Para o prefeito Geraldo Julio, o legado político de Eduardo Campos e Miguel Arraes são importantes para o contexto político atual
Para o prefeito Geraldo Julio, o legado político de Eduardo Campos e Miguel Arraes são importantes para o contexto político atualFoto: Paullo Allmeida/ Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara (PSB) e o prefeito Geraldo Julio (PSB) participaram da missa realizada, na Igreja de Casa Forte, que marcou os cinco anos da morte do ex-governador Eduardo Campos. Na mesma data, em 2005, também faleceria o ex-governador Miguel Arraes, avô de Eduardo Campos. O governador lembrou da sua relação direta com Eduardo Campos, a quem sucedeu após as eleições de 2014 no Governo de Pernambuco.

"Sempre saudade de Eduardo, de doutor Arraes. No caso de Eduardo, já são cinco anos e o momento tão difícil que passa o País, com tantas dificuldades. A gente sempre precisando dele do legado da sua mensagem, da sua perseverança e do seu otimismo e com esse conjunto de valores é que a gente busca trabalhar por um Pernambuco melhor, continuando o trabalho que ele começou e com muita saudade sempre dele", disse o governador.

Paulo Câmara também relativizou como Eduardo Campos poderia influenciar no atual contexto político brasileiro, no qual o socialista se posiciona na oposição ao Governo Bolsonaro. "Uma voz importante o Brasil anda num momento tão difícil, com discussões tão pequenas e tantos desafios a serem feitos e Eduardo estaria nos ajudando a falar o que precisa ser feito realmente para um Brasil melhor, menos desigual, trabalhar muito para diminuir o desemprego e melhorar a qualidade de vida do povo e isso é o que precisa ser feito. Isso por um e precisa da unidade nacional e Eduardo faz falta justamente porque ele ia ajudar muito nessa unidade nacional que o Brasil precisa hoje", afirmou o governador.

Já o prefeito contextualizou a história da vida política de ambos e ressaltou que o momento político ganharia com a presença das lideranças. "Um momento de celebração da vida deles e do legado do futuro que eles deixaram para gente, sobretudo, num momento como esse que o brasil passa, um momento de muita dificuldade. Existe muita gente de costas para o povo e a gente busca ensinamentos e referências em Miguel Arraes e Eduardo Campos que são pessoas que ensinaram durante o tempo inteiro com ações concretas a combater a desigualdades e a injustiça social, lutar pela democracia e a favorecer aqueles que dificilmente serão favorecidos", disse o socialista.

Geraldo Julio também fez questão de ressaltar a convivência com o ex-governador Eduardo Campos. "É um momento de lembranças das lideranças politicas, no caso també, da convivência que tive com Eduardo (Campos), do amigo que tive oportunidade de conhecer também, uma grande liderança política , mas também uma figura humana maravilhosa", rememorou Geraldo.

Estão presentes na missa: a secretária de Habitação do Recife, Isabella de Roldão; o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Carlos Neves; o conselheiro do TCE, Marco Loreto; o secretário de Justiça e Direitos Humanos estadual, Pedro Eurico; e o secretário de Mobilidade e Controle Urbano João Braga; e o secretário da Casa Civil Nilton Mota; o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Eriberto Medeiros (PP). Além da viúva Renata Campos e os filhos Pedro e José; Eduarda Campos e Tomás Alencar. 

Renata Campos e família; o governador Paulo Câmara e a esposa Ana Luiza Câmara; além do prefeito Geraldo Julio e a esposa Cristina Melo

Renata Campos e família; o governador Paulo Câmara e a esposa Ana Luiza Câmara; além do prefeito Geraldo Julio e a esposa Cristina Melo - Crédito: Paullo Allmeida/ Folha de Pernambuco

assuntos

comece o dia bem informado: