Eduardo da Fonte agradeceu participação do PP no segundo Governo Paulo Câmara
Eduardo da Fonte agradeceu participação do PP no segundo Governo Paulo CâmaraFoto: Arquivo Folha

O anúncio do novo secretariado do governador Paulo Câmara (PSB) na última sexta-feira para a segunda gestão desagradou a algumas lideranças partidárias aliadas. Alguns partidos perderam espaço, como PP, outros não foram contemplados como pretendiam, o caso do Solidariedade, e ainda houve convocação de quadro que não era o preferencial do partido, como no PSD. Destes, apenas o Solidariedade não teve espaço no primeiro escalão. Nos bastidores, comenta-se que as lideranças destes partidos teriam ficado incomodadas com a forma que se deu o processo e o resultado. Contudo, as legendas devem ser contempladas também no segundo escalão.

Sem mencionar o nome do deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), que ocupará a pasta de Turismo e Lazer, o presidente estadual do PSD, deputado federal André de Paula tratou de colocar panos mornos na situação. “O governador montou uma nova e competente equipe, o PSD teve um dos seus filiados mais importantes escolhido por Paulo, o que é uma honra, a minha equipe não estará no próximo governo, o que é absolutamente normal, é um novo governo e se inicia um novo ciclo, você me conhece e sabe que o meu apoio nunca esteve condicionado a nenhum tipo de troca, nem por cargo, nem emenda, nem qualquer outra coisa, vou liderar o meu partido e vou trabalhar por Pernambuco, colocando o meu mandato ao lado do governador Paulo Câmara”, disse, em nota.

Leia também:
PP agradece espaço no novo secretariado de Paulo Câmara
Paulo Câmara preparado para enfrentar o segundo round
Governador anuncia secretariado para segundo mandato
PP agradece espaço no novo secretariado de Paulo Câmara


O presidente estadual do PP, deputado federal Eduardo da Fonte, seguiu a mesma linha, enviando nota em agradecimento ao governador Paulo Câmara pela confiança em convidar o partido para participar do governo. Os progressistas, todavia, tiveram o tamanho reduzido, ao menos, no primeiro escalão: Clóves Benevides (PP) será o secretário de Políticas de Prevenção às Drogas, pasta criada na reforma administrativa aprovada na última semana. Antes, a legenda comandava as pastas de Desenvolvimento Social e de Desenvolvimento Econômico, além de diretorias e autarquias.

O Solidariedade, que quase deixou a base governista às vésperas da campanha eleitoral, acreditava que seria contemplado com a reformulação do secretariado, o que não aconteceu. Outro pleito do partido era a convocação de algum deputado federal da coligação do PP, PR, SD ou PMN para que o suplente Kaio Maniçoba (SD) pudesse assumir o mandato na Câmara dos Deputados, o que também não vingou. O presidente estadual do SD, deputado federal Augusto Coutinho, não se manifestou. A reportagem tentou contato, sem sucesso.

Segundo escalão

Diante das especulações sobre o segundo escalão, o novo chefe de gabinete de Câmara, Milton Coelho (PSB) disse que não há ainda nomes escolhidos, cujos dirigentes só serão definidos a partir de amanhã. “As decisões serão tomadas pelo governador e os novos titulares de cada pasta”, afirmou, em nota.

Milton Coelho: 2º escalão ainda será definido

Milton Coelho: 2º escalão ainda será definido - Crédito: Paullo Allmeida

assuntos

comece o dia bem informado: