Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Deputado José Guimarães
Deputado José GuimarãesFoto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Uma reunião do diretório municipal já estava prevista para ocorrer amanhã com o obejtivo de debater o calendário eleitoral a ser aplicado no Recife. Mas a programação do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) nacional do PT, distribuída aos seus integrantes, prevê três encontros na Capital pernambucana no mesmo dia. A agenda tem início às 10h, com o encontro do Diretório Municipal, como originalmente estava no roteiro. À tarde, às 14h , haverá reunião do Diretório Estadual e, às 16h, uma terceira com parlamentares. Em outras palavras, os integrantes do GTE, incluindo o coordenador, José Guimarães, e Paulo Teixeira, terão oportunidade de conversar de forma separada com os segmentos diversos, os que defendem uma candidatura própria da sigla e os que seguem firmes e fortes na tese de manutenção da aliança com a Frente Popular.

A reunião do diretório municipal nessa data é resultado de um pedido de adiamento feito pela deputada federal Marília Arraes, como a coluna cantara a pedra. Ela encontrava-se no Rio de Janeiro por ocasião dos 40 anos do PT, quando o diretório municipal se reuniu e iria discutir calendário das eleições. O assunto, então, ficou para agora, e a remarcação foi intermediada pelo senador Humberto Costa. Ele e Marília Arraes, apesar das posições divergentes, têm mantido o diálogo em busca de uma construção no sentido de evitar que a legenda se esfacele, seja qual for a decisão. A pauta principal das reuniões de amanhã será o calendário. Marília defende que a decisão se dê, conforme combinado com o ex-presidente Lula, até o final de março, de forma que haja tempo hábil para formação de chapa e organização do projeto. Petistas admitem, no entanto, que o mérito da questão - ter ou não candidatura própria na Capital - deve ir à mesa, naturalmente, uma vez que será a oportunidade que os integrantes do GTE nacional terão para aprofundar a discussão e levar um parecer à direção nacional, a qual já tem defendido publicamente a candidatura de Marília no Recife.

 

Humberto vai à mesa às 16h
O senador Humberto Costa não faz parte dos diretórios municipal e estadual do PT, mas é integrante do GTE nacional e poderia, assim, participar das três reuniões do PT amanhã. Mas vai comparecer apenas ao encontro com os parlamentares, às 16h.
Distância... > À coluna, Humberto explica que prefere deixar os correligionários à vontade para conversarem com José Guimarães e Paulo Teixeira sem interferência. "Prefiro não estar diretamente nesse debate", pontua Humberto, referindo-se à discussão do Recife, uma vez que sua posição, favorável à aliança, já é conhecida.
...regulamentar > Sobre fala recente de Lula de que caberia ao diretório municipal resolver se Marília Arraes será candidata, Humberto observa que já está decidido que a última palavra será da nacional, que poderá concordar ou discordar do diretório municipal.
Logo mais > A data certa ainda não foi definida, mas um ato deve ser promovido pelo PSD, comandado em Pernambuco pelo deputado federal André de Paula, para formalizar o apoio da sigla à reeleição do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira.
Cinzas > Desde a terça-feira, os deputados federais de Pernambuco começaram a reagir ao movimento do presidente Jair Bolsonaro, de compartilhar vídeo, convocando para manifestação anti-Congresso. Entre os primeiros a se manifestarem, Wolney Queiroz e Danilo Cabral. Ontem, o governador Paulo Câmara disse, entre outras coisas, que "governar é abrir caminho, não abismos". Antes, afirmou: "Tentar provocar a população para manifestações contra instituições democráticas é um desrespeito ao País". 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: