Foram encontrados 31 resultados para "Luto":

Miguel morreu ao cair de um prédio no Recife
Miguel morreu ao cair de um prédio no RecifeFoto: Arquivo Pessoal

A direção estadual do PSB divulgou uma nota, na tarde desta sexta-feira (05), lamentando a morte do menino Miguel Otávio, de 5 ano, que morreu após cair de um edifício de luxo no Recife.

O partido diz, ainda, que defende a apuração da nomeação de Mirtes Renata Souza, mãe de Miguel, na Prefeitura de Tamandaré, "administrada por um prefeito do PSB". 

O PSB nacional também emitiu nota, reiterando ao partido em Pernambuco o acompanhamento e providências sobre a contratação.

Defensoria Pública

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco também emitiu nota de apoio e pesar à família de Miguel. A entidade informou, por meio de nota, que vai procurar a mãe do garoto para se colocar à disposição. Segundo o órgão, “a instituição se coloca publicamente à disposição dos familiares vitimados para assistência jurídica integral e gratuita, acompanhamento de toda a persecução penal, da investigação criminal ao julgamento, atuação com assistência à acusação e busca das perdas e danos, conforme apurações que estão em andamento”, diz a nota.

Ex-vice-governador Gustavo Cunha
Ex-vice-governador Gustavo CunhaFoto: Divulgação

Morreu aos 84 anos, o ex-vice-governador de Pernambuco Paulo Gustavo de Araujo Cunha na manhã desta quinta-feira (28). Figura importante no setor industrial no Estado, Cunha foi vice-governador de Moura Cavalcanti no período de 1975 a 1979 e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco na gestão do ex-senador Armando Monteiro (PTB). O sepultamento ocorrerá amanhã, a partir das 10h, no Morada da Paz, em Paulista.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco, o empresário Ricardo Essinger, lamentou a morte do amigo. “Foi uma grande perda. Um companheiro que muito colaborou. Durante muitos anos foi diretor do Centro Internacional de Negócio e foi do Sindicato da Indústria Química. Foi um batalhador pela indústria. É realmente uma perda para Pernambuco.

Ex-senador Armando Monteiro destacou sua tristeza com a notícia, lembrando que conviveu por muito tempo com Paulo Gustavo Araújo Cunha. Monteiro também ressaltou sua admiração pelo homem público e pelas qualidades pessoais do amigo. “Pernambuco deve muito a Paulo que nessa área de econômica, a visão que ele tinha que era até antecipadora, ele tinha uma capacidade de olhar para o futuro do estado. Então, ele implantou iniciativas desde os anos 70 que foram muito importantes para Pernambuco. Muito jovem ele foi secretário de Indústria e Comercio; a materialização do projeto de Suape deve muito a ele; a Refinaria de petróleo que veio para Pernambuco teve também em sua participação”, lembrou.

“Pernambuco deve muito a ação de Paulo Augusto, sobretudo na promoção no desenvolvimento de Pernambuco. Ele era uma pessoa extremamente antenada com as tendências do mundo, tinha uma visão muito atualizada da economia mundial. Portanto, Pernambuco sem nenhuma dúvida fica mais pobre, sobretudo levando em conta o quadro humano porque Paulo foi um grande pernambucano. Ele tinha visão, ele realizou e ele tinha amor a Pernambuco. E neste me sinto muito próxima da família, de sua esposa e filhas, porque tive essa condição de ser amigo dele. Convivemos por muitos anos. E sempre foi uma convivência para mim enriquecedora de ponto de vista pessoal e vou guardar as lembranças da amizade que tivemos. É um dia triste”, lamentou o ex-senador. 

Paulo Gustavo de Araújo Cunha nasceu na cidade de Campina Grande, no Estado da Paraíba, em 31 de outubro de 1936. Mudou-se para o Recife, onde fez curso de graduação em Arquitetura, pela Universidade Federal de Pernambuco, cuja conclusão deu-se em 1960.

No ano de 1968, durante o governo de Nilo Coelho, foi convidado para ser secretário de Estado de Indústria e Comércio de Pernambuco, tendo, naquela época, criado inúmeras entidades, como AD Diper, Empetur, Instituto de Pesos e Medidas. No mesmo período, reformulou a Junta Comercial, o ITEP e desenvolveu o 1º programa de apoio às pequenas empresas - Núcleo de Assistência Industrial - NAI, considerado órgão precursor do atual SEBRAE.

Durante o governo de Eraldo Gueiros, manteve-se na mesma Secretaria. Durante a sua gestão, concebeu e coordenou os primeiros estudos técnicos que findaram na implantação do Complexo Industrial Portuário de Suape.

No período de 1973 a 1975 foi diretor de planejamento do Bompreço S/A, onde implantou e coordenou o programa de expansão e instalação de unidade industrial de sucos, polpas e derivados do tomate.

De 1975 a 1979, durante o governo Moura Cavalcanti, destacou-se como vice-governador do Estado de Pernambuco, através da implantação de políticas públicas inovadoras, o lhe conferiu o recebimento de inúmeros títulos e honrarias naquela época.

Foi presidente da Coperbo S/A, Alumínio Nordeste e Alcoolquímica Nacional, onde desempenhou as funções de administração geral, supervisão da implantação de projetos tecnológicos, start-up e operação industrial.

Em 1989 ocupou o cargo de diretor de desenvolvimento da White Martins Norte/Nordeste, até 1998, cuja administração foi orientada para identificar novos projetos e aplicações, bem como firmar parcerias e relacionamentos com entidades governamentais e usuários de gases industriais.

Como vice-presidente da FIEPE, coordenou programas de cooperação com outros países, participando de negociações internacionais de acordos de livre comércio. Já como membro do Conselho de Integração Internacional da Confederação Nacional da Indústria, propôs ações de inserção internacional da economia brasileira, sobretudo em exportações. Fundador do Sindicato da Indústria Química de Pernambuco, desenvolveu atividades que representam os processos, produtos e matérias-primas de origem química.

Paulo Gustavo Araújo Cunha também foi membro do Conselho de Administração do SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às PMEs, e se dedicou a formular políticas de apoio à capacitação e promoção dos PMEs. O político recebeu na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em 2005, o Título de Cidadão Pernambucano, por proposição do então deputado estadual Augusto Coutinho.

Ex-vereador Vicente André Gomes
Ex-vereador Vicente André GomesFoto: FOTO: PEU RICARDO/Arquivo Folha

Faleceu, na noite desta sexta-feira (08), o ex-presidente da Câmara Municipal do Recife Vicente André Gomes. O ex-vereador estava internado na UTI do Hospital Memorial São José, desde o dia 18 de abril. À reportagem, o seu filho, Daniel André Gomes, informou que ele foi internado com a Covid-19, mas “já havia superado a doença e contraiu uma infecção” e veio a óbito. Ainda não há detalhes sobre o sepultamento.

Vicente André gomes era médico e também foi deputado federal por Pernambuco. Em março deste ano, se filiou ao PSB e pretendia disputar o cargo de vereador.

Nas redes sociais, lideranças lembraram o legado do ex-vereador.

Depoimentos:

Eriberto Medeiros, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco
“Perdemos, hoje, um grande amigo, Vicente André Gomes. Um homem público com muitas qualidades, foi médico cardiologista, deputado federal e vereador do Recife, com um reconhecido trabalho social no bairro de Casa Amarela. Como presidente da Câmara Municipal, fazia uma defesa aguerrida do Poder Legislativo, conduzindo aquele parlamento com muito compromisso e seriedade. Fomos colegas de mandato e tivemos uma excelente convivência, o que só acentua esse sentimento de perda. Desejo que Deus abençoe e conforte seus familiares e amigos nesse momento difícil.”

Eriberto Rafael, líder do Governo na Câmara do Recife
"O ex-vereador Vicente André Gomes deixa um legado importante da sua atuação nas causas sociais do Recife. Sempre será lembrado pelo trabalho dedicado a quem mais precisa, em especial aos moradores do seu amado bairro de Casa Amarela. Tive a alegria de conviver com ele na Câmara de Vereadores e ele sempre falava do seu carinho pelo bairro."

Augusto Coutinho, deputado federal
“Recebi agora a notícia da morte de Vicente André Gomes. Lamento profundamente. Tricolor como eu, foi meu companheiro na câmara municipal. Que Deus conforte a família e os amigos nessa hora”

Renato Antunes, vereador
“Com tristeza recebemos a confirmação do falecimento do ex-vereador e presidente da Câmara do Recife, Vicente André Gomes. Tive a oportunidade de conversar diversas vezes com ele, e falarmos sobre a nossa cidade. Que Deus console a família e amigos!”

André Ferreira, deputado federal (PSC)
"Foi com profunda tristeza que recebi a notícia da morte do ex-presidente da Câmara do Recife Vicente André Gomes. Tive a honra de ser vereador ao seu lado. Sempre combativo, nunca abandonou o lado dos mais humildes. Que Deus possa consolar a família."

João Campos, deputado federal
"Lamento o falecimento do amigo Vicente André Gomes. A amizade com ele tinha raiz forte, com verniz socialista. Com um histórico de trabalhos pelo PSB de Doutor Arraes e de Eduardo Campos, ele era um médico com espírito público, foi deputado federal por Pernambuco e vereador pelo Recife, chegando a ser presidente da Câmara Municipal. Por toda essa relação partidária e afetiva com nossas principais lideranças, voltou a integrar os quadros do PSB neste ano e me deu a honra de abonar a sua ficha de filiação. Ainda mais recentemente, estivemos juntos na comemoração do aniversário dele. Fará falta, meu amigo. Em nome de seu filho, Daniel, com quem eu falava quase que diariamente, deixo o meu abraço e solidariedade à família." 

Sileno Guedes, presidente estadual do PSB
"O PSB de Pernambuco lamenta a morte do companheiro Vicente André Gomes, que por tantos anos integrou os quadros do nosso partido. Este ano, tivemos o prazer de novamente contar com Vicente nas hostes socialistas. Médico por formação, Vicente foi vereador do Recife e deputado federal, contribuindo por muitos anos com as gestões do PSB. Tinha uma relação com os ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos. Aos seus familiares e amigos, nossos votos de solidariedade"

Geraldo Julio, Prefeito do Recife

"Perda sem tamanho para a política pernambucana a morte do ex-presidente da Câmara Municipal do Recife, Vicente André Gomes. Um homem que como poucos entendeu a luta do povo, como médico e como político, fez jus ao legado de seu pai. Amigo leal e político comprometido, Vicente vai fazer muita falta a “sua” Casa Amarela e ao Recife. Meus mais sinceros sentimentos a toda sua família."

Políticos homenagearam Ênio Cantarelli
Políticos homenagearam Ênio CantarelliFoto: Reprodução/Youtube

A morte do cardiologista Ênio Cantarelli, aos 73 anos, foi lamentada por políticos pernambucanos. Natural de Belém do São Francisco, no Sertão do Estado, o idealizador do Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape) morreu por conta de uma parada cardiorrespiratória.

Por meio de nota, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) lamentou a perda de "um grande nome da medicina" e "acima de tudo, um humanista". "Imortalizado pela Academia Pernambucana de Medicina, doutor Ênio deixa um amplo legado de serviços prestados ao Estado, como fundador do antigo Hospital Unicordis, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, ex-diretor do Hospital Universitário Oswaldo Cruz e como fundador e diretor por oito anos do Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco - PROCAPE, um dos mais modernos hospitais do coração do País e referência em cardiologia de Pernambuco. Quero me solidarizar com seus familiares e amigos neste momento de profundo pesar", afirmou.

Genro de Ênio, o secretário de Turismo e Lazer do Estado, Rodrigo Novaes, prestou homenagem nas redes sociais. “O que eu vou falar desse homem? Um ser humano extraordinário. Um verdadeiro pai. Fez de todos os sertanejos seus primos. Esteve nesse mundo para fazer o bem, fazer amigos, servir ao povo. Um homem de princípios, valores muito firmes. Resistente, forte, sua caminhada foi sempre ao lado de Deus, todo tempo! Dr. Enio mereceu reconhecimento por sua capacidade de realizar e de juntar”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Eriberto Medeiros (PP) também prestou solidariedade aos familiares e amigos do médico. "A medicina pernambucana perde um grande exemplo de profissional, que se engajou em tudo que fez em prol de cuidar das pessoas. Entre seus muitos gestos em favor da sociedade, Dr. Ênio Cantarelli fundou o PROCAPE, foi diretor do Hospital Universitário Oswaldo Cruz e serviu à nossa população, especialmente os mais necessitados, honrando sua profissão, orgulhando a todos nós. Deixamos nossas condolências a seus familiares e amigos".

O episódio foi repercutido ainda pelo senador Humberto Costa (PT). "Triste notícia a da morte do cardiologista Ênio Cantarelli, um grande profissional de Pernambuco e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Tinha uma visão humanizada da medicina e deu grande contribuição nessa área. Meus sentimentos aos familiares e amigos".

O deputado federal Tadeu Alencar lamentou a morte do amigo. "Conviver com ele foi um privilégio para todos os que desfrutaram da sua presença, da sua visão à frente do seu tempo, da sua lealdade e generosidade", afirmou por meio das redes sociais.

O presidente nacional do PSDB, o ex-ministro Bruno Araújo relembrou o tempo em que conviveu com o cardiologista. "Recebi com pesar a notícia do falecimento de Dr Ênio Cantarelli. Convivi de perto com o médico dedicado quando chefiou o departamento médico da Assembleia Legislativa. Professor e referência na cardiologia de Pernambuco deixa inúmeros serviços prestados ao nosso estado. Deixo aqui o meu abraço à família e a seus inúmeros pacientes e amigos neste momento de despedida.”

A presidente estadual da legenda, a deputada Alessandra Vieira também se somou ao reconhecimento da trajetória de Cantarelli. "O PSDB de Pernambuco lamenta o falecimento de Dr Ênio Cantarelli, cardiologista e professor que fez muito a Pernambuco. Registramos aqui a nossa solidariedade à família e seus muitos amigos".

Germano Coelho comandou Olinda por dois mandatos
Germano Coelho comandou Olinda por dois mandatosFoto: Divulgação

O ex-prefeito de Olinda (1977/1980 e 1993/1996), Germano Coelho, morreu aos 93 anos, nesta quarta-feira (15), em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Segundo informações de familiares, o paraibano Germano Coelho estava em casa.

Advogado, educador e humanista, ele também foi professor do curso de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O sepultamento irá acontecer no Cemitério Parque das Flores, no bairro de Tejipio, na Zona Oeste do Recife.

Veja o que os políticos e personalidades pernambucanas disseram sobre o falecimento de Germano Coelho.

Paulo Câmara, governador de Pernambuco

"Foi com um sentimento de profundo pesar que recebi a notícia do falecimento do ex-prefeito de Olinda, Germano Coelho. Humanista e extremamente dedicado à educação, entendia ser essa a única saída para garantir a igualdade social. Fundador do Movimento de Cultura Popular, onde atuou ao lado de figuras como Miguel Arraes, Paulo Freire e Ariano Suassuna, entre tantos outros, Germano era também um grande combatente das injustiças. Prefeito eleito pela primeira vez em plena ditadura militar, lutou bravamente, nas fileiras do MDB, contra o regime de exceção. Neste momento de perda e tristeza, quero me solidarizar com todos os seus familiares e amigos."

Geraldo Julio, prefeito do Recife

"Foi com tristeza que recebi a notícia do falecimento de Germano Coelho, figura cuja biografia é indissociável da cidade do Recife. Humanista, advogado como formação e professor como missão, acreditava na educação enquanto instrumento de transformação social e, na década de 1960, foi fundador do Movimento de Cultura Popular (MCP) ao lado de nomes como Paulo Freire, ambos comprometidos com a missão da erradicação do analfabetismo para a construção de uma sociedade mais justa para todos. Deixa para Pernambuco um enorme legado em torno da cultura, memória, educação e política ao longo de toda uma vida dedicada a servir à sociedade."

Luciano Siqueira, vice-prefeito do Recife

Tristeza pelo falecimento de Germano Coelho — ex-prefeito de Olinda, co-fundador do Movimento de Cultura Popular-MCP, onde atuei como voluntário na minha adolescência. Um guerreiro do bem.

Eduardo Marques, presidente da Câmara Municipal do Recife

"Germano foi meu professor do curso de Direito na Universidade Católica de Pernambuco. Tive a oportunidade de conhecer e conviver com seu jeito afetuoso e sorriso largo. Na política foi um lutador pelas causas populares, prefeito de Olinda por duas vezes. Que Deus possa confortar familiares e amigos, porque temos certeza que ele nos deixa um enorme legado de vida, de amor, fraternidade e compromisso com quem mais precisa", disse Eduardo.

Antonio Campos, presidente da Fundação Joaquim Nabuco 

"Pernambuco perdeu fisicamente um grande humanista, que também foi um grande gestor para a cidade de Olinda. Que o seu legado inspire o futuro."

Marília Arraes, deputada federal

Fui amiga de Germano Coelho, e serei sempre sua admiradora. O amor à educação e cultura, a luta ao lado de Arraes, a dedicação a Olinda e PE, são exemplos que ficam. Concedi a ele o título de Cidadão do Recife. Não deu para entregar pessoalmente, mas ele é sim também recifense!

Wolney Queiroz, deputado federal 

O PDT/PE lamenta o falecimento do ex-prefeito de Olinda, Germano Coelho, que tem uma larga história de lutas em favor das causas populares, da educação, cultura e direitos humanos. Aos familiares e amigos, nossas mais sinceras condolências.

Teresa Leitão, deputada estadual 


Morreu hoje,aos 93 anos,o educador Germano Coelho,ex-prefeito de Olinda,amigo das artes e da cultura. Grande incentivador da juventude,através da capacitação técnica,Germano nos deixa um rico legado de defesa da democracia e fé na vida!Meus sentimentos a Inês e família.#olinda

Sileno Guedes, presidente estadual do PSB/PE

Foi com grande pesar que o PSB de Pernambuco recebeu, na manhã desta quarta-feira (15), a notícia do falecimento do advogado, educador e humanista Germano Coelho, que foi filiado ao Partido Socialista Brasileiro entre 2007 e 2011.

Com uma trajetória marcada pela defesa da educação como uma das possibilidades de transformação social, Germano foi um dos idealizadores do Movimento de Cultura Popular (MCP), instituído na gestão do então prefeito do Recife, Miguel Arraes, que tinha como objetivo conscientizar a população através da alfabetização e educação de base.

Ex-prefeito de Olinda por duas vezes, Germano deixa um legado, um exemplo e um vazio na política e na educação de Pernambuco. A todos os seus familiares e amigos, nossa solidariedade.

João Campos, deputado federal

Instagram deputado João Campos

Instagram deputado João Campos - Crédito: Divulgação/ Instagram


Eriberto Medeiro, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco 

Olinda perde, hoje, um dos nomes mais marcantes da sua história. Advogado, educador, humanista e pensador social católico são alguns dos predicados escolhidos pela imprensa para definir o ex-prefeito Germano Coelho, que esteve à frente do Executivo municipal entre 1977-1980 e 1993-1996. Fundou o Movimento de Cultura Popular, em 1960, trabalhou para que Olinda recebesse o título de Cidade Patrimônio da Humanidade, concedido pela Unesco em 1982. Em nome dos que fazem a Assembleia Legislativa de Pernambuco, externamos nossos sentimentos aos familiares, amigos e aos olindenses que se identificam com a biografia de Germano, um homem que será sempre lembrado pelo trabalho notável que realizou na Política.

OAB-PE

Instagram OAB-PE

Instagram OAB-PE - Crédito: Divulgação 


Marcelino Granja de Menezes, Presidente do PCdoB-PE

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Pernambuco manifesta seu pesar pelo falecimento do professor Germano Coelho na manhã desta quarta-feira (15) ao mesmo tempo em que se solidariza com seus familiares e amigos.

Germano Coelho marcou seus 93 anos de vida pelo respeito ao próximo, pela inteligência e pelo espírito de luta por causas nas quais acreditava, entre elas a da Educação e da Cultura como instrumentos de transformação social e de formação da consciência política do povo. Como ações concretas do seu compromisso com a causa popular se destacam a co-fundação do Movimento de Cultura Popular (MCP), no início da década de 1960, do qual foi o primeiro presidente, e uma profícua atuação como professor universitário.

No MCP reuniu-se a outros idealistas que sob a orientação do então prefeito do Recife, Miguel Arraes, promoveu uma verdadeira revolução nas áreas educacional e cultural atuando junto às escolas primárias da periferia da Cidade, à educação sanitária e à aplicação do método Paulo Freire de alfabetização de adultos, além da criação do Teatro de Cultura Popular, da Galeria de Arte do Recife e de festivais de cinema e dos laboratórios de teatro. O MCP foi extinto pela ditadura militar em 1964 contra a qual exerceu uma contínua resistência.

Advogado, educador, humanista e pensador social católico. Germano Coelho foi prefeito de Olinda em dois períodos: de 1977 a 1980 e de 1993 a 1996. Foi o grande articulador pela elevação de Olinda ao título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade concedido pela Unesco em 1982. Germano Coelho deixa um importante legado para Pernambuco e o Brasil.

Germano Coelho, Presente!

Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB
Carlos Siqueira, presidente nacional do PSBFoto: Foto: Humberto Pradera//Divulgação

O diretório do PSB em Pernambuco emitiu, nesta sexta (10), uma nota de pesar pela morte da irmã do presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, Regina Siqueira Barros.

"Nota de Pesar

Os que fazem o PSB de Pernambuco se solidarizam com nosso companheiro e presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, pelo falecimento da sua irmã Regina Siqueira Barros, nosso companheiro encontre conforto para esse momento de dor".

psb

Crédito: Reprodução Twitter

Falecimento do procurador do Trabalho José Adilson Pereira da Costa, ocorrido na noite desta segunda-feira (10), em Caruaru
Falecimento do procurador do Trabalho José Adilson Pereira da Costa, ocorrido na noite desta segunda-feira (10), em CaruaruFoto: Divulgação

O Ministério Público do Trabalho (MPT) expressa profundo pesar pelo falecimento repentino do procurador do Trabalho José Adilson Pereira da Costa, ocorrido na noite desta segunda-feira (10), em Caruaru. O procurador geral do órgão, Alberto Balazeiro, decretou luto oficial de três dias no âmbito interno da instituição, em todas as Regionais do país.

“Neste momento de imensa dor, prestamos o reconhecimento ao excepcional ser humano e colega que acaba de nos deixar. Adilson deixa contribuição inegável para o Ministério Público do Trabalho por todas as Regionais por onde passou, além de deixar traços indeléveis de amizade, cortesia e simplicidade”, lamentou o procurador geral do Trabalho, Alberto Balazeiro.

Em nota, ele informou que, nesse momento, está tomando todas as providências para amenizar a dor dos familiares, em atuação conjunta com a procuradora-chefe da unidade do órgão em Pernambuco, Ana Carolina Vieira Ribemboim.

Ainda não há informações sobre velório e enterro. Assim que forem definidos, a informação será divulgada pela Assessoria de Comunicação do órgão.

Carreira

Natural de Jaboatão dos Guararapes, o procurador José Adilson integrava os quadros do MPT desde 2007. Antes de chegar a Pernambuco, esteve lotado em cidades do Maranhão, da Bahia e de Sergipe. Desde 2014, após remoção, chegou ao estado pernambucano, estando atualmente lotado em Caruaru. Lá, além de atuar junto às demandas da região, também passou a coordenar grupo nacional de combate a fraudes nas relações de estágio. Antes de ocupar o cargo, foi auditor fiscal do Trabalho, tendo ingressado na carreira em 1995. Tinha especialização em Direito Judiciário e Processo do Trabalho pela Faculdade Boa Viagem e Esmatra VI. Era formado em Administração e em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco.

Edwin faleceu no Rio de Janeiro
Edwin faleceu no Rio de JaneiroFoto: Reprodução Facebook

A Câmara Municipal de Olinda decretou, nesta quinta (6) luto oficial, por três, dias em razão do falecimento do percussionista Edwin Barbosa da Silva Filho, mais conhecido como Edwin de Olinda.

“Edwin de Olinda se destacou entre os percussionistas ao explorar suas influências dos ritmos de nagô, maracatu, caboclinho, ciranda, coco de roda, pastoril, cavalo marinho, maracatu rural e frevo,” justificou o vereador Jorge Federal autor do requerimento.

Edwin Barbosa faleceu na madrugada da quarta-feira no Rio de Janeiro. O músico entrou para a banda de Alceu Valença em 1986, onde permaneceu por 26 anos. Ele chegou a ser imortalizado na faixa “Quando Edwin desce a ladeira”, de Alceu Valença.
Edwin foi agraciado com a Troféu Luiz Gonzaga concedido pela Câmara Municipal por “seu papel relevante no engrandecimento da música e cultura nordestina”.



Gonzaga Patriota é deputado federal pelo PSB
Gonzaga Patriota é deputado federal pelo PSBFoto: Leo motta/Folha de Pernambuco

O deputado federal Gonzaga patriota (PSB-PE) divulgou uma nota de pesar pela morte de seu irmão,  Ercilio Freire dos Santos ,52 anos, assassinado na manhã desta segunda-feira (3), no bairro Antonio Cassimiro, em Petrolina, Sertão de Pernambuco. Segundo a polícia, a vítima tinha ido visitar um sobrinho, ao sair, foi abordado por um homem que chegou em uma bicicleta atirando. Ercílio foi atingidp por diversos tiros e morreu dentro do carro. O criminoso fugiu. O deputado federal Gonzaga Patriota estava em Brasília quando recebeu a notícia, mas já seguiu para Petrolina. Informações sobre velório e sepultamento serão repassadas em breve.

"Nota

Foi com mais profundo pesar e sentimento de tristeza que recebi a notícia da morte do meu irmão, Ercilio Freire dos Santos. Este é um momento de extrema dor e sofrimento que vivemos com toda família e amigos, agarrando-nos a Deus e sendo consolados com a certeza de que Ercílio construiu sua história alicerçado em princípios do bem e lealdade. Agradeço pelas manifestações de condolências de todos e acredito no trabalho da polícia que vai esclarecer o ocorrido o mais breve possível.

Fiquem todos com Deus!

Deputado Federal Gonzaga Patriota"

Ercilio Freire dos Santos foi assassinado na manhã desta segunda-feira.

Ercilio Freire dos Santos foi assassinado na manhã desta segunda-feira. - Crédito: Reprodução / Instagram


Empresário Antônio de Queiroz Galvão, um dos fundadores da empresa Queiroz Galvão
Empresário Antônio de Queiroz Galvão, um dos fundadores da empresa Queiroz GalvãoFoto: Divulgação / Queiroz Galvão

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) e o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB) divulgaram notas de pesar pelo falecimento do empresário Antônio de Queiroz Galvão, na madrugada deste domingo (19), na capital pernambucana. Após sofrer de um aneurisma, o empresário foi internado e não resistiu. 

Leia mais:
Aos 96 anos, morre empresário Antônio de Queiroz Galvão


Confira as notas:

"Foi com muito pesar que recebi a notícia do falecimento do engenheiro Antônio Queiroz Galvão. Filho da Zona da Mata Norte, deixa um legado importante na área da construção civil do nosso Estado e do País. Neste momento, quero me solidarizar com seus familiares e amigos.

Paulo Câmara
Governador de Pernambuco"

"Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do engenheiro e empresário pernambucano Antônio de Queiroz Galvão. Ele foi Diretor de Obras da Prefeitura do Recife e tem sua história de vida ligada ao desenvolvimento de Pernambuco e do Brasil, sendo responsável por criar a construtora responsável por algumas das principais obras estruturadoras que colocaram nosso estado no caminho do crescimento e pela geração de milhares de empregos. Envio meu abraço e profundo pesar para sua família e amigos."

Geraldo Julio
Prefeito do Recife"


assuntos

comece o dia bem informado: