do Brasil que deve ser refletida, reparada, mas nunca minimizada. Especialmente por um Chefe de Estado, em um momento democrático. Minha solidariedade à Felipe e a toda família de Fernando Santa Cruz. Todos que defendem a civilidade e o respeito mínimo para a convivência em sociedade certamente estarão ao seu lado.

Deputado Ossessio Silva (PRB-PE)
Deputado Ossessio Silva (PRB-PE)Foto: Divulgação

Segundo avaliação do deputado federal Ossesio Silva (PRB), o seu correligionário Silvio Costa Filho, será a melhor opção para a corrida sucessória pela Prefeitura do Recife, em 2020. De acordo com Ossesio, o sucessor do prefeito Geraldo Julio (PSB) sairá da Câmara dos Deputados.
  
“Já temos pelo menos sete parlamentares de olho na Prefeitura do Recife e todos com boa votação na capital pernambucana”, observou.

Para ele, “sairá vencedor do pleito eleitoral o candidato que apresentar melhores propostas e projetos inovadores que possam resultar em melhores condições de vida para o povo recifense”.

Os números foram bem superiores aos da última reunião, realizada em maio deste ano
Os números foram bem superiores aos da última reunião, realizada em maio deste anoFoto: Divulgação

O Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) reuniu-se
oficialmente pela segunda vez este ano para analisar projetos de concessão de incentivos fiscais de empreendimentos interessados em se implantar ou ampliar suas atividades em Pernambuco. A 106ª reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira (29/07) no auditório Aymar Soriano, na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Ainda haverá mais duas reuniões neste ano, sendo uma em outubro e a outra em dezembro.

No encontro, foram aprovados 20 projetos, sendo 14 de indústrias (06 no interior), 03 de importadoras e 03 de centrais de distribuição. O Governo do Estado conseguiu atrair investimentos em indústrias na ordem de R$ 135,6 milhões, sendo R$ 56,9 milhões destinados à Região Metropolitana do Recife e R$ 78,7 milhões para o interior. Esse montante projeta a geração de 617 postos de trabalho, dos quais 132 estarão sediados no interior do Estado e 485 na RMR.

Os números foram bem superiores aos da última reunião, realizada em maio deste ano, quando foram aprovados investimentos industriais de R$ 15,8 milhões e anunciados 269 postos de trabalho.

Ao todo, 14 municípios foram contemplados, sendo 07 na RMR e 07 no interior. São eles: Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Recife, Cabo de Santo Agostinho, Itapissuma, Moreno, São Lourenço da Mata, Belo Jardim, Escada, Garanhuns, Iati, Salgueiro, Pedra e Serra Talhada. Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, 06 foram contempladas: RMR, Mata Sul, Agreste Central, Agreste Meridional, Sertão Central e Sertão do Pajeú.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, reforça que a retomada dos investimentos reflete o aquecimento do PIB pernambucano: no primeiro trimestre, o setor industrial apresentou expansão de 3,5% ante o mesmo período do ano passado, sobretudo por conta da indústria de transformação (+5,8%), conforme a Agência Condepe/Fidem divulgou no início deste mês.

“Os dois maiores projetos, no que se refere ao valor do investimento e à empregabilidade, são uma cooperativa de beneficiamento de arroz do Sul do país e uma indústria de processamento de farinha de trigo do Centro-Oeste. O interesse pelo mercado nordestino, tendo Pernambuco como distribuidor logístico estratégico, mostra que a indústria de alimentos voltou a apostar no consumo da região como indutora do crescimento dos seus negócios”, destaca o secretário.

Já o presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, afirma: “O sucesso desta reunião é produto de uma gestão pública profissional e voltada para criar um ambiente de negócios estável e seguro, e revela a força da economia de Pernambuco. Outro destaque foi o fato de atrairmos duas centrais de distribuição de indústrias de grande porte. São elas: a CM Hospitalar, em Jaboatão dos Guararapes; e a Intelbrás, no Cabo de Santo Agostinho”.

O maior investimento anunciado na reunião de hoje é a da Cooperativa Central Brasileira de Arroz, a BrazilRice, cuja matriz fica em Santa Catarina e reúne a experiência de cinco organizações de beneficiamento do grão (Cooperja, Coopersulca, Copagro, Cravil e Cooperjuriti). Formalizada em 2012, as sócias estão no mercado há cerca de meio século. Por ano, a empresa beneficia cerca de 360 mil toneladas de arroz – o que a consolida como a terceira maior do país.

Com relação à geração de empregos, o destaque do 106º encontro do Condic é a Indústria de Alimentos JMG, de Goiás, que inicialmente atenderá Pernambuco e outros quatro estados nordestinos: Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. A empresa, que nasce como Moinhos Goiás Nordeste, comercializará farinhas de trigo domésticas, industrial, panificação, massas secas longas, curtas, farelo e mistura para bolo. A perspectiva é a de abrir 201 vagas de trabalho.

Ao todo, 14 municípios foram contemplados, sendo 07 na RMR e 07 no interior

Ao todo, 14 municípios foram contemplados, sendo 07 na RMR e 07 no interior - Crédito: Divulgação

assuntos

comece o dia bem informado: