Foram encontrados 32 resultados para "Notícias":

O dinheiro seria usado ilegalmente para subsidiá-la nas eleições do próximo ano
O dinheiro seria usado ilegalmente para subsidiá-la nas eleições do próximo anoFoto: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco

Um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo a presidente da câmara municipal de Nazaré Da Mata, Maristela do Gás (PHS), foi descoberto pelo Ministério Público e está sendo investigado pela Polícia Civil de Pernambuco. O desvio teria sido de mais de R$ 1 milhão e, segundo investigadores, seria utilizado no próximo ano na sua campanha para prefeita.

A operação, chamada 'Cavalo de Troia', teve início em agosto deste ano e investiga os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ao total, foram emitidos 13 mandados de busca e apreensão domiciliar e 14 quebras de sigilo bancário e fiscal.

Segundo a delegada Jéssica Ramos, que preside a operação, o esquema foi descoberto através de uma delação premiada realizada por um ex-vereador da câmera ao Ministério Público e acontece desde 2017. Ele afirmou que, todo dia 20 do mês, assessores e vereadores eram obrigados a retornar parte da remuneração recebida para a presidente.

Leia também:
Lupércio quer aumentar para cinco o número de escolas em tempo integral
Paulo Câmara sanciona lei que amplia frota de ônibus climatizados na RMR
Governador, prefeito e João Campos inauguram terceiro Compaz

Durante a investigação, encontrou-se uma grande movimentação nas contas bancárias de uma empresa de água e gás de Maristela. “O dinheiro era recolhido por assessores e repassado para o pai, que transferia o dinheiro para a conta das empresas de água e gás que ficam em Carpina, Nazaré da Mata e Buenos Aires para dar uma ar de legalidade enquanto, na verdade, ele lavava o dinheiro”, afirmou Joselito Gomes, chefe da Polícia Civil.

Celulares dos envolvidos foram apreendidos em busca de outros nomes envolvidos no caso e na materialização do dinheiro. “Com todo o esquema foi combinado pelo WhatsApp, estamos tentando encontrar documentos que comprovem o vínculo entre os investigados e que auxiliem na descoberta de outras pessoas”, afirmou a delegada Jéssica Ramos. 

[1250] Estação brt
[1250] Estação brtFoto: Isabelle Barbosa/Folha de Pernambuco

Este ano, o Natal para Elizangela Tavares, 34 anos, será especial. Mãe de quatro filhos, moradora do bairro de Águas Compridas, em Olinda, ela comemora a oportunidade de voltar ao mercado de trabalho depois de ter deixado a prisão. A reeducanda cumpre pena no regime aberto e vai integrar a equipe operações das estações de BRT’s do corredor norte, no trecho de Igarassu – Recife. O início dos trabalhos está marcado para segunda-feira, 16/12. O objetivo é promover a ressocialização dos apenados e reduzir a reincidência criminal.

A iniciativa de empregar ex-detentos é da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) em parceria com a Conorte (concessionária do Grande Recife Consórcio de Transporte). Serão 22 novos trabalhadores, que somado aos 19 apenados que já trabalham no convênio, totalizam 41. Elizangela e seus colegas atuarão na logística das estações de BRT e do Terminal Integrado de Igarassu, responsáveis por organizar as filas, cuidar dos espaços e fiscalizar acessos prioritários.

O contrato estipula seis horas de trabalho e a remuneração de um salário mínimo (R$ 998). A parceria é regida pela Lei de Execuções Penais, o que desobriga o empregador de encargos trabalhistas, como FGTS, 13º salário e férias. “Vou terminar o ano de 2019 com a certeza que agora tenho um trabalho para ganhar o sustento dos meus filhos. Para nós, que saímos da prisão, não é fácil recomeçar de forma honesta, mas é possível. O Natal vai ser mais feliz”, declara Tavares.

Os números apontam que a reincidência criminal é de apenas 1% entre os ex-detentos que trabalham por meio de convênios entre o Governo de Pernambuco e a empresas públicas e privadas. “A falta de oportunidade é um dos principais fatores que levam os reeeducandos a voltar para o mundo do crime. Por isso que o apoio da sociedade e das instituições é tão importante. Quanto mais frentes de trabalho, menos violência nas nossas cidades”, aponta o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Para a família da Elizangela, as conquistas não param por aí. Seu marido, que é serralheiro, também conseguiu um emprego recentemente. “Em 2020 meus planos são os mais simples: melhorar a condição de vida da minha família, trabalhar e mostrar para os meus filhos que podemos nos transformar”, finaliza a reeducanda.

Atualmente, 1.107 egressos prisionais trabalham através de parcerias como esta. O número de empresas parcerias é de 33. O acompanhamento é feito pelo Patronato Penitenciário, órgão vinculado à SJDH que também oferece assistência psicossocial e jurídica aos reeducandos.

Sylvana Lellis, gestora do Draco e Diego Pinheiro, presidente da operação
Sylvana Lellis, gestora do Draco e Diego Pinheiro, presidente da operaçãoFoto: Divulgação/ PCPE

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou operação contra fraudes em licitações alimentícias públicas no valor de R$ 600 mil em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. Na execução, foram presas três pessoas - dois empresários e um pregoeiro. Os documentos fraudados se relacionavam ao fornecimento de duas casas de acolhimento vinculadas à Secretaria de Políticas Sociais da Prefeitura de Paulista. O secretário de Políticas Sociais, José Augusto da Costa, e mais três servidores foram afastados das funções.

A operação, desencadeada na manhã dessa terça-feira (28), foi detalhada pela polícia em entrevista coletiva nesta quarta-feira (29). As investigações começaram em janeiro deste ano após requisição do Ministério Público. Denominada ‘Convescote’, o nome da operação policial significa ‘piquenique’, alusão à forma como os envolvidos no caso trabalhavam - cada um era responsável por um setor alimentício. O presidente da investigação, delegado Diego Pinheiro, informou que cinco empresas foram investigadas por envolvimento nas licitações fraudulentas, sendo três delas pagas para desistir na etapa final do processo, criando uma falsa competição entre as duas empresas restantes. 

A delegada Sylvana Lellis, gestora do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), comentou que os "indícios corroboram deque havia um conluio entre empresários". "Esses empresários abordavam outras empresas para que elas desistissem da licitação, oferecendo dinheiro. Isso é uma prática comum para maquiar a concorrência, que, na verdade, não existia”.  Para desarticular esse esquema de fraude, a PCPE e o Draco expediram dois mandados de prisão preventiva, cinco afastamentos das funções públicas e 15 mandados de busca e apreensão.

O Ministério Público pediu a investigação pelo fato de os alimentos contratados não serem entregues como o combinado. “Além de não ser entregue todo o material contratado, foi verificado pelo Tribunal de Contas que alguns gêneros alimentícios eram entregues com a data de validade vencida", contou a delegada.

Ao realizar os mandados de busca e apreensão, a Polícia Civil de Pernambuco realizou a prisão em flagrante de Marcos Veríssimo de França, pregoeiro responsável por avaliar as licitações. Não havia mandado de prisão para ele, contudo, segundo a polícia, evidências encontradas na casa dele, no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife, desencadearam a prisão. Lá, foram encontrados R$ 140 mil em espécie, distribuídos entre os cômodos da casa.

Também na residência do pregoeiro foi apreendido um veículo SUV no valor do R$ 90 mil, configurando, segundo a polícia, lavagem de dinheiro, ação que “dissimula a origem ou oculta dinheiro de crime”, definiu o delegado Pinheiro. Além dos bens, o pregoeiro tinha em sua casa uma Winchester .44, e ele foi acusado de posse ilegal de arma. A audiência de custódia de Veríssimo acontece na tarde desta quarta (29).

Os dois mandados de prisão foram expedidos contra os empresários Noberto Pessoa Brito e Aluízio Mendes de Araújo, proprietários da Kaluah e da Araújo e Dantas, respectivamente. As duas empresas eram as que competiam entre si na etapa final das licitações, que era de aproximadamente R$ 600 mil, valor dividido entre as
firmas.

Os empresários foram acusados de fraude em licitações, corrupção ativa e associação criminosa. O dono da Araújo e Dantas ainda foi acusado de falsidade ideológica - segundo a polícia, ele usava nome de laranjas para assinar os documentos. Os dois foram encaminhados ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

Coletiva da Operação Harpalo
Coletiva da Operação HarpaloFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) detalhou, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (27), a Operação Harpalo, voltada para combater um esquema de corrupção na Prefeitura de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. Segundo a polícia, o grupo, que é ligado à gestão do atual prefeito Demóstenes Meira (PTB), movimentou pelo menos R$ 64 milhões em esquemas fraudulentos. Estão sendo investigados 20 servidores públicos - incluindo o prefeito Meira, o secretário Silvano Jackson e auxiliares da prefeitura - e sete empresas privadas.

Foram detectadas irregulares como como fraudes em licitações e má execução de projetos mal elaborados em nove contratos na área de obras e engenharia. Esses nove contratos estão sendo auditados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE).

Auditorias investigam ainda possíveis fraudes em contratos de fornecimento de medicamentos e de merenda a escolas municipais, publicidade e propaganda, locação de imóveis e material médico-hospitalar. Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, um afastamento cautelar do secretário municipal de Infraestrutura, Silvano Jackson, e duas medidas protetivas em favor de testemunhas.

O empresário potiguar Carlos Augusto Bezerra de Lima é um dos alvos da operação. Ele é proprietário da CA Construções, uma das empresas envolvidas. A esposa dele, Joelma Soares Gomes da Silva, também é investigada. Outra empresa, a Esfera Construções, também faz parte do escopo da investigação. As duas empresas tiveram suas atividades suspensas.

A delegada do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Jéssica Ramos, à frente da investigação, esclarece que os trabalhos tiveram início em dezembro de 2018, quando fraudes em contratos de manutenção de escolas municipais foram detectadas. "Duas empresas de uma mesma pessoas concorriam com uma outra. Coincidentemente, uma dessas empresas venceu a licitação", afirmou a delegada, citando com o contrato era da ordem de R$ 1 milhão.

Confira as principais manchetes de hoje
Confira as principais manchetes de hojeFoto: Divulgação

Folha de Pernambuco: "A prisão de Temer: Propinas somam R$1,8 bi"

Jornal do Commercio: "Temer está preso"

Diario de Pernambuco: "Temer chefiava esquema que recebeu R$ 1,8 bi em propinas"

Folha de S. Paulo: "Acusado pela Lava Jato de 40 anos de corrupção, Michel Temer é preso"

O Estado de S. Paulo: "Temer é preso sob acusação de liderar organização criminosa"

O Globo: "Temer é preso pela Lava-Jato 80 dias após deixar a Presidência"

Estado de Minas: "Preso"

O Tempo: "Lava Jato reage, e PF prende Temer"

Correio do Povo: "Temer é preso por liderar grupo que recebeu R$ 1,8 bi"

Diário Gaúcho: "Federais prendem ex-presidente Temer"

Extra: "Mais um no álbum de figurões"

Zero Hora: "Lava-Jato prende ex-presidente Michel Temer"

Meia Hora: "Ninguém solta a mão de ninguém"

Valor Econômico: "Prisão de Temer tumultua política e ameaça reforma"

Correio*: "Temer preso na Lava Jato

O Dia: "Temer preso"

Correio Braziliense: "Prisão de Temer acirra debate entre poderes"

Confira as principais manchetes de hoje
Confira as principais manchetes de hojeFoto: Divulgação

Folha de Pernambuco: "Nova Previdência dos militares prevê economia de R$10,4 bi"

Jornal do Commercio: "Sacrifício menor para militares na Previdência"

Diario de Pernambuco: "Economia de R$10 bi com os militares"

Folha de S. Paulo: "Reforma para os militares desagrada governistas"

O Estado de S. Paulo: "Previdência tem apoio de 180 deputados, mas com alterações"

O Globo: "Economia com reforma dos militares fica abaixo do previsto"

Estado de Minas: "Reforma mais branda para militares"

O Tempo: "Nova Previdência de militares corta gasto em R$10 bi"

Correio do Povo: "Reforma de militares poupará R$10,4 bi"

Extra: "Aposentadoria: Reforma propõe novas regras para militares"

Zero Hora: Reforma para militares prevê economia de R$ 10 bilhões"

Valor Econômico: "Mudança na carreira militar reduz economia com reforma"

Correio: " A vez dos militares"

A Tarde: "Economia com militares será de R$ 10,45 bilhões"

Confira as principais manchetes de hoje
Confira as principais manchetes de hojeFoto: Divulgação

Folha de Pernambuco: "Trump quer discutir com Brasil ação na Venezuela"

Jornal do Commercio: "Visita fortalece aliança Brasil-EUA"

Diario de Pernambuco: "Brasil e EUA vão reduzir barreiras comerciais"

Folha de S. Paulo: "Trump apoia entrada no Brasil em clube dos ricos"

O Estado de S. Paulo: "Bolsonaro não descarta opção contra maduro"

O Globo: "Bolsonaro cede, e Trump promete acordo comercial"

Estado de Minas: "Afinados"

O Tempo: "Informe de Imposto de Renda de servidor inclui 13º não pago"

Correio do Povo: "Bolsonaro e Trump definem acordos e estratégias políticas"

Extra: "Concursos militares oferecem 2.130 vagas"

Zero Hora: "Bolsonaro não descarta ação militar com EUA na Venezuela"

Valor Econômico: "Plano de aposentadoria dos militares provoca polêmica"

Correio*: "Coligados"

A Tribuna: "Ladrões de celular ameaçam matar vítimas para desbloquear aparelhos"

Correio Braziliense: "Brasil fica perto do Clube dos Ricos"

A Tarde: "Trump e Bolsonaro pressionam Maduro"

Confira as principais manchetes de hoje
Confira as principais manchetes de hojeFoto: Divulgação

Folha de Pernambuco: "Sport leva a melhor em dia de clássico morno"

Jornal do Commercio: "Bolsonaro mira acordo com os EUA"

Diario de Pernambuco: "Protestos nos EUA contra Jair Bolsonaro"

Folha de S. Paulo: "É preciso foco em reforma, diz presidente do Bradesco"

O Estado de S. Paulo: "Multis trazem R$ 120 bi em crédito para filiais no País"

O Globo: "Trump quer ação do Brasil contra inimigos"

Estado de Minas: "Pressão sobre a caixa d'água da grande BH"

O Tempo: "Imposto tira 43% do salário do mineiro e some na burocacia"

Correio do Povo: "Sol, praia e muitas conquistas"

Extra: "Aposentadoria especial: veja o que muda com a reforma"

Zero Hora: "Gerar emprego para quem tem mais de 60 é desafio pós-reforma"

Valor Econômico: "Proposta para desvincular gasto prejudica reforma"

A Tribuna: "Maioria dos pais diz que não sabe impor limites aos filhos"

Correio Braziliense: "Servidores elevam a média salarial do país"

Confira as principais manchetes de hoje
Confira as principais manchetes de hojeFoto: Divulgação

Folha de Pernambuco: "STF reduz poder da Lava Jato"

Jornal do Commercio: "Novos ares"

Diario de Pernambuco: "Descoberto terceiro suspeito de massacre"

Folha de S. Paulo: "Polícia diz suspeitar de outro jovem no massacre de Suzano"

O Estado de S. Paulo: "Corrupção com caixa 2 ficará na Justiça Eleitoral"

O Globo: "Crimes ligados a caixa 2 irão para a Justiça Eleitoral"

Estado de Minas: "Somos a favor do porte de livros"

O Tempo: "Estado tira seguranças de quase 200 escolas"

Correio do Povo: "Promotoria pede pena máxima"

Extra: "Aluno ataca no Rio após visitar site dos assassinos de Suzano"

Meia Hora: "Alunos de Ciep em Campo Grande escapam de massacre"

Zero Hora: "Justiça Eleitoral vai julgar casosde corrupção e caixa 2"

Valor Econômico: "Bancos devem participar de rodada de concessões"

Correio: "Presa dupla contratada para matar fisioterapeuta"

O Dia: "Campo Grande: Ataque a Ciep teria relação com dark web"

A Tribuna: "Ataque a escola foi planejada há mais de um ano"

Correio Brasiliense: "Caixa 2 na Justiça Eleitoral é derrota para a Lava Jato"

Confira as principais manchetes de hoje
Confira as principais manchetes de hojeFoto: Divulgação

Folha de Pernambuco: "Central recebe denúncias de ataques com agulhas"

Jornal do Commercio: "Procura-se autor das picadas de agulha"

Diario de Pernambuco: "Mais de 100 vítimas das agulhadas"

Folha de S. Paulo: "Atual ou ex cometem 71% dos feminicídios e tentativas"

O Estado de S. Paulo: "Democracia depende de militares, diz Bolsonaro"

O Globo: Ex-candidata do PSL reforça denúncia contra ministro"

O Estado de Minas: "Festa de dia. Perigo à noite"

O Tempo: "Governo cobrará imposto sobre doações à vítima"

Zero Hora: "Maioria da bancada do RS apoia reforma, mas defende ajustes"

Correio Gaúcho: "Morte seria motivada por ação trabalhista"

Correio do Povo: "Democracia só existe se as Forças Armadas quiserem"

O Dia: "Bolsonaro anuncia o fim das lombadas eletrônicas"

Valor Econômico: "BCE reforma a política de estímulo à economia"

Correio Brasiliense: Bolsonaro pede sacrifício a militares na Previdência"




assuntos

comece o dia bem informado: