Foram encontrados 61 resultados para "Eleições 2020":

Ex-deputado federal e um dos pré-candidatos do PSOL à Prefeitura do recife, Paulo Rubem Santiago
Ex-deputado federal e um dos pré-candidatos do PSOL à Prefeitura do recife, Paulo Rubem SantiagoFoto: Caio Danyalgil/Folha de Pernambuco

O ex-deputado federal e pré-candidato do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) à Prefeitura do Recife em 2020, Paulo Rubem, lançou o manifesto pela sua candidatura nesta sexta-feira (13), no Recife Antigo Hostel, no bairro do Recife. “Precisamos apresentar uma candidatura com um programa antirracista, antipatriarcal, radicalmente democrático, anticapitalista e antiproibicionista”, disse o pré-candidato.

Paulo Rubem afirmou que o objetivo do manifesto é fazer com que os recifenses reflitam sobre o que a cidade é hoje. "Queremos convocar a população do Recife, que tem o poder de votar e escolher os seus governantes, a refletirem sobre a oportunidade de construir um novo projeto de cidade. Do ponto de vista da política urbana, da construção ambiental, da saúde educacional e da cultura, que não é só o carnaval e as festas ou o bairro do Recife", expressou.

Rubem ressaltou que o partido ainda está em processo de diálogo interno sobre a candidatura. "Esse processo deve se aprimorar até o fim do ano. A perspectiva é termos uma candidatura unitária e sair em busca de uma aliança, para conformarmos uma frente de esquerda, com partidos que já disputaram eleições conosco, como, especialmente, o PCB". Ele também falou que pretende discutir com a União Popular, que acabou de obter o registro do estatuto e do órgão de direção nacional do partido, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e "com outras forças e movimentos que queiram construir um Recife diferente".


Doriel Barros
Doriel BarrosFoto: Divulgação

O novo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Pernambuco, Doriel Barros participou do programa Folha Política desta sexta-feira (13). Na ocasião, questionado sobre o lançamento de um nome para a Prefeitura do Recife nas próximas eleições, o presidente salientou que uma candidatura do partido não teria a intenção de quebrar a aliança com o PSB. "Se houver essa possibilidade de candidatura no Recife eu não vejo motivo para quebrar essa aliança", comentou sobre a parceria com os partidos de esquerda em Pernambuco.

A posse do presidente, marcada ainda para esta sexta-feira (13), a partir das 16h, no auditório Senador Sérgio Guerra, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Lideranças políticas de todas as regiões do estado, além de movimentos e organizações sociais e sindicais já confirmaram presença. Questionado sobre o que muda com seu nome na presidência, Doriel explicou que o objetivo é aumentar a representação do partido e aliados nos municípios. "Nosso objetivo é buscar ampliar nossa representação, principalmente nas eleições do próximo ano", contou. Para ele, o país já começou a se desvencilhar das negativas levantadas durante as eleições presidenciais. "A gente começa a perceber que a sociedade começa a despertar e ver que realmente o PT melhorou a vida do povo brasileiro durante esses anos no governo", comentou.

"A direita vai ter que suar muito para tomar o poder da esquerda aqui em pernambuco", contou o líder. Diante do cenário federal, Doriel confia na força de indicação do ex-presidente Lula. "A maioria do povo ainda reconhece o PT como um partido mais forte. Então todo esse legado do PT nos dá uma condição de participar das eleições do ano que vem com mais força.

Ouça e compartilhe:


Ex-prefeito deverá ser o candidato majoritário do MDB na disputa municipal de 2020
Ex-prefeito deverá ser o candidato majoritário do MDB na disputa municipal de 2020Foto: Divulgação

Ex-prefeito de Água Preta, na Mata Sul de Pernambuco, Paulo Barreto oficializou seu ingresso no MDB-PE, ontem (12) à noite. Em um ato bastante prestigiado, na Câmara de Vereadores da cidade, o presidente estadual do partido, deputado Raul Henry, assinou a ficha de filiação de Barreto. O novo emedebista se prepara para disputar novamente a Prefeitura de Água Preta, nas eleições municipais de 2020.

Em seu discurso, Raul não poupou elogios ao pré-candidato e mostrou confiança na vitória de Barreto. “Precisamos de uma pessoa com disposição para trabalhar, uma pessoa de bem, que inspire confiança na população. Essa pessoa chegou e nós vamos estar ao lado dele, para fazer de Paulo prefeito de Água Preta. Ano que vem nós vamos para a rua, porque nós temos aqui um candidato vencedor”, afirmou.

O dirigente do MDB falou, ainda, do fortalecimento do partido em 2019. “Pela história que o MDB tem, pela credibilidade que o MDB tem em Pernambuco, nós temos sido muito procurados por pessoas que querem se filiar e disputar as eleições no próximo ano. Já temos mais de 100 municípios em Pernambuco em que temos pré-candidato ou candidaturas mais ou menos alinhavadas”, comemorou.

O ato de filiação de Paulo Barreto ao MDB contou com a presença do deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), além de várias lideranças da Mata Sul, entre as quais os vereadores Neto da Usina e Minel, o ex-vereador Dr. Evandro Arraes e Dr. Gaudêncio.

Condado - Hoje (13) à noite, Raul Henry segue para Condado, na Zona da Mata Norte, para filiar a pré-candidata a prefeita Andréia Quental. Na oportunidade, também será inaugurada a sede do partido no município.

Eriberto Quental, Andréia Quental e Raul Henry
Eriberto Quental, Andréia Quental e Raul HenryFoto: Divulgação

Dando continuidade ao projeto de fortalecimento do MDB-PE, o presidente estadual do partido, deputado federal Raul Henry, seguirá para a Zona da Mata Sul, nesta quinta-feira (12) à noite. Em Água Preta, ele participará do ato de filiação à sigla do ex-prefeito do município Paulo Barreto. O evento terá início às 19h, na Câmara de Vereadores da cidade. Paulo Barreto planeja disputar novamente Prefeitura de Água Preta, em 2020.

Já na sexta-feira (13), Raul estará em Condado, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Lá, ele assinará a ficha de filiação da pré-candidata à prefeita da cidade Andréia Quental. O ato está previsto para começar às 19h, na nova sede do MDB de Condado.

“Estamos trabalhando para termos o maior número de candidatos possível nas eleições do ano que vem. E o caminho que trilhamos neste sentido, ao longo de 2019, foi bastante positivo”, comemora o presidente do MDB-PE.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail escola_legislativo@alepe.pe.gov.br
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail [email protected]Foto: Divulgação

A divulgação de conteúdos falsos nas redes sociais e em outros canais digitais nas disputas municipais de 2020 deve ser um dos maiores desafios na eleição do próximo ano. E o tema será destaque na última edição do curso “Eleições 2020 – Novas Regras”, promovido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A capacitação, que teve um total de 12 encontros, será realizada nesta quinta-feira (12), no Recife, no auditório Sérgio Guerra na Assembleia Legislativa, das 13h às 17 horas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail [email protected]

O ex-corregedor do TRE-PE Alexandre Pimentel falará sobre o “Combate à Desinformação Eleitoral” na palestra prevista para começar às 16h05. Outro tema que deve pautar fortemente as eleições 2020 é o da importância das candidaturas femininas que será abordado pela advogada Carolina Rosendo (15h35).

O curso Eleições 2020 tratará ainda da “Extinção das Coligações” com o diretor-geral do TRE-PE, Orson Lemos (13h30); da “Prestação de Contas” com o chefe da seção de auditoria de contas partidárias do TRE, Marcos Andrade (14h05); e para finalizar as “Expectativas para 2020” com o diretor da Escola Judiciária Eleitoral do TRE, Delmiro Campos (16h35).

Serão contemplados municípios como Abreu e Lima, Araiçoaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Fernando de Noronha, Goiana, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão, Moreno, Olinda, Paulista e São Lourenço da Mata.
[15:31, 11/12/2019] Analu Alepe: A programação desta etapa é a seguinte:

13h - Abertura

13h30 às 14h - Extinção das Coligações - Orson Lemos - Diretor Geral do TRE-PE

14h05 às 15h - Prestação de Contas - Marcos Andrade - Chefe da Seção de Auditoria de Contas Eleitorais Partidárias do TRE-PE

15h35 às 16h - Importância das Candidaturas Femininas - Carolina Rosendo - Advogada

16h05 às 16h30 - Combate à Desinformação Eleitoral (Fake News) - Alexandre Pimentel - Ex-corregedor do TRE-PE

16h35 às 17h - Expectativas para 2020 - Delmiro Campos, Diretor da Escola Judiciária Eleitoral, do TRE-PE

Para as Eleições 2020, o partido Progressitas,  está  construindo uma grande frente política no estado de Pernambuco
Para as Eleições 2020, o partido Progressitas, está construindo uma grande frente política no estado de PernambucoFoto: Divulgação

O partido Progressistas lança pré-candidato a prefeito na cidade de Belo Jardim. O deputado federal e presidente da sigla, Eduardo da Fonte, junto com o deputado estadual delegado Lessa, filiaram Dr. Evandro Mauro e seu grupo político.

O pré-candidato Evandro Mauro é advogado, psicanalista e pretende, junto ao Progressistas, montar uma forte chapa para chegar ao comando da prefeitura de Belo Jardim, Evandro irá focar seu trabalho na renovação política e na geração de oportunidades para o povo de Belo Jardim.

Para as Eleições 2020, o partido Progressitas, está construindo uma grande frente política no estado de Pernambuco, lançando candidaturas importantes em todas as regiões do estado.

Romildo Gomes Neto (C) já foi vereador da cidade do Recife por um mandato
Romildo Gomes Neto (C) já foi vereador da cidade do Recife por um mandatoFoto: Divulgação

O presidente do PP, deputado federal Eduardo da Fonte, filia o pré-candidato Romildo Gomes Neto. Gomes já foi vereador da cidade do Recife por um mandato, e assume também uma cadeira no diretório do PP no Recife. Sua história na política vem de berço, pois seu avô e pai já foram vereadores da cidade do Recife. "Sou compromissado com a melhoria da qualidade de vida do povo Recifense e das classes menos favorecidas. Quero manter o legado da minha família vivo", enfatizou Romildo.

O Progressistas vem se fortalecendo cada vez mais para a eleição municipal do Recife, almejando fazer 10 vereadores.

Prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), em entrevista à Rádio Folha
Prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), em entrevista à Rádio FolhaFoto: Alfeu Tavares / FolhaPE

O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), após entrevista ao programa do Bocão na Rádio Folha (FM 96,7), na manhã desta quarta-feira (4), conversou com a reportagem da Folha de Pernambuco sobre as perspectivas para as eleições municipais de 2020. Segundo o socialista, o debate nacional deve pautar as campanhas pelo País.

"Eu acredito que o debate nacional vai fazer parte de todo o processo eleitoral do país em todos os municípios brasileiros. São cerca de 5.600 municípios e, em todos, o debate nacional sem dúvida nenhuma vai acontecer porque é um governo que tem uma posição muito demarcada de governar contra a população, sobretudo a população mais pobre", avaliou.

Geraldo acredita que a perda dos direitos sociais e a falta de políticas sociais serão levadas à reflexão para o eleitor. "É uma eleição que certamente vai discutir quem está com o povo e quem é contra o povo. Essa, certamente, será uma das discussões mais importantes que vai acontecer em 2020", disse o prefeito.

Leia também:
Geraldo faz balanço da gestão e critica Bolsonaro: 'Governa de costas para o povo'
Geraldo Julio destaca importância do debate sobre mudanças climáticas


Eleições 2020
Apesar de o PSB já trabalhar o nome de João Campos para a sucessão municipal no Recife e de outros partidos aliados em 2018 terem se colocado na disputa, o prefeito preferiu não antecipar o debate sobre a eleição. "É muito cedo para discutir ainda a articulação política. O PSB e a Frente Popular têm uma tradição de fazer isso mais perto do processo eleitoral, sobretudo nesse tempo de uma crise prolongada, em que as pessoas estão desempregadas, precisando de renda e de trabalho. O foco agora é na gestão, no trabalho", afirmou.

Sobre a manutenção da aliança com PT que se consolidou em 2018, apesar do desejo da deputada federal Marília Arraes (PT) de sair candidata no Recife -, reforçado pela presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann -, Geraldo disse que a postura do PSB será de tentar agregar os partidos, mas não interferir nas decisões de cada agremiação. "O comportamento do PSB nas articulações que vão acontecer vai ser igual a todas as vezes que a gente fez. A gente convida a todos que fazem parte da Frente Popular a participar do processo eleitoral conjuntamente e cada partido toma a sua decisão. E, em 2020, será assim de novo. Mas não fizemos nenhuma conversa ainda sobre a eleição de 2020", disse.

Zé Gomes é secretário Estadual de Organização partidária
Zé Gomes é secretário Estadual de Organização partidáriaFoto: Divulgação

O PSOL e as eleições municipais no Recife em 2020, protagonismo, independência e apresentação de um modelo alternativo de cidade com um programa anticapitalista.*

Zé Gomes

Secretário Estadual de Organização partidária

Executiva Estadual do PSOL Pernambuco


A coragem de afirmar o PSOL como projeto independente na esquerda, de resistir às pressões por atrelamentos automáticos e sem programa com setores que apesar da localização política e social são responsáveis pelo atendimento das demandas da elite e ataques aos direitos da população conquistados por décadas de luta e auto organização.

A coragem de absorver elaborações, construir parceria na visibilidade e aceitar o protagonismo na apresentação e defesa das pautas de setores que não se organizam nos espaços e formatos que a velha esquerda reconhece e tenta impor como correto.

A coragem de apresentar um programa sem conciliação de classe e defender que não construiremos um Governo de todxs e sim um Governo dos e das que lutam para e necessitam viver livres da opressão, de trabalhadores e trabalhadoras e de quem luta pela construção de uma cidade baseada em outro modelo, um modelo de cidade para as pessoas, com práticas e políticas públicas anticapitalistas, emancipadoras e ecologicamente sustentáveis.

Estamos em um momento de mudança na situação política, mudança essa que tem como marco e é causa e, ao mesmo tempo, efeito da eleição de Bolsonaro à presidência.

Essa mudança é para um regime político mais duro, com ataques à educação, à ciência e à arte, e limitações aos espaços democráticos e livres da sociedade. Hoje, a qualidade da democracia no Brasil é inferior à do período anterior, o Governo Bolsonaro tem como essência um projeto autoritário e ultra neoliberal.

Conjuntura e características do Governo protofascista, que representa o setor fascista da sociedade e se unifica com a totalidade da elite na pauta ultra neoliberal, terão profundo impacto tanto no processo eleitoral, levando ele para a polarização, nacionalização do debate e contraposição de projetos de sociedade, como em nossa participação, tal situação terá que refletir no programa, características e finalidades de nossa candidatura.

Temos consolidado o entendimento que necessitamos construir um recife que não existe, um Recife justo, igualitário, inclusivo, diverso, democrático, libertário e ecologicamente sustentável.

Precisamos apresentar candidatura e programa que sejam de conjunto, e que em todas as propostas, posições e ações tenham sentido e essência antirracista, antipatriarcal, radicalmente democrático, anticapitalista e antiproibicionista.

Como características da candidatura do PSOL, temos que ter inicialmente:

1 - O entendimento e a defesa do PSOL como protagonista, com independência e sem atrelamento ao projeto petista, a necessária defesa da democracia não se confunde com a anuência ou chancela ao ciclo de governos petistas que atenderam à elite econômica, atacaram direitos, executaram um projeto agressor ao meio ambiente e aos povos originários, não tiveram a firmeza na defesa das pautas de liberdades civis e estiveram como parceiros dos setores que historicamente sugaram as finanças do estado brasileiro durante o ciclo dos mega eventos e nos grandes projetos de infraestrutura no país.

2 - Firmeza no balanço do papel já cumprido pela frente popular e individualmente pelos partidos que a compõem, tanto nas gestões das grandes cidades de Pernambuco, como no governo estadual.

3 - Que não lamente e sim condene a opção consciente do pt e do pc do b de estarem como aplicadores e elaboradores da política do governo estadual e municipal, externando toda responsabilidade que esses têm no balanço de suas gestões.

Unidade como o novo, reconhecemos a importância da esquerda partidária, em especial das organizações socialistas. Porém não nos eximimos de localizar com prioridade hierárquica a necessidade de unidade no processo eleitoral com a esquerda social que tem feito luta constante na cidade do Recife.

Coletivos, organizações, redes, fóruns, frentes, articulações digitais e ativistas individuais que estão para além da legalidade partidária e organicidade do movimento social clássico.

Esquerda social em que parte significativa defende pautas dos oprimidos por séculos que só conseguiram afirmar seu protagonismo e representatividade nas últimas décadas, ao se libertar dos velhos e limitantes formatos de organização e participação política; bem como setores que defendem pautas contemporâneas e de grande emergência, mas que só as tem conseguido defender ao manter distância segura do formato e limitações que as velhas organizações políticas tentam impor como correto.

O Recife Arretado como parte da elaboração do programa.

Somos parte da articulação do Recife Arretado, iniciativa que tem se mostrado exitosa na amplitude de ativistas envolvidos e nas ações realizadas, permitindo experiências e acúmulos coletivos. A recente roda de diálogo na Associação Beneficente dos Cegos do Recife mostrou que as necessidades imediatas de diferentes segmentos da sociedade são de escuta e participação na elaboração e execução das ações da municipalidade.

A primeira etapa pública do Recife Arretado teve como centro uma enquete, que apurou a Mobilidade, com os elementos que engloba, como a pior característica/serviço da Cidade do Recife. Por anos temos sido a capital com mais tempo gasto por Quilômetro no percurso casa-trabalho/trabalho-casa, o sistema de transporte público metropolitano é caro e ineficiente, uma cidade onde as intervenções do poder público buscam atender ao transporte motorizado privado, em que as intervenções que alcançam o transporte coletivo sempre favorecem as empresas privadas de transporte. Uma cidade moldada para carrocracia, onde os outros modais são só peça publicitária.

O rechaço do atual modelo de cidade.

O resultado da enquete confirma a ideia central em nossa intervenção, precisamos construir uma cidade organizada a partir de um outro modelo, um modelo de cidade para as pessoas. No nosso programa precisamos ter a luta pelo direito à cidade como central.

Luta pelo direito à cidade é a luta por democracia

"O direito à cidade é muito mais que a liberdade individual de ter acesso aos recursos urbanos: é um direito de mudar a nós mesmos, mudando a cidade. Além disso, é um direito coletivo e não individual, já que essa transformação depende do exercício de um poder coletivo para remodelar os processos de urbanização."

David Harvey

A construção de outro modelo de cidade necessitará de democracia real, concretizada em espaços e mecanismo de escuta e definições sobre as ações da gestão, participação popular e controle social na elaboração e aplicação de políticas públicas e definições orçamentárias, são as medidas que podem permitir tal construção.

“(Recife)...Metade roubada ao mar,

Metade à imaginação,

Pois é do sonho dos homens

Que uma cidade se inventa.”

Carlos Pena Filho

Como escreveu o recifense Carlos Pena Filho, o poeta do azul, sonhos constroem as cidades. Infelizmente em seus quase 500 anos o Recife tem sido construído por sonhos de exploração, injustiça e opressão, a elite que assim sonhou, sugou suor, sangue e vida de homens e mulheres que construíram nossa castigada cidade. Sonhar não tem sido permitido no Recife para quem nela vive, trabalha e luta.

"Num mundo marcado por aquecimento global, desigualdades crescentes e crises, o socialismo tornou-se mais atual do que nunca."

Sâmia Bomfim, Deputada Federal, PSOL-SP

Viver é melhor que sonhar!

Apresentar um projeto exequível e anticapitalista é uma necessidade. Propor para o Recife uma possibilidade diferente de organização da sociedade, uma alternativa à exploração, à destruição da natureza e às opressões, que são a lógica do capitalismo, deve ser finalidade da participação do PSOL no processo eleitoral e centro para viabilização das vitórias políticas e eleitorais. Como escreveu a companheira Sâmia Bomfim em recente artigo: "É preciso falar de socialismo ...não há “humanização” a se esperar do capitalismo."

Não menos importante é que todos esses apontamentos e indicativos necessitam não apenas definir as questões relativas à Candidatura do PSOL para a Prefeitura da Cidade do Recife, a chapa de candidatos e candidatas à Câmara de Vereadores é parte fundamental para a apresentação do PSOL no processo eleitoral, temos que direcionar esforços para ampliação da bancada, o trabalho do mandato de Ivan Moraes mostra que se aumentarmos nossa bancada teremos uma intervenção mais profunda e próxima à população. O enraizamento do PSOL em Recife e sua consolidação como parte da vida política nacional nos coloca com grandes possibilidades para a construção de uma bancada ainda mais expressiva na câmara.

É necessário agradecer aos companheiros e companheiras que apontaram meu nome como possível candidato do PSOL à Prefeitura do Recife, o secretário geral nacional do PSOL, Leandro Recife; Thiago Carvalho, presidente do PSOL Recife; Áurea Cisneiros, dirigente municipal; Fran Silva, Dayson Caetano e Áureo Cisneiros, foram essenciais para que uma reflexão coletiva e militante organizasse nossa intervenção.

Um chamado à responsabilidade do PSOL!

O PSOL perderá muito ao não definir rapidamente o nome que irá apresentar seu programa no processo eleitoral. Durante o debate entre os pré candidatos do partido, ocorrido no dia 08 de Novembro, retiramos nosso nome, apostamos na unidade e que por consenso as forças da direção partidária definam o candidato, dos nomes postos o do companheiro Paulo Rubem passou a ser o por nós defendido. Além de ser o único dos nomes postos que possibilita a construção do consenso, Paulo tem todas as qualidades e características necessárias para representar o PSOL.

Fazemos um chamado público para que centremos o debate no programa e apresentemos imediatamente Paulo Rubem como candidato de consenso da direção partidária.

Por uma campanha pelo Socialismo e pela Liberdade!

Justiça para Marielle Franco e Anderson Gomes!

O professor e ambientalista Marcelo Rodrigues aproveitou a posse do novo Diretório Municipal do PT, na noite deste sábado (30), para oficializar o seu ingresso no partido.
O professor e ambientalista Marcelo Rodrigues aproveitou a posse do novo Diretório Municipal do PT, na noite deste sábado (30), para oficializar o seu ingresso no partido.Foto: Divulgação

O professor e ambientalista Marcelo Rodrigues aproveitou a posse do novo Diretório Municipal do PT, na noite deste sábado (30), para oficializar o seu ingresso no partido. Segundo ele, o ideia de fazer parte da legenda vinha amadurecendo há algumas semanas junto à alguns membros do partido. O fato de Leo Bulhões ter assumido a presidência da sigla acabou sendo um divisor de águas para que Rodrigues tomasse a decisão.

“Essa tendência de mudança de um novo coletivo do partido dá sinais de que o PT finalmente vai seguir um rumo de consolidação enquanto partido”, disse Marcelo. Sobre as eleições municipais, ele acredita que a sigla pode contribuir com um novo projeto para a cidade. “Eu espero que essa construção de partido já mostre ao povo de Caruaru que teremos uma cara de um partido de luta, que vai estar ao lado do povo e do lado dos anseios de mudança e melhoria da qualidade de vida do povo de Caruaru”, completou.

Rodrigues já ocupou a Secretaria Executiva de Assuntos Jurídicos da Prefeitura do Recife e, posteriormente, foi titular da Secretaria de Meio Ambiente, sendo responsável por iniciar o processo das ciclovias na capital pernambucana, além da Via Mangue, que contribuiu com o processo de mobilidade na Zona Sul da cidade. Ele é ligado ao advogado e também petista Cláudio Ferreira, que iniciou o programa de governo da pré-campanha de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco.

assuntos

comece o dia bem informado: