Foram encontrados 2 resultados para "São Lourenço":

Prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira
Prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno PereiraFoto: Divulgação

A prefeitura de São Lourenço da Mata, por meio da Procuradoria Geral, e em parceria com o Instituto Sergio Sette Câmara, conseguiu que a justiça se posicionasse contra no processo de retirada dos posseiros da área da Adutora da Tapacurá. A decisão foi proferida no último dia 12 deste mês, pelo juiz Iarly José Holanda de Souza, da 2ª Vara Cível da Comarca de São Lourenço da Mata, sendo aguardada publicação.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) tinha reivindicado a posse, alegando que a área apresentava risco aos moradores, que habitam o local há mais de 40 anos. Após abrir processo de reintegração de posse, a Prefeitura lançou uma contraproposta para que a Compesa fizesse um projeto de uma nova adutora ao lado de onde existe a atual, que deveria passar por baixo do terreno, incumbindo a Prefeitura de fazer o levantamento dos moradores, assim como o auxílio aluguel. Na ocasião, a Compesa comprometeu-se a lançar uma licitação para iniciar e concluir o desvio da adutora.

O prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, que também é advogado, explicou sobre a extinção do processo. “Foi uma vitória da Prefeitura e da população. Desde o início estávamos defendendo os moradores para que eles não fossem retirados. Conseguimos elaborar esse acordo, juntamente com o instituto, e agora, o juiz concedeu decisão para que a Compesa não retirasse as famílias de suas casas; além de obrigá-la a concluir a obra o mais rápido possível” ressaltou Bruno.

De acordo com o procurador Geral do Município, Nicolas Coelho, a Prefeitura trabalhou de forma intensa e fez todo levantamento econômico e social. “Em tese, os posseiros deveriam sair enquanto a obra estava em construção, mas, com a extinção do processo essa ordem de retirada dos moradores perdeu efeito, mantendo as famílias em suas casas”, frisou Nicolas.

Habitacionais serão entregues em São Lourenço da Mata
Habitacionais serão entregues em São Lourenço da MataFoto: Divulgação

O prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, entregará nesta sexta-feira (13), 576 unidades habitacionais dos Residenciais Guilherme Uchoa I e II, que ficam localizados na estrada da Manguba, no bairro da Rosina Labanca. O conjunto residencial, que faz parte do programa “Minha Casa, Minha Vida”, da Caixa Econômica Federal (CEF), já está pronto para morar, e os últimos ajustes foram realizados esta semana.

O chefe do Executivo participa do encerramento desta etapa com muita satisfação.“Quando assumi a gestão, em 2017, uma das primeiras ações como prefeito foi ir a Brasília para destravar recursos esse empreendimento, que estava abandonado há mais de quatro anos. Estou muito feliz pela chegada desse momento tão especial. Principalmente nessa época de fim de ano, pois tenho certeza que será um ótimo presente de Natal às famílias que não tem onde morar”, frisou Bruno. 

A Secretaria de Assistência social, Kely Morgana, pontuou sobre o trabalho social de resgatar as famílias que estavam inscritas. “A ansiedade das famílias é imensa e, agora, estamos na reta final. Foi um empreendimento que precisou passar por adequações, mas, que conseguimos atender as necessidades dos futuros moradores”, explicou Kely.

O Conjunto Guilherme Uchoa I e II, antes chamado Dona Lindu, foi construído pela Construtora Gráfico, e possui 288 apartamentos, cada residencial. Os prédios têm quatro pisos, cada apartamento com 46,58m², com dois quartos, sala, cozinha/lavanderia e banheiro, além de cada bloco ter 16 apartamentos. Os empreendimentos ainda oferecem estacionamento e área de lazer completa, com uma quadra esportiva, salão de festa e playground.

assuntos

comece o dia bem informado: