Foram encontrados 229 resultados para "Pernambuco":

Miguel Coelho, prefeito de Petrolina
Miguel Coelho, prefeito de PetrolinaFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

O prefeito de Petrolina Miguel Coelho, decidiu filiar-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Ele confirmou a informação, em primeira mão, em visita ao presidente da Folha de Pernambuco, Eduardo Monteiro, na manhã desta segunda-feira (14), acompanhado de seu irmão, o deputado estadual Antônio Coelho (DEM). Miguel se desfiliou do Partido Socialista Brasileiro (PSB) no primeiro semestre de 2019. Também participaram do encontro os diretores do jornal Paulo Pugliesi (executivo), José Américo Góis (operacional), Mariana Costa (administrativa) e jornalistas da casa. A conversa informal girou em torno dos planos eleitorais para 2020 e 2022, a renovação dos partidos de oposição em Pernambuco, entre outros assuntos da política nacional e local.

Entre as razões que o levaram à decisão de ingressar na legenda, Miguel citou a mudança no comando nacional do partido. "Essa eleição de Baleia Rossi é uma renovação que o partido estava precisando, de uma geração que se encerra e agora começa outra. Até a posição do próprio Raul (Henry) de um afastamento, mesmo que gradativo, mas é uma sinalização", avaliou. "O senador (FBC) tem feito uma grande movimento de filiação de novos candidatos, no interior e na Região Metropolitana, a chegada de Yves agora dá um gás, até pela experiência, é um aprovado aqui. E a postura do senador ser o líder aqui", disse.

Segundo o prefeito, após o revés eleitoral de 2018 em Pernambuco, o campo oposicionista precisa se reciclar. "A oposição em pernambuco saiu diminuída por conta do resultado, isso é inegável. O que precisa agora é que os partido se organizar e se oxigenar em Pernambuco", ponderou.

Miguel Coelho também avaliou a conjuntura política para as eleições municipais de 2020 em Petrolina. "A gente entende que o MDB para Petrolina é um projeto melhor. Hoje tem três  candidatues da oposição, que é Lucas, Odacir e Julio, todas são da base do governador, então, o MDB lá é estratégico", apontou.

Equipe do Governo de Pernambuco vai aprofundar os estudos do impacto desses projetos
Equipe do Governo de Pernambuco vai aprofundar os estudos do impacto desses projetosFoto: Hélia Scheppa

O governador Paulo Câmara recebeu no Palácio do Campo das Princesas, na manhã desta sexta-feira (11), o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros,  o diretor-presidente da Eletronuclear (subsidiária da Eletrobras),  Leonam dos Santos Guimarães, e o senador Fernando Bezerra Coelho. Na ocasião, foram discutidas possibilidades de implantação de novos projetos para geração (fotovoltaica e nuclear) de energia elétrica em Pernambuco. 

"Estamos sempre à disposição do diálogo, sobretudo quando há a possibilidade de avançarmos no desenvolvimento do nosso Estado e na geração de emprego e renda. Nossa equipe vai se debruçar sobre as duas propostas e aprofundar essa discussão com o Ministério de Minas e Energia", afirmou Paulo Câmara, lembrando que há um impedimento para a implantação de usinas nucleares em Pernambuco na Constituição Estadual, que veda esse tipo de empreendimento até que outras fontes de energias sejam esgotadas.

Em relação à proposta energia fotovoltaica, o Ministério de Minas e Energia projeta uma  operação de produção incorporada ao Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), ao longo dos seus Eixo Leste e Oeste.  O investimento, estimado em R$ 12 bilhões, tem o objetivo de aproveitar o potencial de 3,5 GW que a região apresenta para esse fonte de energia.   

Sobre à possibilidade da geração de energia nucelar no Estado, os representantes do Executivo federal detalharam o projeto para a instalação de um usina com esse perfil no município de Itacuruba, no Sertão de Itaparica.  A União projeta novos investimentos na área, por meio de investimento de 30 milhões de dólares - ser realizado por capital privado.

Participaram ainda da reunião ainda os secretários Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), Aluísio Lessa (Ciência, Tecnologia e Inovação) e José Antônio Bertotti (Meio Ambiente e Sustentabilidade) e o Presidente da AD Diper, Roberto Abreu.

Wellington Saraiva ficará no cargo pelos próximos dois anos
Wellington Saraiva ficará no cargo pelos próximos dois anosFoto: Divulgação / MPF


O procurador regional da República Wellington Cabral Saraiva assumiu neste mês a função de procurador regional eleitoral em Pernambuco. Ele foi nomeado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, após ter sido escolhido em eleição interna na Procuradoria Regional da República da 5ª Região, onde atua como membro do Ministério Público Federal (MPF).

Durante o mandato, com duração de dois anos, terá como substituto o procurador regional da República Fernando José Araújo Ferreira. Wellington Saraiva será responsável por coordenar o trabalho do Ministério Público Eleitoral em Pernambuco, que reúne membros do MPF – que integram a Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco (PRE/PE) e atuam perante o Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE/PE) – e do Ministério Público do Estado (MPPE) – que atuam perante os juízes eleitorais, nas diversas zonas eleitorais do estado.

Membro do MPF desde 1995, Wellington Saraiva é bacharel pela Faculdade de Direito do Recife, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e mestre em Direito pela Universidade de Brasília. Foi conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 2011 a 2013 e responsável pela área constitucional no mandato do Procurador-Geral da República Rodrigo Janot. Nos últimos dois anos, atuou como substituto do procurador regional eleitoral Francisco Machado Teixeira.

Segundo Saraiva, a prioridade de seu mandato é aumentar o grau de efetividade do Ministério Público Eleitoral em Pernambuco. “A população tem direito de que o processo eleitoral seja correto, limpo e dentro da lei. Atuaremos na PRE/PE em parceria com os colegas promotores e promotoras de justiça para combater a corrupção eleitoral e as candidaturas fraudulentas e para evitar desrespeito às normas legais que estimulam mais representatividade das mulheres na política”, disse o novo procurador regional eleitoral.

om taxas de juros reduzidas, a iniciativa beneficiar cerca de 40 mil pequenos empresários de Pernambuco
om taxas de juros reduzidas, a iniciativa beneficiar cerca de 40 mil pequenos empresários de PernambucoFoto: Heudes Regis

Com o objetivo de promover a geração de emprego e renda em Pernambuco, o governador Paulo Câmara lançou, nesta quinta-feira (10), o Programa Crédito Popular, que disponibilizará linhas de financiamento de até R$ 3 mil para cerca de 40 mil empreendedores formais e informais de todas as regiões do Estado. O diferencial do programa é uma linha de crédito com juros a partir de 1,49%, mais competitivos que os do mercado e que podem ser pagos em até 12 meses.

Além disso, o financiamento é menos burocrático, uma vez que o crédito poderá ser liberado em até três dias, permitindo que as pessoas tenham acesso aos recursos de forma rápida e simples. A expectativa é de que a iniciativa movimente cerca de R$ 120 milhões, gerando aproximadamente 80 mil empregos diretos e indiretos até 2022.

“Viemos até Caruaru hoje para lançar um programa voltado para o futuro de Pernambuco: o Crédito Popular, que vai oferecer alternativas que podem fazer a diferença na vida das pessoas e que dialogam e ampliam o raio de atuação em favor dos que mais precisam. Estamos em uma crise que insiste em criar um ambiente desfavorável para que as coisas possam acontecer. Por isso, tenho me esforçado para trazer para Pernambuco oportunidades como essa, que dá condições às pessoas que já têm na cabeça ou já em execução seu pequeno negócio, de investirem ou melhorarem e, dessa forma, gerarem mais emprego e renda para Pernambuco”, afirmou Paulo Câmara.

O governador afirmou que 75 pessoas da Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), encarregada de gerenciar o projeto, estarão em todo o Estado, realizando orientações financeiras. “São pessoas preparadas para ajudar, para que o povo tenha a oportunidade de empreender, melhorar seu negócio e sonhar em ter uma condição de vida melhor”, completou.

O programa funcionará da seguinte forma: os agentes de crédito da AGE visitarão os estabelecimentos comerciais e empreendedores individuais para identificar potenciais clientes, mas também é possível fazer o caminho inverso, ligando para a AGE para pedir mais informações sobre o Crédito Popular, através do Disque AGE, no número 0800 0818081, ou consultar o site www.age.pe.gov.br.

De acordo com Marcelo Barros, presidente da AGE, a falta de dinheiro é uma preocupação de quem quer iniciar ou ampliar um negócio. Durante o evento, ele apresentou uma pesquisa indicando que o número de pessoas que trabalham por conta própria passou para 24,3 milhões em agosto deste ano, contra 22 milhões do mesmo período em 2015. “Nessa perspectiva, lançamos o Crédito Popular, favorecendo o pernambucano que quer empreender. Além disso, o governador está cumprindo sua palavra ao criar esse programa”, afirmou.

Para o secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, não restam dúvidas de que o programa irá gerar emprego e renda para os pernambucanos. “Além dos 80 mil empregos estimados, vamos conseguir criar ainda mais postos de trabalho, estimulando a cadeia produtiva”, explicou. Após dialogar com responsáveis por diversos arranjos produtivos no Estado, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, viu a necessidade de assegurar microcrédito dos empreendedores. “Um eixo forte da Missão Desenvolvimento é entender a situação e transformar os pleitos em políticas públicas que fortaleçam essas cadeias”, disse.

Dona de uma lanchonete em Caruaru, Aline Chalegre, de 30 anos, foi uma das primeiras pessoas a se cadastrar, ainda durante o evento, para fazer parte do Crédito Popular. Para ela, o programa será um impulsionador para os pequenos empresários de todo o Estado investirem ainda mais nos seus negócios. “O movimento vem aumentando, então já estávamos pensando em ampliar a lanchonete. O Crédito Popular veio na hora certa, vamos conseguir realizar mais esse sonho e, possivelmente, aumentar a renda da família”, comemorou. Já Paula Dias, 45, também moradora de Caruaru, vende doces e salgados em frente à sua casa, mas sempre pensou em montar um espaço físico para comercializar os quitutes. “Agora, não tenho dúvida de que vou conseguir ter meu próprio negócio”, comemorou.

Sede do Ministério Público do Trabalho
Sede do Ministério Público do TrabalhoFoto: Divulgação


O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, por determinação da Portaria nº 1890/2018, está passando a oferecer serviço local de ouvidoria, que receberá contato tanto de profissionais quanto de usuários do órgão no estado. O que antes era um serviço centralizado na Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), em Brasília, agora passa a ter estrutura local, inclusive com atendimento direto ao usuário.

No MPT em Pernambuco, a Ouvidoria Regional é localizada na sede do órgão, no Recife, e tem como titular a procuradora Débora Tito e como suplentes o procurador Chafic Daher e o analista em Direito Gustavo Bezerra. A mesma portaria que institui o novo setor do MPT estabelece diretrizes para o tratamento de casos específicos, como as ocasiões de queixa de assédio moral ou sexual no âmbito do órgão.

A Ouvidoria Regional também recebe comunicação de críticas, elogios ou queixas através do e-mail [email protected] ou ainda pelo mecanismo do próprio site. O contato com o setor é realizado pelo telefone: (81) 2101-3200, de segunda a sexta, das 8h às 15h. Também é possível agendar atendimento pessoal na sede do órgão.

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, recebeu nesta terça-feira (8) o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes
O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, recebeu nesta terça-feira (8) o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes LopesFoto: Divulgação

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, recebeu nesta terça-feira (8) o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, que trouxe demandas do Estado para melhorias de infraestrutura na região. O ponto focal foi a inserção de mais municípios, como Gravata, Caruaru, Garanhuns, nas próximas etapas do Programa Investe Turismo. A iniciativa, desenvolvida conjuntamente pela Embratur, Ministério do Turismo e Sebrae, tem por meta unir setor público e iniciativa privada para preparar e promover a competitividade de rotas turísticas estratégicas em todo o Brasil. O investimento inicial é de R$ 200 milhões.

Gilson Machado Neto sugeriu que o secretário apresente uma proposta em conjunto com outros representantes estatuais, "para inclusão de maior número possível de municípios na nova etapa do Investe Turismo para, com isso, melhor atender turistas e a população”, destacou o presidente da Embratur. Além disso, Machado Neto falou sobre a importância de destravar o aeroporto de Caruaru, “que não concorre com o de Recife, desafogando toda a região”, completou o presidente.

Segundo o secretário, a companhia Azul Linhas Aéreas já preparou estudos para aumento da malha aérea nacional. “Um deles é o voo diário São Paulo-Recife. Faltam poucos ajustes a serem cumpridos que são exigências da ANAC”, informou o representante do Estado.

De acordo com Alberes Lopes, Pernambuco é o segundo maior produtor de vinhos do Brasil. “Somos um Estado diverso, não atendendo apenas ao turismo de Sol e Praia. Temos municípios para todos os gostos, inclusive para quem busca o frio. A Serra Negra, por exemplo, localizada no município de Bezerros, no Agreste do Estado, a 104 quilômetros do Recife, é conhecida como circuito do frio. Queremos fortalecer estes atrativos para a geração de mais empregos no Estado”, destacou.

Durante a reunião, o secretário apresentou outros pontos de melhoria na região. Ele informou que Fernando de Noronha conseguiu uso gratuito, com o SENAC, para capacitação dos profissionais locais que trabalham na ilha. No momento, são oferecidos três cursos de Gastronomia. Outra novidade é o intercâmbio entre estudantes da Alemanha e de Porto de Galinhas. Além disso, Triunfo e Taquaritinga, regiões produtoras de café, inclusive artesanais, estão na lista de expansão dos produtos brasileiros no exterior. Itaparica, segundo maior produtor de couro caprino e bovino do país, tem, atualmente, convênio com o SEBRAE, também para capacitação da população, que poderá desenvolver produtos a partir desta matéria-prima.

Ao longo da 4ª edição, todas as 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado foram contempladas com seminários
Ao longo da 4ª edição, todas as 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado foram contempladas com semináriosFoto: Hélia Scheppa/SEI

Após percorrer as 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado, a 4ª edição do ciclo de seminários regionais Todos por Pernambuco foi encerrada nesta quarta-feira (09/10), no município de Palmares, na Mata Sul. Ao longo de mais de um mês, a caravana liderada pelo governador Paulo Câmara promoveu um ambiente de construção coletiva entre gestão estadual e população, reforçando a importância do diálogo para a estruturação de um Pernambuco cada vez mais desenvolvido.

Somando todas as rodadas do seminário, cerca de 21 mil interações, entre propostas e apoio às propostas, foram registradas. Todo o material recolhido será sistematizado, servindo como guia para a construção do Plano Plurianual (PPA), documento que contém um plano de médio prazo que orientará as ações do Governo de Pernambuco de 2020 a 2023. No final de outubro, a Secretaria de Planejamento e Gestão divulgará todos os dados consolidados do evento.

“O Todos por Pernambuco representa a presença do Estado, o processo de ouvir a população, ouvir propostas, críticas e sugestões, mas, acima de tudo, olhar o futuro, pensar o que a gente pode fazer. Com essa união, a gente pode conseguir resultados em favor do povo que realmente precisa. Isso foi feito por Eduardo Campos e está sendo feito por nós, e Pernambuco tem conseguido avançar, apesar de tantas dificuldades”, disse Paulo Câmara.

O governador afirmou ainda que o encerramento dos seminários conclui um ciclo importante para o futuro de Pernambuco. "Hoje nós somos referência na Educação; temos programas como o Pacto pela Vida, que vem reduzindo a violência em todo o Estado; o Pacto pela Saúde, que vem diminuindo a mortalidade infantil. Mas sabemos que temos muito o que fazer ainda, e a gente quer construir isso junto com o povo, avançando com todos os parceiros possíveis", finalizou.

Criado em 2007 pelo ex-governador Eduardo Campos, o modelo de escuta popular é realizado tradicionalmente no primeiro ano de cada nova gestão estadual, promovendo um fórum participativo para definir as prioridades de cada região. “Esse é um programa que já foi premiado pela ONU, que é referência no País e que mostra a coragem do governo de vir escutar a população", afirmou o secretário de Planejamento e Gestão e coordenador dos seminários, Alexandre Rebêlo.

Segundo ele, ao longo de todas as rodadas tem sido possível perceber uma realidade diferente em cada local do Estado, o que enriquece o processo de escuta popular. "O governador vem pessoalmente, com todo o seu secretariado, para verificar o sentimento da região e ver o que precisa ser feito, o que precisa ser melhorado. É como a gente sempre diz: quem ouve mais, acerta mais”, acrescentou Rebêlo.

Este ano, duas novidades aperfeiçoaram a maneira com que a população pôde se manifestar no Todos por Pernambuco: a criação das Ilhas de Propostas, com diversos computadores disponíveis para captar as sugestões e apoios; e a cabine de vídeo, onde cada pessoa expressa sua opinião durante 30 segundos. Outra grande inovação foi a possibilidade de participação digital por meio do site www.participa.pe.gov.br, no qual além de registrar uma nova proposta também era possível apoiar alguma sugestão já cadastrada.

Evento ocorre durante todo mês de outubro, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, em alusão ao Dia da Criança
Evento ocorre durante todo mês de outubro, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, em alusão ao Dia da CriançaFoto: Divulgação

Pensando na importância do crescimento da criança no período da primeira infância, o Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, realiza em todo mês de outubro, a 1ª Jornada de Desenvolvimento Infantil de Pernambuco, no prédio anexo da pasta, localizada na Rua Gervásio Pires. Com o objetivo de fomentar e fortalecer as políticas públicas de prevenção e enfrentamento às violações contra crianças e adolescentes no Estado, as palestras serão realizadas semanalmente, nos dias 10, 17, 24 e 31 de outubro, tendo como convidados Doutores, Mestres e Especialistas na área. O encontro é realizado através da Secretaria Executiva de Criança e Juventude, da SDSCJ, por meio do Programa Atenção Redobrada o qual é desenvolvido na Gerência da Criança.

“O desenvolvimento infantil é parte essencial do desenvolvimento humano, principalmente no que diz respeito aos primeiros anos de vida, momento em que é moldada a arquitetura cerebral, a partir da interação entre herança genética e influências do meio em que a criança vive. O intuito é trazer à reflexão essa temática junto com profissionais, estudantes e a público em geral”, explica o gerente de políticas para a criança da SDSCJ, Macdouglas de Oliveira.

Segundo Macdouglas, compreender os fatores de risco e promover os fatores de proteção ao desenvolvimento infantil é de fundamental importância para promoção da saúde integral da criança, assim como entender as peculiaridades motoras, intelectuais e sociais. “Eventos como esse auxiliam aos profissionais que trabalham junto à infância e adolescência a atuar preventivamente. Vamos tratar de diversos temas de interesse desses profissionais como violência, inclusão, sexualidade e desafios”, afirma o secretário, Sileno Guedes.

A abertura será no próximo dia 10, às 9h30, com o tema “O desenvolvimento da criança com deficiência: inclusão e desafios” com os palestrantes, Pompéia Villachan Lyra, psicóloga especialista na área de transtornos do neurodesenvolvimento com ênfase em microcefalia; e Flávia Veras, coordenadora do Programa Olhar Para as Diferenças. Na ocasião, ocorrerá o lançamento do livro: “Guia Prático para Profissionais da Educação: estimulação precoce para desenvolver crianças com microcefalia”, juntamente com as palestras “Primeiríssima infância, neurociência e plasticidade cerebral”, às 10h, e a discussão, às 11h, sobre "A criança com deficiência: Inclusão e Desafios”.

Na semana seguinte, no dia 17 de outubro, será a vez da SDSCJ falar sobre “Desenvolvimento Infantil, Aspectos, Fatores e Neurociência: A criança em foco”. Às 10h, Macdouglas de Oliveira, que também é psicólogo e especialista em política de Assistência Social, ministra palestra sobre “As singularidades existentes nas questões relativas ao desenvolvimento infantil”. Já às 11h, será a vez da psicóloga e especialista em desenvolvimento atípico, autismo e educação inclusiva, Emmanuelle Chaves, debater sobre “O Desenvolvimento Infantil e o Transtorno do Espectro Autista- TEA”.

No dia 24 de outubro o tema a ser discutido será “Desenvolvimento Infantil e violência, impactos e consequências: Precisamos falar sobre isso”. Nesse dia, a psicóloga, Rafaela Paula, especialista em saúde mental e dependência química, junto com a assistente social e especialista em gênero, desenvolvimento e políticas públicas, Rosana França, vão conversar sobre “Os impactos da violência no desenvolvimento psíquico” e “Prevenção e enfrentamento das violações da infância no Brasil”, respectivamente.

Fechando a programação, o último dia do evento, no dia 31 de outubro, será sobre “Desenvolvimento infantil, Sexualidade e Direitos sexuais e reprodutivos: Quebrando Tabus”. No microfone, os especialistas Adriana Duarte e Márcio Rubens, que vão conversar sobre “Desenvolvimento sexual infantil” e “Direitos sexuais e reprodutivos na adolescência”. O evento é gratuito.



Serviço:

I Jornada de Desenvolvimento Infantil de Pernambuco

Datas: 10, 17, 24 e 31/10

Horário: das 9h30 ao meio-dia

Local: Auditório da ProRural

Endereço: Rua Gervásio Pires, 399, Boa vista

O Papo Reto sobre Prevenção à Violência é um evento formatado para deixar convidados e público à vontade: a ideia é falar sobre prevenção a partir da experiência dos convidados, através das primeiras perguntas. O debate, nesta segunda-feira (7),  contou com a participação do deputado federal João Campos (PSB) o presidente da Central Única das Favelas (Cufa), Preto Zezé, e a secretária executiva de Esportes do Recife, Yane Marques. O evento começou falando sobre armamento e terminou no passinho, a dança popular entre os adolescentes.

O secretário de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas, Cloves Benevides, fez a mediação do Papo Reto. “Nós queremos apresentar visões de pessoas com conteúdo, mas queremos muito ouvir vocês”, disse, logo no início, ao passar o microfone para cada uma fazer as apresentações aos cerca de 200 estudantes, jovens da Funase e militantes de coletivos juvenis.

O deputado João Campos falou das posições que tem defendido na Câmara dos Deputados com temas relacionados à flexibilização do acesso às armas e do projeto, de sua autoria, que dá ao juiz a faculdade de retirar a arma do marido ou companheiro identificado como agressor. “Eu defendo mais livros para todos, não mais armas”, disse.

O presidente da Cufa, Preto Zezé, direcionou suas apresentações para sua experiência de militante em comunidade pobre, a favela das Quadras, em Fortaleza, com uma vivência semelhante à de outras comunidades no país, e também sobre o preconceito. “Nós precisamos de uma nova cultura, de um novo posicionamento para acabar com racismo contra negros, mulheres, gays e pobres”, defendeu.

A secretária executiva de Esportes, Yane Marques, disse que a ampliação da pauta esportiva, junto das escolas, é uma estratégia de educação. Citou como exemplo os Estados Unidos, país que utiliza intensamente os esportes nas escolas. “As armas que precisamos são bolas, raquetes, quadras, pistas e piscinas. Aí teremos esportes e educação”, argumentou.

Os estudantes de dez escolas públicos, adolescentes da Funase e líderes de coletivos juvenis foram para ouvir e protagonizaram vários momentos. O adolescente Jefferson, da EREM Trajano de Mendonça, usou poesia: “Onde não há arte, a violência vira espetáculo”. O Osvaldo, da mesma escola, quis ouvir do Preto Zezé a defesa do passinho.

Entre debates sobre preconceito, críticas à educação, armamento e racismo, chegou, meio ao acaso, o passinho, no momento de total descontração ao final do Papo Reto sobre Prevenção à Violência. Dois estudantes da Trajano de Mendonça subiram ao tablado e tentaram ensinar para o deputado federal João Campos, Preto Zezé e Yane Marques como se dança o passinho.



Evento – O Papo Reto sobre Prevenção à Violência é parte do Programa Juventude Presente. Serve para oferecer novas visões aos jovens, estimular a cultura de paz, mas também é útil como fonte de informações sobre o que a nova geração quer. Os eventos são diferentes a cada edição. O primeiro Papo Reto contou com o rapper MV Bill, o arte educador Galo de Souza e o juiz da infância e juventude de Caruaru, José Fernando Santos de Souza. Juntou cerca de 300 estudantes do ensino médio e líderes juvenis.

Outros eventos, no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Garanhuns e Caruaru já reuniram mais de 3 mil jovens. Em Garanhuns, o Papo Reto foi todo de convidadas e mediadora mulheres. O debate teve um recorde de gênero e se integrou o Festival de Inverno da cidade. Em Caruaru, o cordelista Jénerson Alves, professora Nayara Sousa e youtuber Savinho atraíram mais de 700 estudantes. Outras edições reuniram jovens em Jaboatão dos Guararapes e no Ibura, Recife.

papo reto

Evento do Programa Juventude reuniu mais de 200 estudantes e militantes juvenis na Estação Central para ouvir João Campos, Preto Zezé e Yane Marques 

A XII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco segue até o próximo domingo
A XII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco segue até o próximo domingoFoto: Hélia Scheppa/SEI

O governador Paulo Câmara visitou, neste domingo (06.10), a XII Bienal do Livro de Pernambuco, que traz como tema nesta edição “Histórias para Resistir”, e acontece até o próximo domingo (13.10), no Centro de Convenções. Acompanhado do secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto, e de Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe, o chefe do Executivo Estadual circulou pela feira cumprimentando os frequentadores e marcou presença no estande da Companhia Editora de Pernambuco – CEPE.

“[A Bienal] Mostra para a juventude, para os pernambucanos e para todos que vêm aqui a força da nossa literatura, a importância de ler, de estar sempre buscando pensar mais no futuro e no passado, e tirar lições deles”, afirmou o governador, avaliando esse movimento de forma positiva e construtiva.

“É uma grande atividade em favor do livre pensar, da busca para diminuir desigualdades. E para os nossos jovens terem ciência do que aconteceu, do que está acontecendo, e saberem que lendo, estudando e se dedicando, eles vão poder fazer as transformações que o nosso País e o nosso Estado precisam”, concluiu Paulo Câmara.

A Bienal acontece durante dez dias, trazendo atividades, oficinas e palestras e promovendo uma verdadeira imersão cultural, com o objetivo de celebrar a literatura, entre outras formas de linguagens artísticas, como a música e a dança. Ao final da visita, o governador Paulo Câmara participou, juntamente com a economista Tânia Bacelar e o senador Humberto Costa, do painel “Desafios e oportunidades na economia do Nordeste e do Brasil”.



comece o dia bem informado: