Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Humberto com Lula
Humberto com LulaFoto: divulgação

O Festival Lula Livre, que ocorre neste domingo (17) no Recife, já estava programado independente da saída do ex-presidente da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Dada a atual circunstância, o caráter do ato mudou, mas decidiu-se manter a programação, considerando que a presença de Lula só amplia a mobilização. O tom do discurso do líder-mor do PT na Capital pernambucana deve, assim, tender para um agradecimento. Líder do PT no Senado, Humberto Costa já declarou o seguinte: "Acho que o grande pronunciamento que Lula vai fazer e vai ser pensado, preparado por ele, deve ser no encontro do PT". O senador refere-se ao 7º Congresso do partido, que começa, em São Paulo, no próximo dia 22.

Humberto, que fez o convite para que Lula viesse participar do festival, em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, adiantara que, no referido encontro do PT, Lula deve se dirigir à população brasileira e "não somente fazer balanço da conjuntura e do governo Bolsonaro, mas também apresentar uma proposta, um projeto para o Brasil". Pelo que Humberto conversou com o ex-presidente, a apresentação de um roteiro para o País deve compor a fala dele no Congresso. "Não acredito que Lula venha para incendiar o País, ele vem para consolidar, fortalecer uma resistência a esse projeto (Bolsonaro) que esse, sim, se continuar, vai destruir o Brasil", considera o senador.

 

Tebet e Tabata em PE
A senadora Simone Tebet (MDB-MS), que preside a CCJ no Senado, e a deputada Tabata Amaral (PDT-SP), uma das integrantes do grupo que tem encabeçado o pacote social, o qual mira a desigualdade na Câmara Federal, estarão no Recife no próximo dia 22. Tebet e Tabata debaterão em evento do MDB Mulher de Pernambuco.
Filiadas > O evento visa a fortalecer o MDB-PE para 2020, mirando novas filiações e ampliando a participação feminina na política. Será às 9h, na Di Branco Recepções.
Trânsito > Presidente do MDB-PE, Raul Henry atua junto com Tabata e outros, a exemplo de João Campos e Felipe Rigoni, na coordenação do pacote social, a pedido de Rodrigo Maia. Henry tem relação de amizade com Tabata, que segue no PDT.
Revitalização > No ato de filiação de Miguel Coelho, Raul Henry realçou o desgaste que o MDB nacional sofreu perante a opinião pública por ter aberto mão de sua identidade em busca de governabilidade. Observou que o partido foi punido com redução drástica de sua bancada em 2018.
Convergência > Henry atribuiu o fato de o partido estar "renascendo" à liderança de Baleia Rossi, atual presidente nacional da sigla. Definiu Baleia com um jovem que conseguiu, em um partido heterogêneo como o MDB, "construir processo amplo de unidade". "Fez isso porque tem capacidade de diálogo", destacou.
Sem pressa > Baleia não fez, em público, aceno a Henry no sentido de lançá-lo candidato à Prefeitura do Recife, embora já tenha feito isso em conversas reservadas. Talvez por saber que o dirigente pernambucano tem preferido contar com o tempo e não agir com açodamento no trato do tema.
Afiados 1 > O 1º Curso de Capacitação para Prefeitos - Eleições 2020, promovido pelo Instituto de Direito Eleitoral de Pernambuco (Ideppe) e Amupe, terá como um dos palestrantes o colunista desta Folha de Pernambuco, Magno Martins.
Afiados 2 > Ele vai falar sobre "A nova mídia e os políticos: Como se relacionar com a Imprensa". O evento, na próxima segunda-feira, ainda abordará a questão da minirreforma eleitoral. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: