Foram encontrados 12 resultados para "Mulheres":

Uma das principais ações é a criação do Primeiro Encontro de Mulheres do Sistema Confea-Crea em Pernambuco
Uma das principais ações é a criação do Primeiro Encontro de Mulheres do Sistema Confea-Crea em PernambucoFoto: Divulgação / Crea-PE

O Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, tem no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco, uma série de eventos, para os diferentes públicos, celebrando as conquistas das mulheres nos cenários sociais, políticos e econômicos ao longo dos anos, junto a colaboradores, conselheiros e profissionais ligados ao Crea-PE no Estado.

Em sintonia com o Sistema Confea/Crea, a agenda se pauta no objetivo 5, dos ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que trata da Igualdade de Gênero, e vem fortalecer o Programa Mulher, desenvolvido pelo Sistema em todo o país.

Uma das principais ações é a criação do Primeiro Encontro de Mulheres do Sistema Confea-Crea em Pernambuco. O evento vai realizar uma roda de diálogo, com lideranças femininas para reflexão sobre Desafios e Vivências das Mulheres no segmento.

Esta primeira edição do encontro será promovida na próxima sexta (13), pela manhã, na sede do Crea-PE no Recife. Outras atividades afirmativas dos direitos da Mulher serão desenvolvidas na comunicação e mídias digitais do Conselho, bem como junto ao time de colaboradores em todas as inspetorias do Estado.

crea

As corredoras fizeram o percurso de 2 quilômetros, com largada e chegada em frente à Secretaria Especial da Mulher, em Ipojuca Centro
As corredoras fizeram o percurso de 2 quilômetros, com largada e chegada em frente à Secretaria Especial da Mulher, em Ipojuca CentroFoto: Wilderson Pimentel/Secom Ipojuca

Mais do fazer uma homenagem pelo Dia Internacional da Mulher ou incentivá-las nos cuidados com a saúde, a Prefeitura do Ipojuca, através da Secretaria Especial da Mulher, realizou neste dia 8 de março, a 1ª Corrida pelo fim da violência contra as mulheres.

Mais de 200 ipojucanas se inscreveram entendendo o real significado da corrida.

Pernambuco e o Brasil têm números alarmantes de violência contra a mulher e, por acreditar que é possível, com políticas públicas fortes, mudar esta realidade, a prefeita do Ipojuca, Célia Sales, tem desenvolvido várias ações para tornar Ipojuca um lugar mais seguro, sobretudo para as mulheres.

“Neste dia tão importante em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, todas as nossas conquistas precisam ser valorizadas, mas também temos o dever de lembrar a cada mulher que a nossa luta continua pelo fim da violência e por todo o preconceito que ainda sofremos”, disse a prefeita Célia Sales. A gestora que tem uma vice também mulher, Patrícia Alves, e diversas secretarias comandadas por mulheres, fez questão de dar a largada da corrida neste domingo e entregar a premiação para as primeiras colocadas ao som da Orquestra Criança Cidadã núcleo de Camela.

As corredoras fizeram o percurso de 2 quilômetros, com largada e chegada em frente à Secretaria Especial da Mulher, em Ipojuca Centro. A primeira colocada, Alícia Santos, de 21 anos, moradora de Nossa Senhora do Ó, conseguiu completar a prova em 7 minutos e recebeu R$1 mil. A segunda colocada foi também de Nossa Senhora do Ó, Jane Cleide Bezerra. Ela foi premiada com R$500. E o 3º lugar ficou com a moradora de Ipojuca Sede, Wilma da Paz, de 37 anos que recebeu R$300. As 11ª primeiras colocadas receberam medalhas e houve sorteio de mensalidades nas academias do município e de um dia nos resorts de Porto de Galinhas entre todas as participantes.

“Cumprimos um papel importante hoje, no Dia Internacional da Mulher em Ipojuca. Reforçamos nossa luta pelo fim da violência contra a mulher realizando a corrida e promovemos o lazer e a saúde das ipojucanas em um domingo diferente”, disse a secretária especial da Mulher, Bianca Lacerda. Ela também ressaltou o trabalho em parceria com as Secretarias de Educação e Defesa Social com o Programa Maria da Penha vai às escolas e o trabalho conjunto de capacitação com a Assistência Social e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico através do Programa Mulheres Empreendedoras. Bianca também falou do orgulho de Ipojuca ter o único núcleo municipal de Combate ao tráfico de Pessoas do Brasil.

Prisão
PrisãoFoto: Pixabay

Neste domingo (08 de Março) comemora-se o Dia Internacional da Mulher. A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, através da Executiva de Ressocialização (Seres), informa o levantamento de visitas nas 23 unidades prisionais do Estado no último final de semana de (29 de fevereiro e 01 de março). Num comparativo entre presídios masculinos e femininos, o dado mostra o abandono da mulher presa por familiares e companheiros.

No sábado (29/02), quando ocorreram as visitas conjugais, e no domingo (01/03), as familiares, foi registrado um total de 21.323 visitantes nas 23 unidades, sendo 578 (2,71%) nas colônias penais femininas de Abreu e Lima (CPFAL), do Recife (CPFR) – na Região Metropolitana - e de Buíque (CPFB), no Agreste pernambucano. Pernambuco recolhe cerca de 33.100 detentos. “As mulheres, que muitas vezes ajudam seus companheiros na prática do crime, são abandonadas nos presídios femininos pelo próprio parceiro e pela família”, ressalta o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

O artigo 101 do Código Penitenciário de Pernambuco prevê nos estabelecimentos prisionais o contato da pessoa privada de liberdade com o meio exterior, em especial, com a família, indivíduos e entidades que possam contribuir para a sua reinserção social. As visitas íntimas são regulamentadas pelo artigo 105 do CPP a fim de manter os laços afetivos com companheiro ou companheira de sexos distintos ou iguais.

Acesso - Os interessados em realizar visitas devem fazer o pré-cadastro no site da Seres (http://www.seres.pe.gov.br/visitantes/) e em seguida fornecer a foto e a biometria na unidade prisional para, então, receber o cartão magnético de visita. Tudo é feito pelo Sistema Integrado de Administração Prisional (SIAP). As visitas conjugais ocorrem aos sábados e as familiares aos domingos, ambas das 8h às 16h.

Além das orientações, as mulheres atendidas nessas comunidades vão contar com rodas de diálogo
Além das orientações, as mulheres atendidas nessas comunidades vão contar com rodas de diálogoFoto: Divulgação

A primeira ação de 2020 da Campanha Violência Contra a Mulher Não dá Frutos se inicia amanhã (14) no Cabo de Santo Agostinho. O ônibus lilás realiza a campanha na comunidade Universo, pela manhã (9h), e às 14h estará na Pantorra. Na visita as mulheres terão atendimento com informação e esclarecimentos sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher, Lei Maria da Penha e rede de atendimento do Estado. Também haverá o atendimento psicossocial para as mulheres.

Ainda na agenda deste mês, a campanha atenderá comunidades em Ipojuca na quinta-feira (16-01) nos engenhos Genipapo e São Paulo. Logo após, segue para o Agreste Setentrional de 14 a 16 de janeiro, atendendo os municípios de Limoeiro, no Sítio Espíndola, às 9h, e Sítio Ribeiro Grande, às 14h. Já em Santa Cruz do Capibaribe, o atendimento acontece na Comunidade Malhadinha no período da tarde (14h).

A Campanha Violência contra Mulher Não Dá Frutos é promovida pela Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-Pe) em parceria com a Comissão Permanente de Mulheres Rurais – CPMR/PE. Essa ação é desenvolvida desde 2014, e foi o fruto das reivindicações das mulheres trabalhadoras rurais que através das Marchas das Margaridas, realizada em 2011, reivindicaram a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres.

Além das orientações, as mulheres atendidas nessas comunidades vão contar com rodas de diálogo e atividades recreativas para os filhos ou dependentes legais menores de sete anos.

As inscrições, abertas ao público em geral, são gratuitas e encerram, às 12h da noite, da quinta-feira (12)
As inscrições, abertas ao público em geral, são gratuitas e encerram, às 12h da noite, da quinta-feira (12)Foto: Divulgação

A Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE) abre as inscrições para 5º Seminário Estadual de Gênero, Políticas Públicas, Esporte e Lazer. Nessa edição será trabalhado o tema Resignificando Caminhos para a Igualdade de Gênero. O evento acontece na próxima sexta-feira (13), das 8h às 17h, no Auditório de Pós Graduação da Faculdade Frassinetti do Recife/FAFIRE.

As inscrições, abertas ao público em geral, são gratuitas e encerram, às 12h da noite, da quinta-feira (12). Para participar do processo, os/as interessados podem se inscrever pelo https://forms.gle/euYM54fDkzzQbG3GA. Haverá certificação de participação para as pessoas inscritas.

O seminário fará a discussão sobre os desafios de gênero interseccionais à educação física escolar e nas práticas esportivas, bem como sensibilizar os futuros professores de educação física a respeito das violências de gênero dentro do espaço escolar.

A ação aquece o debate para a criação de ações voltadas à equidade de gênero no espaço escolar através das aulas de educação física e promoção das reflexões quanto à promoção, acesso e permanência de mulheres na prática e gestão dos esportes e da educação física escolar.

Saiba Mais:

Seminário Estadual de Gênero, Políticas Públicas, Esporte e Lazer

Data/horário: 13/12/2019, das 8h às 17h.

Local: Auditório de Pós Graduação da Faculdade Frassinetti - FAFIRE

Inscrições gratuitas através do link: https://forms.gle/euYM54fDkzzQbG3GA

As vereadoras Goretti Queiroz (E) e Aline Mariano (C) foram recebidas pela coordenadora do Centro, Fernanda Lima (D))
As vereadoras Goretti Queiroz (E) e Aline Mariano (C) foram recebidas pela coordenadora do Centro, Fernanda Lima (D))Foto: Divulgação

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal do Recife (CMR) tem reforçado a importância das políticas públicas voltadas ao gênero. Na semana passada, as vereadoras Aline Mariano (presidente da Comissão) e Goretti Queiroz visitaram o Centro da Mulher Metropolitana Júlia Santiago, no bairro da Brasília Teimosa.

A ideia tem sido discutir as ações realizadas em prol do empoderamento e do protagonismo feminino, bem como fiscalizar os serviços de atendimento no Recife. “É muito importante estarmos alinhadas às ações que vem sendo feitas no município. Precisamos conhecer a realidade do serviço que é prestado à mulher, como tem sido essa demanda, o que está sendo oferecido e como está a rede de atendimento”, explicou Aline Mariano.

As vereadoras foram recebidas pela coordenadora do Centro, Fernanda Lima. Ela informou que a unidade vem prestando um importante serviço para as mulheres da comunidade, bem como de toda a RPA6 e outras regiões, através de um atendimento psicossocial. “Temos uma equipe multidisciplinar para o atendimento. Uma média de duas mulheres são atendidas no centro, por dia. Também oferecemos oficinas, palestras e capacitações”. Fernanda Lamentou não ter hoje atendimento jurídico na unidade.

Porém, disse que a demanda é encaminhada para unidades como o Clarice Lispector.
Inicialmente voltado a mulheres adultas, hoje o Centro Júlia Santiago tem trabalhado também com jovens, por meio do projeto Empodera – Hoje Menina, Amanhã Mulher, que capacita meninas em questão de gênero, saúde e habilidades para a vida na primeira fase. O projeto inclui também a participação de meninos e é executado pela Secretaria da Mulher do Recife, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF.

Representantes da Comissão da CMR estiveram na Alepe, em setembro, numa reunião com as deputadas que formam a Comissão da Mulher do Estado. Em outubro, visitaram o Centro Clarice Lispector. A pauta continua até o final do ano, quando o grupo pretende visitar outras unidades da Mulher. Ao final, será feito um relatório para ser entregue à gestão municipal.

Fernanda Lima informou para a vereadora Aline Mariano que a unidade vem prestando um importante serviço para as mulheres da comunidade

Fernanda Lima informou para a vereadora Aline Mariano que a unidade vem prestando um importante serviço para as mulheres da comunidade - Crédito: Divulgação

Toda renda será revertida para o PAF, programa que vai atender Mulheres Vítima de Violência Doméstica em Recife, a partir de 2020
Toda renda será revertida para o PAF, programa que vai atender Mulheres Vítima de Violência Doméstica em Recife, a partir de 2020Foto: Divulgação

A AME Brasil – Associação de Mulheres Empreendedoras - está realizando duas
campanhas, neste final de ano em prol de Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e
Familiar. São elas, o Projeto “Bolsa de Mulher”; e o Bazar Solidário do PAF (Programa
Atitude Feminina). As ações acontecerão, no próximo dia 14 no Parque Dona Lindú, das
8h às 17h.

Para isso a ONG está arrecadando roupas, sapatos e acessórios em bom estado de
conservação, para serem revendidos a preço populares no Bazar; e Bolsas Femininas
( para a ação Bolsa de Mulher), contendo produtos de beleza e higiene, para serem
entregues de presente, às primeiras Mulheres Vítimas de Violência Doméstica, que
apresentarem BO no local.

Toda renda será revertida para o PAF, programa que vai atender Mulheres Vítima de
Violência Doméstica em Recife, a partir de 2020. No mesmo dia do nosso Bazar
Solidário, serão distribuídas as bolsas femininas coletadas pelo Projeto “Bolsa de
Mulher”.

Os Pontos de Entrega das DOAÇÕES, na ZONA NORTE, são:

1. SEBRAE (Rua
Tabaiares, 360, Ilha do Retiro);

2. LOJA CALLA (Rua João Ramos, 50, Graças, Loja 13);

3. SESC (Praça do Campo Santo, 1-101 - Santo Amaro); e na ZONA SUL: 1. SESCAP
(R. José Aderval Chaves, 78 - Boa Viagem); 2. LOJA CALLA (Rua Dona Magina
Pontual, 48, Boa Viagem, Loja 06); 3. FINANZA (R. Barão de Água Branca, 480 –
Imbiribeira).

Com sede na cidade de Boston, nos Estados Unidos, a AME tem atuação no território
americano em Nova Iorque, Sul da Flórida, Orlando, Nova Jersey, Massachusetts,
Connectcut e Carolina do Sul e, no Brasil, possui sede na Capital Pernambucana, no
Recife. A AME é uma ONG que foi fundada pela atual presidente da instituição, a ativista Lilian Mageski, em novembro de 2014 e tem como objetivo realizar eventos, networking, exposições, workshop, apoio emocional e profissional, cursos, palestras, além de ações sociais. A vice-presidente é a delegada Tereza Nogueira, que coordena os trabalhos sociais da Organização, no Brasil.

De acordo com Lilian Mageski, o projeto Bolsa de Mulher já é um sucesso no USA entre as mulheres imigrantes brasileiras e não podia deixar de ser feito também no Brasil. “Tenho certeza de que as bolsas doadas trarão alegria e um pouco de alento a cada uma das mulheres vítima de violência presenteadas no evento”, disse a presidente.

Já a vice-presidente da Organização, a Delegada Tereza Nogueira destacou a
importância do desenvolvimento de ações que possam contribuir para uma mudança
social urgente em nosso país. Segundo ela, o PAF tem justamente o objetivo de
estimular a independência emocional e financeira dessas mulheres. “Toda Mulher vítima
de violência tem o poder, ainda que adormecido, de se tornar independente e
empreendedora de si mesma e a AME Brasil, através do PAF, vai ajudá-la nesse
processo, mas, para isso, precisamos da ajuda de todos”, disse Tereza Nogueira.

A tradicional comenda será destinada às mulheres que se destacaram em suas áreas de atuação.
A tradicional comenda será destinada às mulheres que se destacaram em suas áreas de atuação.Foto: Divulgação

A OAB Pernambuco, por meio da Comissão da Mulher Advogada (CMA), realiza na próxima quinta-feira (28), às 15h, a cerimônia de outorga da Medalha do Mérito Heroínas de Tejucupapo, na sede da seccional, no Recife. A tradicional comenda será destinada às mulheres que se destacaram em suas áreas de atuação. Ao todo, serão 11 homenageadas atuantes nas áreas de Direito, Jornalismo, Medicina e Saúde, Cultura, Educação, Negócios, Política, Personalidade e Liderança, Defesa da Mulher, Ação Social e Homenagem Especial.

Para presidente da CMA, Fabiana Leite, esta homenagem é um marco na luta feminina. “A nossa luta diária dentro e fora do ambiente jurídico é para que as mulheres sejam reconhecidas e ocupem seus lugares de destaque. E homenagear estas mulheres incríveis com a Medalha Heroínas de Tejucupapo serve como exemplo para tantas outras que continuam em busca de seus objetivos e direitos”, ressaltou.

Bruno Baptista, presidente da OAB Pernambuco, reforça a importância histórica das mulheres de Tejucupapo e fala da continuidade dessa cerimônia dentro do sistema OAB. “A outorga desta medalha já faz parte do calendário oficial da OAB Pernambuco e, sem dúvida, é uma das comendas com maior significado para a instituição. Aqui, podemos homenagear mulheres que têm relevantes serviços prestados à sociedade pernambucana por meio de muito trabalho e dedicação. É uma honra para nós recebê-las e homenageá-las”, disse.

A solenidade terá a apresentação do Coral Ariano Suassuna, da OAB Pernambuco, formado por advogados e advogadas inscritos na seccional.

Batalha de Tejucupapo – O nome da medalha outorgada pela OAB-PE é uma referência a uma batalha em Pernambuco ocorrida no século 17, durante a invasão holandesa, e que foi protagonizada por mulheres. Tejucupapo é um pequeno distrito de Goiana (Mata Norte) e ficou conhecido por ser um cenário de uma das mais épicas batalhas, a Batalha de Tejucupapo, quando as mulheres resistiram aos ataques dos holandeses, que estavam em busca de comida e bens, enquanto a maioria dos homens da então vila estava fora, no Recife.

Munidas de paus, pedras, água fervente e pimenta, as mulheres criaram trincheiras para dificultar o acesso dos invasores, saindo, assim, vitoriosas. Elas foram lideradas pelas heroínas Maria Camarão, Maria Quitéria, Maria Clara e Maria Joaquina, tornando-se referência na luta feminina na história de Pernambuco.

Confira abaixo a lista com as homenageadas:
Silvia Nogueria – Direito
Jô Mazzarolo – Jornalismo
Suzana Mont’Alverne – Negócios
Lia de Itamaracá – Cultura
Creuza Pereira – Política
Valdenice Raimundo – Educação
Liana Ventura – Medicina e Saúde
Daniela Rorato – Ação Social
Cristina Buarque – Personalidade e Liderança
Regina Célia – Defesa da Mulher
Maria do Carmo Araújo (Carmem) – Homenagem Especial

Serviço
Outorga da Medalha de Mérito Heroínas de Tejucupapo
Dia: 28 de Novembro (quinta-feira)
Horário: 15h
Local: Auditório Fernando Santa Cruz – Sede da OAB Pernambuco / Rua Imperador D. Pedro II, 346 – Santo Antônio, Recife.

oab
oab
oab
oab

Violência contra mulheres vai ser debatida em seminário
Violência contra mulheres vai ser debatida em seminárioFoto: Marcos Santos/USP

Em alusão ao Dia Latino-americano e Caribenho de Combate à Violência Contra as Mulheres, será realizada uma ação nesta segunda-feira (25), a partir das 16h, na entrada principal da Estação Central de Metrô do Recife, localizada no bairro de São José. Organizado em parceria pela Marcha Mundial das Mulheres, Fórum de Mulheres de Pernambuco, Mulheres do Audiovisual PE, Coletivo Deixa Ela em Paz, Secretaria de Mulheres do PT-PE, Secretaria da Mulher Trabalhadora da CUT-PE e Diretoria de Políticas para Mulheres da Fetape, a ação vai propor uma roda de diálogo com mulheres.

O Dia 25 de novembro uma data simbólica que denuncia e exige políticas públicas de enfrentamento a esse tipo de violência. É também um dia de homenagem às irmãs Maribal, Minerva, Pátria e Maria Teresa, que foram assassinadas durante a ditadura de Rafael Trujillo, na República Dominicana, acontecida entre as décadas de 30 e 60.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, uma mulher é agredida a cada quatro minutos por ao menos um homem. Neste mês de novembro, dedicado à Consciência Negra, é indispensável lembrar que as mulheres negras são maioria nas estatísticas de violência. De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, 1.206 mulheres foram vítimas de feminicídio no ano passado e 61% delas eram negras.

Serviço: 

25 de Novembro - Dia Latino-americano e Caribenho de Combate à Violência Contra as Mulheres

Quando? segunda-feira (25)
Onde? Estação Central de Metrô do Recife (bairro de São José)
A partir das 16h

Secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa
Secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio LessaFoto: Divulgação

Auisio Lessa, secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação foi convidado para participar do Fórum de Debates sobre Tecnologia coordenado pela vice-governadora Luciana Santos e que tem como um dos focos da ação a questão do mercado de trabalho nas mulheres no mercado da tecnologia e inovação dentro de Pernambuco. O secretario irá falar do setor de Tecnologia e Inovação, as mulheres dentro deste cenário e as perspectivas para o futuro. O encontro será na segunda-feira, dia 18, às 15h, na Sala de Monitoramento da Vice Governadoria.

assuntos

comece o dia bem informado: