Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa Viagem
Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa ViagemFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Apoiadores do candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) realizam uma carreata, na manhã deste domingo (30), na avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife, em contraponto ao movimento "Ele Não",  ocorrido no último sábado (29). Nas sacadas dos prédios, muitas pessoas estão com bandeiras do Brasil e alguns manifestantes estão fazendo o “sinal de arma” com as mãos para demonstrar apoio. Há também bonecos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vestido de presidiário. Até um helicóptero com foto de Bolsonaro foi visto sobrevoando a avenida.

De acordo com a coordenadora da campanha de Bolsonaro em Pernambuco, Érika Siqueira, a expectativa de público é de 10 mil manifestantes. “Estamos aqui na avenida Boa Viagem para representar Bolsonaro e representar uma mudança para o Brasil. Nós mulheres pernambucanas estamos com Bolsonaro, sim. Nós vemos esse movimento como um contraponto ao movimento feito no Derby por arruaceiros”, disse. A designer Neyla Chaves reforçou o apoio feminino: "Voto em Bolsonaro porque estou cansada de sustentar essa classe política ladra. Eu sou mulher em todos os sentidos e acho que ninguém nunca defendeu tanto as mulheres quanto ele".




 Após enfrentar polêmica na última passeata, quando os trios tocaram funks ofendendo as mulheres feministas e comparando-as a cadelas, a organização do evento declarou que está supervisionando as músicas que estão sendo executadas, e o que a faixa em questão foi proibida. Ainda de acordo com a organização, foi elaborada uma lista com músicas que deverá ser seguida. Todos os trios elétricos foram cadastrados previamente e o repertório, repassado para a polícia. Foram destacados quatro motoqueiros para fazer o acompanhamento do som. "Tivemos dois momentos de problema e a polícia militar foi acionada para retirar o paredão de som", admitiu Érika Siqueira. Contudo, durante o trajeto, a reportagem não ouviu nenhuma alusão ofensiva. 

Érika Siqueira afirmou que integrantes do Comitê Central de Bolsonaro em Pernambuco foram agredidos a pedradas e que as pessoas ligadas a este caso seriam do movimento contra o socialista liberal. Segundo ela, houve confronto e os acusados estariam infiltrados no ato deste domingo e pediu apoio da polícia para identificar os indivíduos.

Leia também:
"Bolsonaro é menino mimado", diz Alckmin
Bolsonaro recebe alta e deixa hospital em São Paulo
Manifestantes fazem ato contra Bolsonaro em Nova York


Candidato a deputado federal pelo PSL, Luciano Bivar condenou o ato de vandalismo ao comitê do presidenciável. “Eles agridem, fazem política de vandalismo, com facada e pedradas. Nós somos da ordem e do respeito, diferente de tudo que proferem por aí, que não é verdade. Nós estamos com o povo e a dignidade que o povo brasileiro está querendo”, afirma. “O brasileiro vai dizer se quer um governo socialista totalitário, se quer um governo comunista ou se quer um governo onde a liberdade vai imperar junto com a iniciativa privada, o respeito a religiosidade e o respeito à família. A opção está bem clara”, disparou.

Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa Viagem
Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa ViagemFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa Viagem
Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa ViagemFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco
Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa Viagem
Movimento pró-Bolsonaro na avenida Boa ViagemFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: