Prefeito Geraldo Julio vai comandar grupo de 60 líderes locais do continente em Madri
Prefeito Geraldo Julio vai comandar grupo de 60 líderes locais do continente em MadriFoto: Paullo Allmeida/ Folha de Pernambuco

Lideranças políticas, ativistas, acadêmicos e representantes da iniciativa privada estão reunidos em Madri, na Espanha, desde o último da 2, até o próximo dia 13 de dezembro, para discutir a Emergência Climática na Conferência da ONU sobre o Clima (COP25). Presidente para a América do Sul do ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade, o prefeito Geraldo Julio chefia a maior comitiva da história da rede em COPs, com 60 representantes. O grupo chega a Madri neste domingo (8), com o objetivo de discutir a participação das cidades e governos locais no contexto da Emergência Climática.

Na COP25, o prefeito Geraldo Julio terá ainda a oportunidade de apresentar os avanços do Recife na questão climática, que colocaram a cidade como referência no tema e levaram à liderança do ICLEI América do Sul. Outro objetivo é a busca por financiamento internacional para desenvolver mais ações na cidade, que está, segundo o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), entre as 16 mais vulneráveis aos efeitos das variações do clima no planeta.

Entre os membros da comitiva estão o prefeito de Lima, Jorge Muñoz, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entre outros. Os trabalhos já começam no domingo com reunião preparatória da agenda de ação dos governos locais da América Latina, frente ao Acordo de Paris, durante a COP. A reunião vai abordar as propostas de ação climática promovidas pelas cidades e como outros atores internacionais como instituições financeiras, redes de cidades, agências internacionais, podem contribuir com o desenvolvimento e aplicação dessa agenda.

Na segunda-feira (9), o prefeito Geraldo Julio integra o painel Oportunidades e alianças pelo Clima – 2020: “O papel dos governos locais na construção de um compromisso nacional pelo clima”. O encontro será promovido com o intuito de fortalecer a interação entre governos locais e parlamentares brasileiros na promoção de diálogos sobre a Agenda Climática para 2020.

Ainda na segunda, o prefeito participa do painel Prefeitos e Prefeitas, onde será discutida a visão dos governos locais da América Latina destacando compromissos e propostas de ação climática liderados pelas autoridades locais da região, projetando os desafios e prioridades para a implementação do Acordo de Paris na América. Participam desse encontro os prefeitos de Tegucigalpa (Honduras), Independencia (Chile), Oreamuno (Costa Rica), Arima (Trinidad e Tobago), Mérida (México) e Lima (Peru).

A Prefeitura do Recife vem se destacando nas políticas públicas para o enfrentamento à Emergência Climática. Em novembro deste ano, durante Conferência Brasileira de Mudança do Clima, sediada na capital pernambucana, a prefeitura anunciou um conjunto de medidas, ampliando ainda mais o compromisso da cidade com a agenda climática. Entre as medidas estão o lançamento do Plano de Adaptação Climática do Recife, o decreto que declara o Reconhecimento à Emergência Climática Global pelo Município do Recife, a primeira cidade do Brasil a fazer esse reconhecimento e também com pioneirismo em todo o país, o Recife se tornou a primeira cidade incluir na grade curricular da rede pública de ensino a matéria Sustentabilidade e Emergência Climática.

As ações vem se juntam ainda a ações concretas locais que buscam a redução das emissões, como a expansão da iluminação em LED na cidade com o Ilumina Recife e o projeto de Energia Limpa que será implantado no Hospital da Mulher do Recife. A Maratona Verde, que plantou 10 mil árvores em apenas uma semana, chegando a marca de mais de 80 mil árvores plantadas nos últimos 7 anos. A expansão da rede cicloviária, que quadruplicou de tamanho e ultra passou os 100km de extensão, entre outras medidas, como a recuperação do Jardim Botânico do Recife, os Econúcleos de Educação Ambiental e o novo Jardim do Baobá.


Desde de 2013, a Prefeitura firmou compromisso com a causa da sustentabilidade e o enfrentamento às mudanças climáticas, com o ingresso na Rede ICLEI. Em 2014, foi lançada a Política de Sustentabilidade e de Enfrentamento das Mudanças Climáticas do Recife (Lei Nº 18.011/2014), que estabelece instrumentos para a implementação, em nível municipal, de ações sustentáveis e de enfrentamento ao fenômeno do aquecimento global, foi a primeira grande iniciativa. Foram feitos dois inventários de Emissões dos Gases, e o Plano de Adaptação da cidade. Foi estruturado ainda o Sistema Municipal de Unidades Protegidas, criando 26 Unidades de Conservação da Natureza, no território da cidade, das quais 19 já têm seus Planos de Manejo aprovados pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente.

Em sua vigésima quinta edição, a COP 25 (Conferência das Partes) é o órgão de tomada de decisão da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC) e realizado pelos 197 países signatários da convenção e tem como objetivo avançar na implementação do acordos que foram determinados na Convenção que estabelece obrigações específicas de todas as Partes para combater as mudanças climáticas.

Ações de Sustentabilidade e Enfrentamento à Emergência Climática no Recife


- Inventários de Emissão dos Gases do Efeitos Estufa

- Plano Municipal de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas

- Sistema Municipal de Unidades Protegidas criando 26 Unidades de Conservação da Natureza na cidade

- Liderança na América do Sul do ICLEI – Rede de Governos Locais pela Sustentabilidade

- Cidade sede da primeira Conferência Brasileira de Mudanças do Clima

- Elaboração do Índice de Vulnerabilidade e Plano de Adaptação às Mudanças Climáticas, lançando durante a Conferência Brasileira de Mudanças do Clima

- Primeira cidade do Brasil a reconhecer por decreto a Emergência Climática Global, oficializando a meta de Carbono Zero até 2050, como previsto no Acordo de Paris

- Primeira cidade do Brasil a instituir a disciplina de Sustentabilidade e Emergência Climática nas escolas públicas municipais

- Maratona Verde com o plantio de 10 mil árvores em apenas uma semana

- Aumento de 320% na rede cicloviária da cidade, atingindo a marca de 100 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas

- Implantação da tecnologia LED, com maior eficiência energética, no parque de iluminação pública da cidade. No primeiro semestre de 2020 40% da iluminação do Recife já será em LED


assuntos

comece o dia bem informado: