Foram encontrados 2 resultados para "Consórcio Nordeste":

Essa é a primeira articulação internacional do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste).
Essa é a primeira articulação internacional do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste).Foto: Divulgação

Os governadores do Nordeste iniciaram, nesta segunda-feira (18), a missão na Europa. Durante evento em Paris, o grupo apresentou a 40 empresários franceses um mapa de oportunidades de investimentos no Nordeste. Os empresários também puderam esclarecer dúvidas com os governadores e alguns apresentaram atuações que já possuem no Brasil. 

Essa é a primeira articulação internacional do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste). Para ampliar o fluxo de negócios com investidores europeus e fortalecer as relações de cooperação, o consórcio destaca o potencial de consumo e de desenvolvimento da região nordestina, que reúne 57,1 milhões de habitantes e tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 898,1 bilhões, equivalente a 14% do PIB brasileiro. 

Na viagem à Europa, o objetivo dos governadores é atrair recursos para áreas integradoras, como sustentabilidade, infraestrutura, turismo, saúde, segurança pública, saneamento e energias limpas, inclusive com a perspectiva de abertura de parcerias público-privadas (PPP).

O governador da Bahia e presidente do Consórcio Nordeste, Rui Costa, mostrou aos franceses as oportunidades em segmentos como energia, conectividade, segurança, além da preservação de rios e nascentes. 

“Queremos com essa visita aumentar os números de nossa relação comercial com a Europa. O Nordeste é a região do Brasil que tem crescido acima da média.  Temos 33 projetos para licitar em PPPs, representando R$ 27 bilhões em investimentos”.

O diretor geral do tesouro francês, Cristophe Bories, disse que “ a França investe mais no Brasil do que na China. O Nordeste é uma região que tem três vezes a superfície da França e tem desafios e oportunidades para nossas empresas. As autoridades francesas estão mobilizadas para apoiar projetos no Brasil através de financiamentos. Podemos fazer vários tipos de cooperação entre a França e os estados do Nordeste”. 

Para Luis Cesar Gasser, representante do Itamaraty presente na reunião, o Governo Federal vê muito potencial nessa parceria do Nordeste com a Europa e está interessado em aprimorar o que for preciso para atrair mais investimentos estrangeiros.

O membro do Movimento das Empresas da França (Medef), Gérard Wolf, se mostrou interessado em dar andamento às negociações e sugeriu uma reunião nos próximos meses em Salvador para aprofundar as discussões  com as empresas francesas.  

“Os estados do Nordeste enfrentam desafios semelhantes e estão, a partir do Consórcio, buscando alternativas comuns para superar as adversidades e planejar uma agenda para o futuro. Mas isso sem deixar de olhar o curto prazo. Essa missão reforça a unidade da nossa região e nos permite apresentá-la na busca por mais parcerias internacionais, que dialogam com o que pensamos sobre desenvolvimento e sustentabilidade", comentou o governador Paulo Câmara. 

Organizado pelo Medef, o evento ocorreu na sede do Ministério da Economia e Finanças da França. Após a apresentação e conversa com os empresários, os governadores se reuniram com o ministro francês Bruno Le Maire.

Além de Paris, o grupo estará em Roma, na quarta-feira (20), e em Berlim, na quinta (21) e sexta-feira (22). 

Participam da missão os governadores Rui Costa (Bahia),Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, não viajou por motivos de saúde e está representado na missão pelo superintendente de Parcerias Público Privadas, Oliveira Junior. 


Essa é a primeira articulação internacional do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste).

Em pauta na reunião, cessão onerosa, leilão do pré-sal e outras demandas da região
Em pauta na reunião, cessão onerosa, leilão do pré-sal e outras demandas da regiãoFoto: Camila Souza / Govba

Pela primeira vez o Recife vai sediar uma reunião com os governadores integrantes do Consórcio Nordeste. Na pauta, a continuidade das questões que já vêm sendo discutidas pelo colegiado, como a manutenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e a reforma tributária. As mudanças no Pacto Federativo, propostas pelo Governo Federal, ontem, também devem ser discutidas, bem como a cessão onerosa e o leilão do pré-sal, programado para esta quarta (6).

Entre os objetivos do encontro está, ainda, o planejamento e a organização de uma missão que os governadores nordestinos farão na Europa a partir do dia 18 deste mês, para atração de investimentos para a Região. A reunião, que é a primeira após o vazamento de óleo que atinge o litoral nordestino, acontecerá no Palácio do Campo das Princesas. O desastre ambiental, inclusive, deve ser tratado pelos gestores dos entes consorciados. A última reunião do Consórcio foi realizada em Natal, no Rio Grande do Norte, no dia 16 de setembro.

Até o fechamento desta edição, apenas as assessorias de dois governadores confirmaram que eles não vêm ao Recife. Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, e Rui Costa (PT), governador da Bahia e presidente do Consórcio. Eles serão representados pelos seus vices: Carlos Brandão e João Leão, respectivamente.

Clima

Os chefes estaduais também devem se encontrar na abertura da Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC), que será sediada em Pernambuco e começa hoje, no Bairro do Recife. O Governo do Estado é um dos correalizadores do evento - que é de organização coletiva - e apresentará experiências, negócios, tecnologias e políticas brasileiras que contribuem para frear o aquecimento global.

A iniciativa tem como objetivo promover um debate nacional e apontar soluções para o cumprimento do Acordo de Paris, e reunirá ONGs, comunidade científica, movimentos sociais, governos e os setores privado e público brasileiros. Serão três dias de diálogo e mais de 50 painéis e atividades em nove diferentes espaços.

Estão confirmadas as participações do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB); do presidente do Instituto Ethos, Caio Magri; da representante da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), Valeria Paye, além de governadores de outros Estados do Brasil.

assuntos

comece o dia bem informado: