Carol Brito (esq), Silvio Costa Filho e Renata Bezerra de Melo em gravação do No Cafezinho #84
Carol Brito (esq), Silvio Costa Filho e Renata Bezerra de Melo em gravação do No Cafezinho #84Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

De malas prontas para Brasília, o líder da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado Silvio Costa Filho (PRB), ainda está com as atenções voltadas ao embate no território estadual. Na próxima segunda-feira, o parlamentar reúne a oposição para tratar do pacote de 28 projetos enviados pelo Executivo. A cobrança principal do parlamentar é por diálogo. Em entrevista a coluna digital No Cafezinho, o oposicionista questiona o aumento na carga tributária estadual para garantir que o governador Paulo Câmara (PSB) tire do papel as promessas de campanha.

O deputado adverte que o governador "está aumentando em 2 pontos percentuais a alíquota do álcool", enquanto promete reduzir em 2 pontos percentuais o imposto do diesel. "Ou seja, vai na contramão do resto do Brasil, aumenta alíquota para fumo, bebidas...Isso, ao final, prejudica o setor produtivo, o micro e pequeno empresário e a população". Reforça que projetos, assim, "não deveriam estar sendo discutidos em caráter de urgência". Como exemplo, Silvio Costa Filho cita a aprovação da extinção da Draco.

Leia também
'Reunião com Bolsonaro parece ato político e não institucional', diz Luciana Santos
Silvio Costa Filho: oposição concorda com projetos enviados por Paulo Câmara
[Vídeo] No Cafezinho: João Campos sai em defesa da criação do Draco


"A gente avalia que o governo erra pela falta de diálogo. A gente observou o próprio projeto da Draco, que chegou recentemente e foi votado na assembleia legislativa. Infelizmente, eu não estava presente porque já havia marcado uma reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia e outras instituições em Brasília", avaliou.

Ainda durante a entrevista, ele trata da escolha da nova Mesa Diretora da Alepe em fevereiro do ano que vem. Silvio Costa Filho aposta suas fichas na reeleição do atual presidente da Casa, Eriberto Medeiros (PP), e diz que o titular da primeira secretária deverá ser uma escolha da bancada do PSB.

assuntos

comece o dia bem informado: