Publicação no Facebook
Publicação no FacebookFoto: Divulgação

A comunidade do Terreiro Ilé Àse Òrìsànlá Tàlábí – Terreiro Axé Talabi divulgou uma nota de repúdio a uma publicação feita no Facebook pela vereadora Michele Collins (PP). O texto em questão foi publicado, segundo o grupo, no dia 4 de fevereiro. "Noite de Intercessão no Recife, orando por Pernambuco e pelo Brasil, na Orla de Boa Viagem, clamando e quebrando toda maldição de Iemanjá lançada contra nossa terra em nome de Jesus. O Brasil é do Senhor Jesus. Quem concorda e crê diz amém", afirma a publicação.

Na nota, a comunidade afirma que a vereadora utilizou sua página na rede social para propagar ódio aos pertencentes e às práticas sagradas das religiões de matriz afro-brasileira. "Repudiamos veemente a publicação de propagação ao racismo, ódio e desrespeito às tradições de matriz africana e suas divindades feita pela senhora Missionária Michele Collins". A publicação, no entanto, não pode mais ser encontrada no perfil da vereadora.

"Nós Povos e Comunidade Tradicionais de Matriz Africana sabemos a importância histórica do culto a Iemanjá tanto no Brasil quanto na África, sabemos que o culto a esta Orixá é parte das expressões de religiosidade e fé presentes em todos os estados brasileiros e por isto apresentasse como sendo parte integrante do Patrimônio Cultural Afro-brasileiro. A mensagem postada pela missionária reforça não só a intolerância religiosa, mas principalmente rompe com o direito tão importante de nossa liberdade de fé em um país laico", repudiam os integrantes do Conselho Religioso Axé Talabi.

Confira, abaixo, a íntegra da nota:

Nota de Repúdio.

Nós pertencentes à comunidade Tradicional do Terreiro Ilé Àse Òrìsànlá Tàlábí – Terreiro Axé Talabi, espaço de preservação do Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, repudiamos veemente a publicação de propagação ao racismo, ódio e desrespeito às tradições de matriz africana e suas divindades feita pela senhora Missionária Michele Collins.

No último dia 04 de fevereiro a senhora Missionária Michele Collins, que ocupa uma das cadeiras como vereadora na câmera municipal da cidade do Recife, utilizou sua página no facebook para propagar ódio aos pertencentes e as práticas sagradas das religiões de matriz afro-brasileira, o texto da mensagem declara:

“Noite de Intercessão no Recife, orando por Pernambuco e pelo Brasil, na Orla de Boa Viagem, clamando e quebrando toda maldição de Iemanjá lançada contra nossa terra em nome de Jesus. O Brasil é do Senhor Jesus. Quem concorda e crê diz amém.“

Nós Povos e Comunidade Tradicionais de Matriz Africana sabemos a importância histórica do culto a Iemanjá tanto no Brasil quanto na África, sabemos que o culto a esta Orixá é parte das expressões de religiosidade e fé presentes em todos os estados brasileiros e por isto apresentasse como sendo parte integrante do Patrimônio Cultural Afro-brasileiro. A mensagem postada pela missionária reforça não só a intolerância religiosa, mas principalmente rompe com o direito tão importante de nossa liberdade de fé em um país laico.

Iemanjá nunca amaldiçoou ninguém, muito pelo contrário, ela representa o nosso direito a vida, as águas e ao equilíbrio. Exigimos respeitos as nossas práticas, as nossas divindades e aos nossos territórios sagrados.

O Coletivo Jurídico do Terreiro Axé Talabi propõem que todas as demais representações religiosas de Terreiro do estado de Pernambuco possa se reunir em caráter de emergência para que as devidas providências jurídicas sejam imediatamente tomadas.

Recife, 05 de fevereiro de 2018.
Conselho Religioso do Terreiro Axé Talabi.

assuntos

comece o dia bem informado: