Inaldo Sampaio
Inaldo SampaioFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Políticos do Estado lamentaram a morte do jornalista e colunista político Inaldo Sampaio. Inaldo, que assinou a coluna Fogo Cruzado na Folha de Pernambuco, morreu na madrugada desta segunda-feira (11). Ele, que estava no Real Hospital Português do Recife (RHP), lutava há anos contra um câncer e sofreu uma parada cardíaca.

Atualmente, Inaldo Sampaio era colunista político da rádio CBN Recife, assinava coluna política no Diario de Pernambuco e era assessor de imprensa do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). O velório será realizado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, onde será realizado também o enterro, às 17h.

Leia também:
Morre jornalista e colunista político Inaldo Sampaio, aos 64 anos


Eduardo de Queiroz Monteiro, presidente do Grupo EQM
"Inaldo Sampaio nos deixou e um imenso deserto fica em nossos corações e mentes.

Filho do amado Pajeú das Flores, terra dos poetas e cantadores excepcionais, que ele amava e valorizava, ele mesmo um poeta nas suas Colunas no Jornal do Comércio,na FolhaPE e no Diário de Pernambuco, mais recentemente. Utilizava-se das mídias digitais, com competência e maestria, inserindo-se modernamente na nova realidade do jornalismo online. Conhecia, como ninguém, a geografia política do Estado, com relações honradas e republicanas com os entes políticos de Pernambuco. Deixa saudade e uma reputação de um homem honrado e correto, de bom filho, marido, pai e amigo fraterno da sua imensa legião de amigos e admiradores, entre os quais, modestamente, me incluo".  

Paulo Câmara (PSB) - Governador
Com profundo pesar recebi a noticia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. Inaldo era um profundo conhecedor da política pernambucana e defensor intransigente da democracia. Do litoral ao sertão, nada escapava ao seu olhar preciso e marcante. Emprestou seu talento aos três principais jornais da capital, além de várias rádios e páginas da internet. Expresso minha solidariedade à família e aos amigos.

Luciana Santos - Vice-governadora e presidente nacional do PCdoB
Começamos esta segunda com a lamentável notícia do falecimento de Inaldo Sampaio, um dos mais renomados jornalistas e comentaristas político de PE. A esposa Teresa Cristina e aos filho Joana e João Marcelo, bem como aos amigos e colegas de trabalho, expresso minha solidariedade.

Geraldo Julio (PSB) - Prefeito do Recife
Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. Ele cumpriu por muitos anos a missão de informar a população com correção e grande competência. Era um profundo conhecedor da política de Pernambuco e vai fazer muita falta. Aos tantos parentes e amigos, quero deixar meu abraço e sinceros pêsames.

Anderson Ferreira (PR) - Prefeito de Jaboatão dos Guararapes
Inaldo Sampaio sabia como poucos fazer análises sobre o cenário político. Ao longo da sua trajetória, construiu amigos e ganhou respeito de todos pelo trabalho ético e sincero. E é por isso que seu nome continuará sempre lembrado no jornalismo. Aos familiares desejo meus sinceros sentimentos nesse momento de perda.

Nadegi Queiroz - Prefeita de Camaragibe
Recebi com tristeza a notícia do falecimento de Inaldo Sampaio, uma referência do nosso Jornalismo Político, com passagens, entre outros, pelos três principais jornais do Estado. Inaldo fazia Jornalismo com decência, ouvindo todos os lados; tinha elevada consciência social. Fica a lacuna. Peço que Deus nosso senhor o receba em sua infinita misericórdia e que conforte sua família neste momento tão difícil.

Miguel Coelho - Prefeito de Petrolina
O jornalismo perde um talento imenso. Inaldo Sampaio teve sua última coluna publicada, nesta segunda-feira (11), deixando milhares de leitores, admiradores e amigos sem suas opiniões coerentes. Inaldo era um profissional respeitadíssimo no universo da política e fará muita falta em tempos nos quais vozes sensatas precisam ser ouvidas. Lamento profundamente a perda desse grande formador de opinião e expresso meus sinceros sentimentos de solidariedade a todos familiares e amigos de Inaldo Sampaio.

Ângelo Ferreira - Prefeito de Sertânia
O jornalismo está de luto. O estado de Pernambuco perdeu uma das maiores referências dessa área. Perdemos o amigo Inaldo Sampaio, reconhecido por sua responsabilidade e ética com a notícia. Esse grande homem e profissional sai de cena em um momento em que essas características são cada vez mais necessárias ao país. Inaldo Sampaio deixa como legado o compromisso com a verdade. Nos juntamos, neste momento, aos demais amigos e familiares, a quem desejamos os nossos mais sinceros sentimentos de solidariedade.

Bruno Pereira - Prefeito de São Lourenço da Mata
"Amanhecemos nesta segunda com uma notícia muito triste, a do falecimento do querido Inaldo Sampaio na madrugada. Inaldo era dos bons; fazia um respeitado Jornalismo com espírito público, ouvindo os dois e ajudando os leitores a se elucidarem nos caminhos da Política. No campo pessoal, Inaldo era um amigo com quem convivi desde a época que meu pai era prefeito. Nosso último encontro foi um animado almoço no dia do meu aniversário, em 11 de julho, quando trocamos impressões sobre os cenários local e nacional. Uma grande perda! Deixa aqui registado meus pêsames à família e peço que Deus os conforte nesta hora de passagem".

Fernando Bezerra Coelho (MDB) - Senador
"Recebi com muita tristeza a notícia da morte do jornalista Inaldo Sampaio, com quem convivi nos meus 37 anos de vida pública. O jornalismo pernambucano perde um de seus principais articulistas, um profissional dedicado que tanto contribuiu para levar informação de qualidade, sempre com muita isenção. Expresso minhas condolências a seus familiares e amigos nesta hora tão difícil"

Eriberto Medeiros (PP) - Presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco
Hoje lamentamos a partida do jornalista e colunista político Inaldo Sampaio. Sua reconhecida atuação à frente das colunas Fogo Cruzado e Pinga-Fogo, sua passagem pelos três jornais da capital, sem contar o trabalho exercido no rádio e no Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, por 24 anos, são marcas indeléveis que servem de exemplo para os jornalistas do futuro, cientes de que informar é a base de qualquer democracia. Em nome de todos que fazem a Assembleia Legislativa, manifestamos nossas condolências, tendo certeza de que sua ausência é sentida pela sociedade pernambucana. Nos solidarizamos à dor da sua família e amigos".

Antonio Coelho (DEM) - Deputado estadual
"A política de Pernambuco está de luto hoje após a notícia da morte do jornalista Inaldo Sampaio. Um dos formadores de opinião mais respeitados do nosso estado, que acompanhou momentos importantes da história política pernambucana e brasileira. Gostaria de expressar meus sentimentos de pesar a todos os seus familiares e amigos".

Dulcicleide Amorim (PT) - Deputada estadual
Com profundo pesar recebi a notícia do falecimento de Inaldo Sampaio, um dos grandes jornalistas do nosso país. Inaldo atuou com competência nos principais jornais pernambucanos, demonstrando um enorme conhecimento acerca da política nacional e estadual. Deixo o meu abraço a todos os amigos, familiares e admiradores. Que Deus conforte a todos.

Diogo Moraes - Deputado estadual
O jornalismo pernambucano e a sociedade perderam nesta madrugada uma grande referência de profissional e ser humano, o jornalista Inaldo Sampaio. Sertanejo, Inaldo era muito talentoso no campo da música e da escrita política. Meus sinceros votos de pesar a toda família e amigos. A memória dele e seu exemplo de profissionalismo ficam marcados na nossa história.

Sivaldo Albino - Deputado Estadual

É com profundo pesar que recebemos a notícia da morte precoce de um dos mais respeitados e inteligentes colunistas políticos de Pernambuco e do Brasil, o jornalista Inaldo Sampaio. Sertanejo autêntico, de São José do Egito, a seriedade e o talento de Inaldo deixará uma grande lacuna no jornalismo do nosso estado. Desde já, nos solidarizamos com sua esposa, filhos, familiares e amigos, e rogamos ao Criador para que os conforte e os conceda a serenidade que precisam neste momento de dor.

Manoel Ferreira (PSC) - Deputado estadual
A morte Inaldo Sampaio é uma grande perda para o jornalismo em nosso Estado. Com suas análises profundas e corretas tínhamos o panorama do que estava ocorrendo em nosso País. Meus sentimentos aos familiares e que Deus os ajude neste momento de dor.

Wanderson Florêncio - Deputado estadual
O jornalismo pernambucano perdeu hoje uma de suas referências. Inaldo Sampaio dedicou a vida a prestar serviço a nossa sociedade através da informação e assim o fez de forma brilhante, passando por veículos como os jornais O Globo, Diário de Pernambuco, Folha de Pernambuco, Jornal do Commercio, a TV Globo, e a rádio CBN, comentando, principalmente, os assuntos relacionados a política pernambucana e nacional. Há mais de duas décadas atuava também na comunicação do Tribunal de Contas do Estado. Meus sentimentos aos familiares.

Rogério Leão - Deputado estadual
Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. Referência da Comunicação em nosso Estado, Inaldo representava a imparcialidade e honestidade dos fatos com interpretações autênticas e verdadeiras. Sertanejo de São José do Egito, o jornalista Inaldo Sampaio cumpriu seu papel de apresentar as versões dos acontecimentos, sejam elas na política ou no cotidiano dos pernambucanos. Meus sinceros sentimos aos familiares do nosso querido Inaldo Sampaio.

Silvio Costa Filho (Republicanos) - Deputado federal
O jornalismo pernambucano e brasileiro perdeu uma das suas principais vozes, o colunista e comentarista político Inaldo Sampaio. Ele sempre será admirado pela disposição em suas análises. Suas colunas diárias sempre trouxeram informações importantes para Pernambuco e para o Brasil. Com ele, morre não apenas um grande ser humano, mas um estilo de jornalismo. Não tenho dúvida que ele fará muita falta a todos nós. Neste momento de dor, nossa solidariedade à esposa Teresa Cristina e filhos, além dos amigos que ele reuniu ao longo da vida.

Daniel Coelho (Cidadania) - Deputado federal
É com profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio, nesta segunda-feira, 11 de novembro. Jornalista competente, de muita experiência, Inaldo atuava de maneira independente, além de ser um profundo conhecedor da política local e nacional. Seu desaparecimento deixa uma grande lacuna no jornalismo pernambucano. Solidarizamo-nos com a família por esta perda irreparável.

André Ferreira (PSC) - Deputado federal
Pernambuco perde um dos seus mestres do jornalismo político, um homem que sabia, como poucos, o mapa político do nosso Estado. Atuando em várias plataformas de comunicação, Inaldo Sampaio soube como poucos fazer a transição do analógico para o digital, levando as suas análises, tão necessárias para entendermos o momento conturbado que vive o País, para todas as novas mídias que surgiram com a internet. Deixo minhas condolências à família e que encontrem em Deus o conforto necessário para atravessar este momento.

Marília Arraes (PT) - Deputada federal
O jornalismo político pernambucano perdeu um dos principais nomes. Inaldo Sampaio, tinha um "faro" especial para a notícia e uma forma peculiar de tratar o cenário político local. Lia os cenários com muita inteligência. Eu e tantos outros perdemos um amigo. Inaldo, segue em paz!

Fernando Monteiro (PP) – Deputado federal
Inaldo Sampaio foi um jornalista competente e crítico, com excelente trânsito entre todos os que fazem a política em Pernambuco. Seu olhar sempre atento e suas análises, que alcançaram todas as regiões do Estado, em veículos diversos, farão falta. Minhas condolências a todos os seus familiares e amigos neste momento de perda.

Fernando Filho (DEM) - Deputado federal
"A morte do jornalista Inaldo Sampaio deixa uma enorme lacuna no jornalismo político de Pernambuco. Meus votos de solidariedade a seus familiares e amigos para que possam superar este momento difícil."

Gonzaga Patriota (PSB) - Deputado federal
"Considerado um dos mais sérios e esclarecidos analistas políticos no país, Inaldo Sampaio, apesar de bastante reservado em sua vida pessoal, tinha como uma das características, a solidariedade para com o próximo. Era daquelas pessoas que praticavam o bem, sem pensar em retribuição. Vai muita fazer falta para o mundo do jornalismo, da política e, sobretudo, na vida daqueles que tiveram o prazer de conviver com ele". (Trecho do discurso proferido na Câmara Federal)

Presidentes nacional e estadual do PSDB, Bruno Araújo e Alessandra Vieira
“Pernambuco perdeu hoje uma de suas maiores referências no jornalismo político, o colunista e também músico Inaldo Sampaio. Pessoa de muitos amigos, ao longo de sua carreira foi uma das principais fontes de informação com credibilidade do estado. Deixo aqui meu abraço a seus familiares e muitos amigos”, lamentou o presidente nacional do PSDB. “O PSDB de Pernambuco presta solidariedade neste momento de despedida à sua família, amigos, colegas de profissão e seus milhares de leitores e ouvintes”, declarou Vieira.

Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe)
A Amupe lamente a morte do jornalista político Inaldo Sampaio, que esta manhã, nos surpreendeu com a triste notícia. Aos seus familiares e amigos nossos sinceros sentimentos pela grande perda.

Vereadora Aline Mariano (PP)
É com muito pesar que recebemos a triste notícia do falecimento do amigo querido e jornalista Inaldo Sampaio, nesta segunda-feira, 11 de novembro de 2019. Perdemos mais um grande profissional da comunicação de Pernambuco, cuja responsabilidade e apuro com os princípios do bom jornalismo eram marcas registradas da sua profícua trajetória profissional. O jornalista e colunista político, que assinou a coluna Fogo Cruzado na Folha de Pernambuco, no Jornal do Commercio e, atualmente também atuando na Rádio CBN, deixa um vazio enorme. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que ilumine, dê paz e conforto a todos os seus familiares para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade, força e fé. 

Jayme Asfora - Vereador do Recife
Inaldo Sampaio faz parte de uma geração de jornalistas que colocou Pernambuco em destaque na imprensa nacional com seu trabalho de excelência. Ajudou a formar centenas de outros cronistas e analistas políticos que ajudarão a manter o seu legado. Ao longo dos anos, seu nome sempre foi sinônimo de bom jornalismo e um grande exemplo disso foram suas passagens pelo jornais O Globo, Jornal do Commercio, Folha de Pernambuco e Diário de Pernambuco. A todos os familiares, em especial, ao seu irmão Ivanildo Sampaio deixo meu abraço, registro toda minha gratidão e transmito minha solidariedade nesta hora tão dura e difícil.

Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco
É com extremo e profundo pesar que comunicamos o falecimento do nosso amigo e colega, jornalista Inaldo Sampaio. Inaldo tinha 64 anos e dedicou parte da vida ao trabalho à área de Comunicação do Tribunal de Contas onde ingressou em 1995. 
Nossa solidariedade à esposa Teresa Cristina e aos filhos, Joana e João Marcelo neste momento de tanta dor. 

Câmara de Vereadores de Olinda
Inaldo Sampaio como jornalista político sempre representou uma opinião ponderada, acompanhou os fatos da política pernambucana nas últimas décadas com competência e conhecimento de causa. Assinou colunas políticas no Jornal do Commercio e Folha de Pernambuco, comentarista da Rádio CBN, repórter político da Sucursal de O Globo, criador do Blog do Inaldo Sampaio, um jornalista que se destacou nos maiores veículos de comunicação de Pernambuco e do Brasil", destacou o vereador Jorge Federal.

Odacy Amorim - presidente do IPA
É com enorme tristeza que recebo a notícia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. Tratava-se de um dos mais talentosos profissionais deste país, com passagens pelo Jornal do Comércio, Folha de Pernambuco e Diário de Pernambuco. Inaldo deixará um grande legado na vida dos amantes do jornalismo político. Apresento meus sentimentos a toda família e amigos. Que Deus os conforte.

Sileno Guedes - Secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e Presidente estadual do PSB
Com pesar, recebemos hoje a notícia do falecimento do jornalista Inaldo Sampaio. De origem sertaneja, natural de São José do Egito, Inaldo se tornou referência no jornalismo político pernambucano como colunista do Jornal do Commercio, Folha de Pernambuco e, por último, do Diário de Pernambuco, além de ter sido também repórter de O Globo. Durante sua trajetória, buscou a imparcialidade, fazendo a leitura dos fatos com perspicácia e isenção. O jornalismo de Pernambuco perde com sua morte. A todos seus familiares, amigos e leitores, nossa solidariedade nesse momento.

Eduardo da Fonte - deputado federal pelo PP
"O jornalismo pernambucano perdeu, hoje, um dos seus grandes nomes. E eu perdi um grande amigo. Conheci Inaldo Sampaio antes mesmo de eu entrar na vida pública. Sempre solícito, dava-me sugestões e conselhos. O equilíbrio era uma das grandes virtudes de Inaldo. Era um jornalista de bom-senso, que prezava pela correção constantemente. Quando ele saiu do hospital há poucos dias, liguei para ele. A  ligação o surpreendeu, porque fui a primeira pessoa a ligar após sua saída do hospital. Inaldo Sampaio brilhou no jornalismo e o seu nome servirá de exemplo para futuras gerações. Que Deus conforte seus familiares e que os abençoe sempre".

Tadeu Alencar - Líder do PSB na Câmara dos Deputados
O jornalismo pernambucano está de luto com a partida precoce do colunista e músico Inaldo Sampaio, uma referência da imprensa do nosso Estado. Expresso as minhas condolências à família de Inaldo, a Ivanildo Sampaio, seu irmão, e ao povo de São José do Egito que, neste momento, chora a morte do seu filho ilustre.

Prefeito de Igarassu, Mario Ricardo

Pernambuco amanheceu triste e calado, perdemos um profissional de grande expressão da Comunicação com a repentina partida do jornalista Inaldo Sampaio, grande entendedor da política brasileira. Meus sentimentos a toda família e amigos deste talentoso jornalista.

assuntos

comece o dia bem informado: