Às vésperas do 2º turno da corrida presidencial, o deputado Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara Federal, ouvido pela coluna digital "No Cafezinho", lembrou que o PSB, a despeito do apoio ao presidenciável petista, Fernando Haddad, "não tem compromisso com os erros do PT".

E, entre críticas ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Tadeu disse esperar que o candidato do PSL "tire o coturno", caso seja eleito neste domingo (28), antes de assumir o comando do Palácio do Planalto.

Citou ainda o crescimento da bancada socialista, que elegeu 32 deputados, ficando maior do que legendas como o DEM, que cresceram antes do processo eleitoral, mediante desidratação do PSB. Na análise de Tadeu, após o pleito, o Congresso deve priorizar a pauta econômica, citando a Reforma Tributária como exemplo. O programa vai ao ar no Blog da Folha, no Youtube e no Facebook do jornal. São 15 minutinhos de entrevista. Confira!


assuntos

comece o dia bem informado: