Prefeito Geraldo Julio (PSB)
Prefeito Geraldo Julio (PSB)Foto: Andréa Rego Barros

A Caravana do 13º do Bolsa Família chegou ao Recife nesta sexta-feira (1º). Após percorrer 101 municípios pernambucanos, a iniciativa, realizada pelo Governo do Estado, foi apresentada e discutida com a população da capital no Compaz Escritor Ariano Suassuna, no Cordeiro. Ao lado do governador Paulo Câmara (PSB), o prefeito Geraldo Julio (PSB) acompanhou o encontro onde destacou o impacto da ação para a vida dos pernambucanos.

“Só no Recife são 90 mil famílias que recebem o Bolsa Família, algo em torno de 300 mil pessoas em nossa cidade que precisam dessa renda. O governador está dando o apoio pagando a 13ª parcela para todas essas famílias. As pessoas estão precisando muito de renda neste momento. O emprego está muito difícil e a gente tem feito um esforço muito importante com o Programa Chegando Junto para distribuir renda na nossa cidade também, mas esse apoio do Governo do Estado é um apoio importante. Com o 13º do Bolsa Família, o Governo do Estado ajuda efetivamente essas famílias”.

Na ocasião o governador Paulo Câmara detalhou o benefício. “Esta iniciativa é muito importante porque vai movimentar a economia, o comercio, as feiras, vai realmente gerar renda, principalmente para os beneficiários do bolsa família que é a população mais pobre e vulnerável. A primeira parcela já será paga em fevereiro de 2020. Estamos cumprindo um compromisso de campanha e sabendo que estamos chegando a mais de três milhões de pernambucanos”, anunciou.

Em meio à crise nacional que ameaça empregos e a dignidade da população, o Governo do Estado anunciou ainda em abriu o programa de transferência de renda denominado de 13º do Bolsa Família de Pernambuco. A Caravana desta sexta, que já percorreu outras cidades do estado tem como objetivo esclarecer a sociedade sobre o benefício estadual. O 13º do Bolsa Família pagará uma parcela adicional do benefício no limite de R$ 150,00. Só no Recife, 90.480 famílias vão ser beneficiadas. A expectativa é que até R$ 13,5 milhões sejam injetados na economia do município anualmente a partir de 2020.

Já para os que ganham menos que R$ 150, o programa estadual prevê a ampliação do valor através da inserção do CPF na Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica – NFC-e, ao comprar produtos alimentícios, gás de cozinha, vestuário, calçados, material de limpeza, higiene pessoal e medicamentos. Geraldo Julio destacou ainda as ações feitas pela Prefeitura do Recife para combater a pobreza. “Também temos feito um esforço muito grande e o Chegando Junto é um exemplo. Através de cursos de manicure, de manutenção de bicicletas, das Frentes de Trabalho Miguel Arraes nas escolas, todos esses recursos são um reforço na renda dessas famílias”, avaliou.

As parcelas de pagamento serão divididas em três etapas. Em fevereiro de 2020, receberão o benefício os nascidos de janeiro a abril. Em março, os que nasceram entre maio e agosto, enquanto os nascidos de setembro a dezembro vão receber em abril. A data base de nascimento é do responsável familiar cadastrado. “Atualmente, 1.178.975 famílias são atendidas pelo programa em Pernambuco, o que representa 35% da população do Estado. Serão R$ 175 milhões injetados na economia anualmente. Estamos levando as informações sobre o programa para todo o estado e nossa finalidade é fazer com que a população saiba como, quando e quanto vai receber”, explicou o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes.

Luzinete Belarmino, 62 anos, desempregada, tem no benefício a única renda atualmente e estava animada com a notícia. “Antigamente não existia nisso, então estou muito feliz porque esse dinheiro vai me ajudar, na verdade para todo mundo”, disse. Maria Aparecida Vitorino, diarista também é uma das beneficiárias. “Qualquer ajuda é muito benvinda. Todo o dinheiro do bolsa família eu invisto na minha filha, em roupa, comida, para que não falte nada. Esse dinheiro vem ajudar ainda mais nossa família”, afirmou.

Para as famílias que ainda não sabem se têm direito ao décimo terceiro bolsa- família, é necessário fazer o cadastro na Central de Atendimento do Cadastro Único do Recife ou em um dos Centros de Referência de Assistência Social - Cras do Recife, levando os seguintes documentos de todas as pessoas da casa: RG, CPF, carteira de trabalho, título de eleitor, comprovante de residência e, no caso das crianças, registro de nascimento. A avaliação, conforme critérios de renda, é feita pelo Governo Federal.

Central de Atendimento do Cadastro Único do Recife - A Central de Atendimento do Cadastro Único do Recife fica na Rua do Imperador, n° 307, loja 1, bairro de Santo Antônio, com horário de funcionamento que vai das 7h às 17h. Quem tiver dúvidas pode ligar para o telefone 0800 707 2003. Importante ressaltar que tanto a Central de Atendimento do Cadastro Único como os CRAS da Prefeitura do Recife atendem apenas os beneficiários que residem na capital pernambucana. Atualmente, 90 mil famílias da capital recebem o bolsa-família.

Pets – Acompanhados de seus respectivos tutores, os pets também estão participando do Dia da Lembrança, com ações voltadas especialmente para eles. São dicas de adestramento e nutrição pet, prática do Enriquecimento Ambiental com estímulos de faro dos cães visitantes, além da demonstração de agility, atividade física para cães que tem feito muito sucesso.

O agility é uma atividade que geralmente acontece em espaços abertos, onde são montados um circuito com obstáculos e equipamentos. Entre eles estão cercados, túneis, rampas, muros e pneus. O objetivo da prática é que o cachorro termine o percurso o mais rápido possível, sem desviar ou cair dos obstáculos. Trata-se de uma experiência muito divertida que envolve habilidade e agilidade.

assuntos

comece o dia bem informado: