Vice-líder do PRB na Câmara federal, Silvio Costa Filho (PRB).
Vice-líder do PRB na Câmara federal, Silvio Costa Filho (PRB).Foto: Divulgação / Alepe

Em entrevista à Rádio Folha, nesta sexta-feira (5), o deputado federal Silvio Costa Filho, vice-líder do PRB, relatou como foi a reunião da bancada com o presidente Jair Bolsonaro. Em pauta, a proposta de reforma da Previdência e temas como o pacto federativo, a agenda fiscal e a geração de emprego e renda.

"Foi uma reunião muito positiva, o presidente foi muito sensível em abrir e ampliar cada vez mais o diálogo com o Congresso. Ele entende que só através da polítca vai conseguir aprovar as reformas. Acho que de fato caiu a ficha do presidente que ele não vai aprovar as reformas sem dialogar com o Congresso Nacional", comentou o deputado.

Segundo o parlamentar, na reunião Bolsonaro reconheceu que havia défict de diálogo em seu governo. "Eu saí com uma imagem positiva. Quero votar a favor da reforma, mas acho que da forma que está não é o melhor caminho", ponderou. Apesar de defender a necessidade de aprovar a reforma com ressalvas, Silvio afastou a possibilidade da legenda negociar cargos com o Palácio. "O PRB não quer cargos, quer discutir a agenda Brasil", disse.

"Melhor fazer esse esforço agora do que daqui a 3 4 anos os estados estarem quebrados", frisou o deputado, criticando a postura da oposição durante audiência do ministro Paulo Guedes, de quem disse ter feito uma "defesa pessoal" na reunião."No lugar de discutir a reforma, eles fizeram discurso para as redes sociais. Deputados levando cartaz e placa e não dficutindo a reforma, foi uma ação política e eleiotoreira", criticou.

13º do Bolsa Família - Silvio Costa Filho afirmou que o presidente deve anunciar o 13º do Programa Bolsa Família, uma de suas promessas de campanhas, até o final do mês de abril, injetando um aporte de R$ 2,5 bilhões na economia de Estados e municípios.

Ouça a entrevista completa:


assuntos

comece o dia bem informado: